Você está aqui

FIERGS e governo federal assinam acordo de cooperação

A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul e o governo federal firmaram uma parceria durante o lançamento da Rede Brasil Rural, realizado pela presidenta Dilma Rousseff, na terça-feira (13), em Porto Alegre. O ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, e o presidente da FIERGS, Heitor José Müller, assinaram um acordo de cooperação técnica. A Rede será um portal que vai oferecer o cadastro de informações para as indústrias sobre o mercado composto por agricultores e agroindústrias familiares e um sistema sobre a demanda em relação a matérias-primas de origem agrícola e pecuária para facilitar a integração comercial dos empreendimentos. "Cumprimento um parceiro nosso, que vem tendo um grande empenho, pela objetividade e apoio a este projeto, que é o presidente da FIERGS, Heitor Müller", afirmou Dilma, durante o evento, quando entregou também 114 retroescavadeiras para 126 prefeituras gaúchas.

O ministro igualmente ressaltou a parceria para a implantação do projeto. A entidade vai contribuir para ampliar o volume de vendas da indústria fornecedora de máquinas e insumos para os empreendimentos. "Agradecemos à FIERGS pelo seu apoio, por meio do banco de cadastros para fornecedores de insumos", afirmou Florence.

Heitor José Müller observou que a Rede Brasil Rural é muito importante para o setor industrial, por isso a FIERGS incentiva totalmente a criação desse sistema. "A agroindústria precisa da agricultura familiar e vice-versa. E acreditamos que a Rede possa trazer uma ajuda importante para que a agroindústria posse se desenvolver e florescer", declarou.

Na mesma cerimônia, realizada no cais do porto, na Capital, Dilma Rousseff anunciou oficialmente a obra que promete desafogar o tráfego na ligação entre Porto Alegre e a zona sul do Estado. A nova ponte sobre o Guaíba, com 1,9 quilômetro de extensão, está orçada em R$ 900 milhões, exclusivamente com recursos públicos. Com um vão livre de 36 metros, duas pistas e área de acostamento, a obra terá o edital do projeto executivo lançado no final de janeiro de 2012. Integrará um complexo viário de oito quilômetros, que inclui a avenida Teodora, em Porto Alegre, até o Saco da Alemoa, em Eldorado do Sul.

O estudo de viabilidade técnica e econômica por parte do governo federal já existe, e a previsão é de que a construção esteja concluída até o ano de 2017. "Há um gargalo aqui no Rio Grande do Sul, que é a ponte, uma única existente sobre o Guaíba. Por isso, anunciamos a construção da segunda ponte. Este é um antigo e importante sonho de gaúchos e gaúchas que começa a se transformar em realidade", disse a presidenta.

Dilma Rousseff lembrou, ainda, que os moradores do Rio Grande do Sul sabem muito bem das dificuldades em trafegar pelo trecho na hora de grande tráfego. "Não é apenas uma estrada alternativa. Será uma ponte muito mais moderna, que suportará maior movimento", ressaltou.

O ministro dos Transportes, Paulo Passos, deu mais detalhes sobre o projeto da nova travessia sobre o Guaíba. "O prazo de construção é entre dois anos e meio ou três anos. Essa ponte terá um vão que permitirá o livre trânsito de embarcações, compatível até com a maior cheia do rio", garantiu. Passados os prazos burocráticos, a obra deverá começar em 2014.

Veja mais

FIERGS 27/09/2016 às 17h28
Resultados. Isto é o que todos buscam. Mas para chegar até ele precisamos de um caminho. “O mais importante é a trajetória”.
Saiba mais
FIERGS 26/09/2016 às 15h41
O Instituto Euvaldo Lodi, integrante do Sistema FIERGS, promove dia 27 de setembro, no auditório da Unitec/Unisinos (Av. Unisinos, 950), o Talentos em...
Saiba mais
FIERGS 26/09/2016 às 15h33
Nos dias 28 e 29 de setembro, o Senai promove a 8ª edição do Mundo Senai. A iniciativa tem por objetivo abrir as portas da instituição para que a...
Saiba mais