Se encuentra usted aquí

Esporte e Cidadania

Atletas do Grupo Randon ganham ouro no Atletismo

Dois atletas do Grupo Randon foram recompensados com a medalha de ouro na manhã desta sexta-feira no Atletismo dos Jogos Nacionais do Sesi. A persistência do analista de manutenção da Randon, Eduardo Vieira, foi premiada com ouro nesta sexta-feira. Após subir ao pódio nas três edições anteriores dos Jogos Nacionais do Sesi, com um 3º lugar na edição 2004, e dois vice-campeonatos em 2006 e 2008, ele subiu ao posto mais alto na competição que neste 2010 se realiza no Rio Grande do Sul, ao saltar 1m86cm. A premiação ocorreu no começo da tarde. A competição ocorreu em Caxias do Sul, já que a pista em Bento Gonçalves foi interitada pelas chuvas.

Já o analista de compras da Máster Sistemas Automotivos, empresa do Grupo Randon, Edson Silva Perozzo, conquistou o ouro no arremesso de peso, com a marca de 13 metros e 16 centímetros. Apesar de já ter conseguido atingir 14 metros e 70 centímeros em treinos, foi sua melhor marca em competições. Na sua estreia nos Jogos Nacionais do Sesi, Perozzo estava satisfeitíssimo com seu feito.

"É a recompensa pela batalha de aliar o trabalho e o esporte", conta ele, que treina atletismo duas vezes por semana, mas diariamente vai à academia para fazer musculação. Perozzo está há dois anos na Máster e há sete no Grupo Randon. Aos 30 anos, o trabalhador atleta também é estudante. Ele cursa Contabilidade na Faculdade Anglo-americana de Caxias do Sul e está radiante por ter obtido, além do primeiro lugar, uma vaga para ir ao Mundial na Estônia.

Eduardo Vieira, de 27 anos, e funcionário da Randon há nove, também será um representante dos trabalhadores da indústria do Brasil no Mundial que se realizará em junho, na Estônia. "Disputei a última edição dos Jogos Internacionais, na Itália, quando fiquei com o 3º lugar, mas desta vez espero resultado ainda melhor", afirmou ele logo após o término da prova, realizada sob frio e uma chuva fina que caía sobre a pista atlética do Sesi, em Caxias do Sul.

Mais do que persistência, Eduardo Vieira tem se revelado um trabalhador/atleta capaz de demonstrar esforço incomum, o que alia a sua incontestável qualidade técnica. Casado e pai de uma menina que nascerá em agosto, além de trabalhar e treinar de forma árdua, ele faz também a faculdade de Automatização Industrial na UCS. "Não é fácil manter o ritmo, é desgastante, mas vale a pena", comentou o melhor atleta brasileiro do salto em altura.