AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Se encuentra usted aquí

segurança

A Mostra Sesi Com @ Ciência, que encerra hoje no Centro de Eventos da FIERGS, apresentou entre terça e quarta-feira mais de 150 projetos de alunos do Sesi de Contraturno, Ensino Médio e Educação e Jovens e Adultos (EJA) de 26 cidades do Estado. O evento busca estimular a ciência, a tecnologia e a inovação e os trabalhos foram selecionados nas unidades do Sesi.  Nos programas educacionais do Sesi-RS a criatividade, a responsabilidade social e a sustentabilidade são parte do dia a dia.

A inovação na educação não se faz apenas com tablets e smartphones. As mudanças dependem de uma construção coletiva, com alunos, professores, direção, pais e a comunidade e envolvem também a saúde, o meio ambiente, a segurança. Esta é uma das conclusões do painel Inovação na Educação, realizado nesta quarta-feira, no Centro de Eventos da FIERGS, dentro da programação da Mostra Sesi Com @ Ciência.

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que reconheceu a liberdade constitucional de contratação e livre organização das empresas elimina um dos principais focos de insegurança para o setor produtivo brasileiro existentes antes da Lei da Terceirização.

Empresas e trabalhadores são beneficiados com políticas de promoção à saúde e de segurança no trabalho. A afirmação é do especialista em Medicina do Trabalho e ex-diretor do Instituto Finlandês de Saúde Ocupacional, Kari-Pekka Martimo, que participou nesta terça-feira (28) do evento Inovação em Saúde e Segurança na Indústria, promovido pelo Serviço Social da Indústria (Sesi), em São Paulo. “Trabalho é bom para saúde e a saúde é um requisito para bons negócios”, enfatizou o especialista ao encerrar a palestra.

Com a integração da área de segurança e saúde no trabalho (SST) a todos os demais setores da empresa, a gaúcha Bebidas Fruki, de 900 funcionários, conseguiu reduzir acidentes e aumentar a produtividade dos trabalhadores. O ganho mais perceptível se refletiu nos custos com a contribuição obrigatória sobre o grau de incidência de incapacidade laborativa que, em seis anos, diminuiu R$ 670 mil devido à redução de 56% do índice do fator acidentário de prevenção (FAP), que integra cálculo de contribuição de incidência de afastamentos acidentários sobre a folha de pagamento das empresas.

O Serviço Social da Indústria (Sesi) acaba de receber mais um prêmio pelos serviços prestados em segurança e saúde no trabalho. Desta vez, o Prêmio Marca Brasil reconhece a excelente atuação do Sesi em Ginástica Laboral, Medicina Ocupacional e Serviços para Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (Sipat). Em Ginástica Laboral, é o 12º ano consecutivo em que o Sesi é premiado.

Três em cada dez indústrias do Rio Grande do Sul foram vítimas de roubo, furto ou vandalismo em 2016, e as perdas desses crimes para as empresas chegaram a 0,56% do faturamento bruto, cerca de R$ 1,1 bilhão. A conclusão está na Sondagem Industrial do RS Especial – Segurança, divulgada nesta segunda-feira (14), pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS). O levantamento aponta a falta de segurança como mais um dos entraves, componentes do “Custo Brasil”, que afetam o ambiente de negócios e a competividade do setor.

O Serviço Social da Indústria (Sesi-RS) inaugura na próxima segunda-feira (12), às 10h, as novas instalações do seu Centro de Atividades de Canoas (rua Aurora, 1220), com a presença do presidente do Sistema FIERGS, Heitor José Müller. As obras integraram o Centro de Atividades à área do Centro Esportivo, aumentando a estrutura do Sesi, respeitando as normas técnicas, de acessibilidade e sanitárias. O novo espaço também possibilitou a ampliação dos serviços em segurança e saúde no trabalho e promoção da saúde.

Plano de Segurança e Defesa dos Alimentos (Food Defense) é o tema do seminário promovido pelo Sindicato das Indústrias da Alimentação do Estado do Rio Grande do Sul, com apoio da FIERGS e Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos e Bebidas, dia 5 de abril, a partir 8h, na sede da Federação das Indústrias.
Um reflexo da insegurança é o surgimento de investimentos e novos negócios na área de segurança disseminados pelo País.