AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

Especialistas apresentam na FIERGS os cenários e as oportunidades em geração distribuída de energia

Indústria e Desenvolvimento

Regulamentada no Brasil em 2012 por meio da Resolução Normativa nº 482 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a Geração Distribuída de Energia é aquela na qual o próprio consumidor passa a produzir a sua eletricidade. As vantagens de se aderir a esta modalidade serão debatidas na próxima quarta-feira (15), na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), durante o 2º Fórum de Geração Distribuída de Energia com Fontes Renováveis no RS. Especialistas apresentarão cenários e oportunidades nesta área que cresce no País a partir de fontes como a eólica, fotovoltaica, biogás/biomassa e micro ou mini-hídrica.

No primeiro semestre de 2018, o número de conexões com micro e minigeração de energia distribuída já ultrapassa 20 mil instalações no Brasil, com atendimento a 30 mil unidades consumidoras. Isso dá uma potência instalada de 247,30 MW, suficiente para abastecer 367 mil residências. O ganho de importância do segmento nos últimos anos fica comprovado com o seu crescimento no País: entre 2015 e 2017, mais de 80% dos sistemas foram instalados.

A segunda edição do fórum busca incentivar consumidores a realizar investimentos na área, que possui uma legislação que estimula a produção, proporcionando uma redução nos custos com energia, gerando mais confiabilidade ao sistema elétrico. São importantes também ganhos na perspectiva ambiental e na oportunidade que o produtor possui de, quando produzir mais do que consumir, ter os excedentes armazenados na sua distribuidora de energia. São os créditos energéticos em quilowatt-hora (kWh), que poderão ser usados quando o consumo exceder sua produção ou por ocasião de manutenções em seus equipamentos, caracterizados como um sistema de compensação.

O 2º Fórum, que começa às 9h, é realizado pela FIERGS, por meio dos Conselhos de Infraestrutura (Coinfra) e de Inovação e Tecnologia (Citec), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-RS), do Sebrae-RS e do governo do Estado. Informações: (51) 3347-8787, ramal 8095.