Você está aqui

Encontro promove aproximação entre empresários de Brasil e Itália

O Brasil e a Itália são considerados economias complementares, e em 2013, registraram US$ 11 bilhões em intercâmbio comercial − o país europeu é o oitavo fornecedor brasileiro, atrás apenas da Alemanha na União Europeia. Hoje, há mais de 840 empresas italianas instaladas no Brasil, que contam com 500 mil trabalhadores. As informações foram abordadas pelo conselheiro econômico e comercial da embaixada da Itália no Brasil, Cristiano Musillo, durante o Encontro de Negócios Itália X Rio Grande do Sul, realizado na FIERGS nesta terça-feira (15). Ele também apresentou a Expo Milão 2015, que ocorre de 1º de maio a 31 de outubro de 2015, e tem como foco a forma como a tecnologia pode contribuir com a sustentabilidade. "A expectativa é de que um milhão de brasileiros passem pela feira", calcula Musillo.

O diretor do CIERGS, Aderbal Fernandes Lima, afirmou, na abertura do evento, que "o Sistema FIERGS pode ser considerado um elo fundamental entre as indústrias do Estado e da Itália. Estamos à disposição para oferecer apoio comercial e em tudo aquilo que for necessário".

Onze companhias italianas dos setores de energia renovável, óleo e gás, construção civil, financeiro e de satélite divulgaram suas atividades aos empresários gaúchos presentes no encontro, com os quais ocorreram reuniões de negócios. O evento foi promovido pelo Sistema FIERGS, através do Centro Internacional de Negócios do Rio Grande do Sul (CIN-RS), em parceria com a Embaixada da Itália no Brasil e com apoio do Consulado Geral da Itália e da Câmara de Comércio Italiana, ambas no Rio Grande do Sul.

Veja mais

FIERGS 1/12/2016 às 18h39
O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul, Heitor José Müller, anunciou, nesta quinta-feira, o nome do sucessor para a...
Saiba mais
FIERGS 1/12/2016 às 18h21
As perspectivas do comércio internacional a partir de acordos como a Parceria Transpacífico (TPP), negociado entre Estados Unidos e 11 países do Pacífico...
Saiba mais
FIERGS 30/11/2016 às 18h53
“A redução na taxa de juros já era esperada. Entretanto, acreditamos que essa queda poderia ter sido maior.
Saiba mais