AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

Gaúchos preparam-se para novos negócios com o México

Comércio Exterior

O Rio Grande do Sul avança nos preparativos para captar mais oportunidades comerciais no México. O potencial mercado daquele país foi detalhado nesta terça-feira (14), para empresários na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), em Porto Alegre. A entidade é parceira em evento realizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

O México é a segunda maior economia da América Latina, com mais de 120 milhões de habitantes e tratados de livre comércio com 46 países, como destacou o diretor do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul (CIERGS), Aderbal Fernandes Lima. “O país latino-americano sempre esteve no nosso radar como mercado-alvo e vem demonstrando, ano após ano, potencial para a expansão das nossas relações”, afirmou na abertura do Seminário Oportunidades de Negócios e Internacionalização – México. Segundo ele, o país ocupa o décimo sexto lugar como destino das exportações gaúchas e é décimo quarto país fornecedor de produtos para o Rio Grande do Sul.

No evento, o primeiro secretário do ProMéxico em São Paulo, Jorge Macedo Gonzáles, sublinhou que o México é um país com uma macroeconomia estável, um mercado interno, capital humano e uma plataforma de manufatura avançada para exportação. Além disso, representa, por suas parcerias comerciais nos três continentes do globo, uma porta de acesso a um mercado potencial de mais de 1 bilhão de consumidores e 60% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial.“O Brasil é o nosso principal freguês. A maioria das grandes empresas brasileiras estão no México e vice-versa, então o nosso interesse é total e temos a missão de procurar o maior número de negócios”, explicou. O ProMéxico é o organismo do governo federal daquele país com a missão de promover a exportação de bens e serviços no mundo, a internacionalização de empresas mexicanas e a atração de investimento estrangeiro direto ao país. 

Sobre os negócios com o Rio Grande do Sul, o coordenador de Inteligência de Mercado na Apex-Brasil, Igor Isquierdo Celeste, salienta que os gaúchos são o quinto maior Estado exportador brasileiro para o México, representando cerca de 7% das vendas nacionais para aquele país. “Em 2016 foram US$ 255 milhões e existe uma gama muito variada para as exportações gaúchas. Na nossa análise, damos um viés mais forte para equipamentos agrícolas, defensivos agrícolas, autopeças, chassis, carrocerias e o próprio calçado. Todos esses produtos possuem uma possibilidade interessante”.

A programação do encontro contemplou, além das oportunidades, aspectos como ambiente e cultura de negócios para empresas brasileiras no México e os aspectos legais e tributários, entre outros.


Crédito foto: Dudu Leal