AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

Empresas encontram novas alternativas para exportações na América Latina

Negócios

Oportunidades na América Latina para Exportações do Rio Grande do Sul foi o tema da palestra proferida, nesta terça-feira, na FIERGS, e quarta-feira, no Centro de Atividades

do Sesi, em Caxias do Sul. A assessora da Inteligência Comercial da Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Camila Orth, mostrou os

indicadores macroeconômicos dos países latino americanos, colocando em destaque aqueles que se apresentam como boas alternativas para o incremento das relações comerciais.

Segundo Camila, cerca de 30% das exportações gaúchas destinam-se à América Latina. No ano passado, a Argentina foi o principal destino das vendas externas da indústria do Rio Grande do Sul, com mais de US$ 1,5 bilhão, seguida de Paraguai, Chile e Uruguai. A participação argentina, porém, caiu de 38%, em 2010, para 32,1%, em 2012.

Isso significa que novas perspectivas de comércio podem ser ampliadas com países que compram do Estado, como é o caso do Peru, que subiu da nona para a sexta posição no ranking entre 2006 e 2012, um crescimento

anual médio de 18,4%.

Camila apresentou também os setores no Rio Grande do Sul que mais veem chances de crescimento das exportações para a América Latina: higiene pessoal e cosméticos, têxteis, vestuário, componentes de calçados

(cabedal, acessórios, saltos e solados), calçados, ferramentas e talheres, lâmpadas e equipamentos de iluminação, máquinas e equipamentos e máquinas e equipamentos de uso agrícola.

A promoção das palestras foi da FIERGS, por meio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RS) e do Centro Internacional de Negócios (CIN-RS), em parceria com a Apex-Brasil.

Durante os eventos, também foi apresentado o Projeto Extensão Industrial Exportadora (Peiex), vinculado ao CIN-RS, e casos de sucesso de empresas gaúchas.