Você está aqui

IDI-RS aumenta 8,3% em outubro e acumulado no ano chega a 6%

Indústria gaúcha ainda não recupera 24 meses seguidos de perdas

O Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS), divulgado pela FIERGS nesta terça-feira (dia 11), mostra um crescimento de 8,3% em outubro, em comparação ao mesmo período de 2006, impulsionado especialmente pelo indicador das vendas, com 22,9%. O acumulado nos 10 primeiros meses de 2007 registra aumento de 6%, mantendo os números positivos do setor fabril gaúcho. O resultado, porém, é um terço inferior ao necessário no ano para alcançar a marca histórica de 2004, quando o IDI-RS fechou com um incremento de 9,6%, mas foi seguido por uma forte queda por 24 meses consecutivos (-5,9% em 2005 e -10,3% em 2006). O presidente da FIERGS, Paulo Tigre, diz que "a trajetória atual do IDI demonstra que o processo de recuperação da indústria gaúcha deve se estender até o final de 2008".

Em comparação a outubro do ano passado, as horas trabalhadas na indústria gaúcha aumentaram 6,5% e a remuneração paga aos trabalhadores, 6,6%. No acumulado do ano, são 2,9% e 4,4%, respectivamente. O mesmo reflexo não se constatou no mercado de trabalho, que segue com números modestos. O pessoal ocupado nos 10 primeiros meses subiu somente 1,4%, sentindo especialmente os efeitos do mau desempenho do setor coureiro-calçadista, o que mais emprega na indústria do Rio Grande do Sul. Seu índice foi negativo em 4,7%, assim como o fumo (-7,8%), a eletrônica e comunicação (-4,4%) e os móveis (-2,9%). "O emprego aumenta pouco em 2007 e recupera apenas parte do enorme contingente de trabalhadores demitidos em 2006 (-5,3%)", constata Paulo Tigre.

Quem mais empregou até agora em 2007 foi máquinas e equipamentos, com 11,3%. Veículos automotores também se destacou, com 6,3%. O bom desempenho do IDI no ano está vinculado diretamente às variáveis associadas à produção: vendas (12,4%), compras (8,4%) e utilização da capacidade instalada (3,2%).

O IDI-RS é um indicador que expressa o nível de atividade da indústria de transformação gaúcha na forma de produção, empregos e geração de renda. É uma média ponderada das vendas, compras, horas trabalhadas, pessoal, remuneração e utilização da capacidade instalada das indústrias participantes da amostra.

O Índice de Difusão de Vendas chegou a 71,9% de janeiro a outubro. Isso significa que sete em cada 10 empresas no Estado estão aumentando suas vendas no ano, descontada a inflação. O Índice de Pessoal Ocupado mostra que 64,2% delas aumentaram empregos ao longo de 2007.

Veja mais

FIERGS 24/02/2017 às 18h02
A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), por meio do Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC), é parceira do Banco Nacional de Desenvolvimento...
Saiba mais
FIERGS 24/02/2017 às 11h00
Com o objetivo de alavancar parcerias, identificar novas oportunidades de negócios e investimentos, além de trabalho em pesquisa e desenvolvimento com...
Saiba mais
FIERGS 23/02/2017 às 15h45
A queda na taxa de inflação, a redução nos juros, a disposição do governo federal em melhorar o quadro fiscal e levar adiante as reformas estruturais são...
Saiba mais