Você está aqui

Cozinha Brasil

Cozinha Brasil está com agenda aberta para 2011

O Programa Sesi Cozinha Brasil está com a agenda aberta para 2011. O curso gratuito tem como objetivo informar e conscientizar sobre a importância de cada alimento para a saúde e sobre o aproveitamento de todas as partes dos alimentos, de forma que não haja nenhum tipo de desperdício. As aulas são ministradas por nutricionistas. O Cozinha Brasil, por meio dos cursos, conscientiza a população de cada região visitada de que 30% dos alimentos são perdidos e apresenta a melhor maneira de reaproveitar os excedentes, como as cascas dos frutos que geralmente são jogadas no lixo. As receitas também apresentam alto valor nutritivo. Além disso, são repassados métodos para limpar os alimentos, maneiras de congelar e descongelar sem perder nutrientes, noções de educação alimentar, microbiologia e elaboração de lista de compras evitando o desperdício e valorizando a renda.

Em 2010, o programa atendeu 5.705 alunos em cursos de Educação Alimentar e Aproveitamento Integral dos Alimentos, em 55 municípios dos Rio Grande do Sul. Destes atendimentos, 1.298 alunos eram trabalhadores, familiares e moradores de comunidades do entorno de 26 indústrias, que foram parceiras do SESI, numa iniciativa de Responsabilidade Social Empresarial .

Para solicitar os cursos do Cozinha Brasil deve-se entrar em contato pelo telefone 0800518555 ou pelo e-mail cozinhabrasil@sesirs.org.br.

Tags: 

Veja mais

FIERGS 23/05/2016 às 17h26
 Com expectativa da visita de 200 importadores de 46 países, iniciou nesta segunda-feira (23) o 25º Salão Internacional do Couro e do Calçado (SICC), em...
Saiba mais
FIERGS 23/05/2016 às 16h26
A Ação Global 2016 recebeu 9,2 mil pessoas no último sábado (21), no Centro de Atividades do Sesi em Panambi, promovida pelo Sistema FIERGS, por meio do...
Saiba mais
FIERGS 19/05/2016 às 16h37
“Estamos passando uma etapa histórica no País, um período de transformações. Não só pelo processo de impeachment, mas porque a sociedade exige respostas...
Saiba mais