Se encuentra usted aquí

O esporte faz a cidadania

Evento foi promovido pelo Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria (Sesi) e pela Rede Globo

A edição 2007 do projeto Esporte e Cidadania, promovido pelo Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria (Sesi) e a Rede Globo foi uma espécie de minipan-americano no Centro de Atividades do Sesi, no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre. Atletas profissionais participaram sábado, dia 26, de uma disputa diferente, sem vencedores ou derrotados, em que a principal medalha era um sorriso de gratidão.

E foram dezenas de milhares de sorrisos espalhados por oficinas que ensinavam os segredos de algumas das modalidades que estarão nos Jogos Pan-Americanos, no Rio de Janeiro, no próximo mês. O evento teve a participação de centenas de voluntários que ofereceram gratuitamente atividades culturais e serviços de saúde.

O objetivo não é garimpar futuros atletas entre os participantes destas atividades, mas despertar a cidadania através do esporte, fazendo da atividade física uma aliada para incentivar a educação e impedindo que crianças, jovens e adolescentes criem laços com as drogas e o crime organizado. "O esporte tem como lição fundamental o respeito à ética, às normas, e este tipo de comportamento é um agente de mudança na sociedade", explica o superintendente Regional do Sesi, Edison Lisboa.

Muitas das modalidades que foram apresentadas no sábado não são conhecidas do grande público. O badminton foi uma das sensações do evento. O esporte lembra o tênis e é jogado com uma peteca em uma quadra de pequenas proporções. No ginásio, um grupo de meninos do bairro pôde ter contato com o esporte pela primeira vez. Puderam usar as raquetes e fazer uma disputa amistosa com as atletas da seleção brasileira da modalidade, que treinam na Capital.

Tags: