Se encuentra usted aquí

Competitividade

Senai-RS assina acordo de cooperação com PUC-RS e Feevale

O Senai-RS assinou acordo de cooperação nesta terça-feira com a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e a Universidade Feevale para o desenvolvimento de projetos de parceria para promoção de pesquisa, ensino e extensão. O objetivo é promover a aproximação da academia com a indústria, tendo o Senai como catalizador, gerando novas tecnologias, inovações, fomentando a proteção do conhecimento e a transferência de tecnologias. A intenção é, com essas parcerias, dar apoio ao Programa Senai de Apoio à Competitividade da Indústria Brasileira.

"A assinatura dos acordos de cooperação significa que estamos colocando em prática o conceito da integração universidade-empresa", disse o presidente do Sistema FIERGS, Heitor José Müller. Segundo o presidente, para enfrentar o desafio da era do conhecimento o Senai está se qualificando e o engajamento das universidades gaúchas é muito importantes. "O objetivo final de todo o esforço desenvolvido e do investimento a ser implementado é o de elevar significativamente a competitividade das indústrias estabelecidas no Rio Grande do Sul. Mais do que nunca a integração ‘universidade-empresa‘ será decisiva no sucesso que pretendemos alcançar", ressaltou.

O reitor da PUCRS, Joaquim Clotet, destacou a sinergia dos atores envolvidos no acordo. "Estão todos contribuindo para o desenvolvimento das indústrias e levar adiante nosso País", enfatizou, lembrando que o documento é o primeiro passo para iniciar um trabalho que "nos torne mais eficientes e inovadores". O reitor da Feevale, Ramon Cunha, disse que o convênio é extremamente importante para qualificar as indústrias. "Para desenvolvê-las precisamos de pesquisa e inovação", lembrou.

Com foco em pesquisa aplicada, gestão de inovação, ampliação dos serviços técnicos e tecnológicos e desenvolvimento de novas tecnologias, os institutos Senai de Inovação e os Institutos Senai de Tecnologia, que estão sendo implantados em todo o Brasil, são considerados estratégicos para a competitividade da indústria brasileira. No Rio Grande do Sul, serão implementados os ISI em Engenharia de Polímeros, e de Soluções Integradas em Metalmecânica, ambos em São Leopoldo, e servirão a todo o Brasil. Já os Institutos Senai de Tecnologia terão foco em setores industriais relevantes para o Estado, atendendo às demandas por prestação de serviços técnicos e tecnológicos. No Estado estão confirmados quatro IST: Madeira e Mobiliário em Bento Gonçalves, Couro e Meio Ambiente em Estância Velha, Refrigeração e Alimentos em Porto Alegre, e Mecatrônica em Caxias do Sul.

No âmbito deste programa, o Senai atenderá às demandas de maior complexidade da indústria, através da atuação em rede entre estes institutos, promovendo a sinergia a complementaridade de ações com as universidades e a indústria e, consequentemente, qualificando o atendimento.