Você está aqui

Liderança

FIERGS entrega pauta de prioridades da indústria gaúcha ao ministro do Desenvolvimento

O presidente da FIERGS, Paulo Tigre, levou ao ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Fernando Pimentel, nesta quarta-feira (12), em Brasília, um conjunto de questões para o fortalecimento da indústria do Rio Grande do Sul e para a competitividade da economia nacional. "Posicionei ao ministro as características da industria gaúcha, cujas realidades precisam ser consideradas muitas vezes através de medidas e programas setoriais", disse Tigre ao final do encontro.

A pauta da FIERGS e as propostas recebidas dos sindicatos industriais, dos diretores da entidade e de seus Conselhos Temáticos representam um aprofundamento dos pontos abordados pelo ministro em seu primeiro pronunciamento após tomar posse. Os itens de ordem geral apresentados a Pimentel foram sobre a redução de juros e o equacionamento do câmbio; a redução da carga tributária; o pagamento ou compensação dos créditos dos exportadores; a repartição dos royalties do pré-sal; a ampliação dos programas setoriais do BNDES; e a guerra fiscal que vem beneficiando o desembarque de produtos importados em determinados portos estaduais.

O início da interlocução da FIERGS com o novo governo federal é importante para que a entidade possa mostrar sistematicamente a sua visão sobre os rumos da economia brasileira, juntamente com colaboração dos integrantes do novo Congresso Nacional. "O ministro mostrou ter um bom conhecimento da nossa indústria e se colocou à disposição para vir ao Rio Grande do Sul visando um maior aprofundamento da realidade das cadeias produtivas gaúchas", relatou Tigre, destacando que foi um começo de diálogo importante para que as mudanças necessárias ocorram mais rapidamente.

O presidente da FIERGS também esteve em audiência com o presidente da Câmara Federal, Marco Maia (PT), e com o deputado federal Mendes Ribeiro Filho (PMDB). O objetivo do encontro foi posicionar a necessidade de apressar a tramitação do projeto de lei, de autoria do senador Sérgio Zambiasi (PTB), que amplia os estímulos e incentivos para as empresas que proporcionam educação superior aos seus trabalhadores.

Pontos que a FIERGS levou ao ministro Pimentel:

1) Equacionamento da questão "juros e câmbio", defendendo a redução possível do custo do dinheiro bem como a desoneração dos recursos para investimentos, e adotando medidas viáveis sobre o câmbio a fim de garantir o aumento das margens de competição dos produtos exportados pelo Brasil;

2) Créditos dos exportadores, permitindo sua utilização em compensações com pagamentos ao fisco;

3) Sistema tributário, promovendo medidas que reduzam a carga sem diminuir a arrecadação através da simplificação e do aumento do universo de contribuintes;

4) Continuidade e ampliação dos programas setoriais do BNDES, atendendo os segmentos da indústria;

5) Distribuição dos royalties do pré-sal, desconcentrando os benefícios;

6) Revisão da "guerra dos portos", na qual alguns Estados criam incentivos para importados desembarcarem no País, em detrimento da pauta nacional e gerando concorrência desleal.

Tags: 

Veja mais

FIERGS 27/05/2016 às 15h39
O presidente da FIERGS, Heitor José Müller, foi homenageado na manhã desta sexta-feira com a medalha Mérito da Panificação durante a 68ª Convenção...
Saiba mais
FIERGS 25/05/2016 às 17h02
Nesta quarta-feira (25), data em que se comemora o Dia Nacional da Indústria, o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS),...
Saiba mais
FIERGS 23/05/2016 às 17h26
 Com expectativa da visita de 200 importadores de 46 países, iniciou nesta segunda-feira (23) o 25º Salão Internacional do Couro e do Calçado (SICC), em...
Saiba mais