Você está aqui

Brasil prevê chegar em 2010 com US$ 210 bilhões em exportações

Secretário do MDIC participou de seminário na FIERGS

Até o ano de 2010, o Brasil espera alcançar 1,25% de participação nas exportações mundiais, com um total de US$ 210 bilhões. A previsão foi feita na quarta-feira (dia 5) pelo secretário do Ministério da Indústria, Desenvolvimento e Comércio Exterior (MDIC), Welber Barral, que participou do Seminário Os Novos Desafios do Comércio Exterior Brasileiro para 2008, na sede da FIERGS. O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, Paulo Tigre, destacou a importância de se discutir e traçar estratégias que estimulem o desenvolvimento do setor fabril nacional. "O comércio mundial é muito veloz em suas mudanças, exigindo a nossa sistemática preparação e adequação. Entendemos que é oportuno discutir os Novos Desafios do Comércio Exterior Brasileiro para 2008, justamente quando nos deparamos com um cenário ambíguo: por um lado, este se revela favorável e seguro, e por outro, preocupante e incerto", disse.

Segundo o presidente da FIERGS, há razões para celebrar os bons números do comércio internacional e nacional brasileiros. Mas o industrial enfatizou, também, que é preciso humildade e reconhecer os problemas internos da política de comércio exterior do país, que limita o crescimento do Brasil e das empresas. Entre eles, o custo da burocracia, os conhecidos gargalos logísticos de infra-estrutura e a alta taxa de juros.

Welber Barral apresentou números e demonstrou otimismo com relação ao saldo das vendas externas brasileiras para 2007. O país deverá superar em US$ 2 bilhões a previsão inicial de US$ 157 bilhões no total das exportações. Atualmente, o Brasil representa 1,14% do total mundial. Para ajudar a chegar a 1,25% do mercado internacional daqui a três anos, o secretário informou que uma política industrial já está preparada pelo governo, e será anunciada pelo ministro Miguel Jorge, do MDIC, no máximo até o início de 2008.

Outros painelistas foram a diretora do Departamento de Negociações Internacionais do MDIC, Rosária Baptista, que falou sobre A Agenda Prioritária na Pauta das Negociações Internacionais Brasileiras; e o diretor do departamento de Defesa Comercial do MDIC, Fernando Furlan, que debateu Questões Estratégicas para Combater a Concorrência Desleal e Garantir Acesso a Mercados. O Seminário foi promovido pela FIERGS, através do Conselho de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Concex). O coordenador do Concex, Cezar Müller, esteve à frente do evento e os painés tiveram como mediadores os coordenadores dos Grupos Temáticos de Negociações Internacionais e de Defesa Comercial do Concex, Frederico Behrends e o embaixador Jorge Ribeiro, respectivamente.

Veja mais

FIERGS 25/07/2016 às 15h15
 O cenário de crise econômica no Brasil, que torna o crédito mais caro e restrito e, consequentemente, cria grandes entraves para a obtenção de capital...
Saiba mais
FIERGS 22/07/2016 às 12h59
 O Serviço Social da Indústria (Sesi) é a instituição mais lembrada no Brasil quando o assunto é saúde e segurança do trabalho.
Saiba mais
FIERGS 22/07/2016 às 12h52
O Senai-RS conquistou ouro (Tecnologia de Midia Impressa – Murilo Antunes da Silva, na foto), prata (Eletricidade Industrial – Gabriel Mendes) e bronze (...
Saiba mais