Você está aqui

Indústria e parlamentares do Sul reforçam ação conjunta no Congresso

Investimento na infraestrutura de transporte, ampliação do fornecimento de gás natural, elaboração de política para o carvão mineral e a criação de mecanismos para financiar o desenvolvimento estão entre os principais pontos da pauta conjunta defendida pelo Fórum Industrial Sul e pelas bancadas federais dos três Estados da região. Empresários e parlamentares do Rio Grande, Santa Catarina e Paraná tiveram encontro em Brasília, na noite desta quarta-feira, para tratar destes temas. O Fórum é composto pelas Federações das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Santa Catarina (Fiesc) e do Paraná (Fiep).

No evento, cada Federação destacou um tema. O presidente da FIERGS, Heitor José Müller, enfatizou a necessidade de se criar uma política industrial para o carvão mineral. "Temos carvão em abundância, o que representa mais possibilidade de geração de energia. Não estamos aproveitando o recurso", disse, lembrando que o Estado gaúcho importa mais de 70% da energia que consome.

Já o presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, chamou a atenção para a questão do gás natural. "Precisamos repetir que a disponibilidade do combustível para a região Sul já chegou ao limite e que isso passou a ser uma limitação ao crescimento e ao desenvolvimento. Em alguns Estados a situação é mais grave. A impossibilidade de ampliação no fornecimento do insumo já passou a inibir os novos investimentos", disse, pontuando também questões institucionais do País como a carga tributária e a rigidez da legislação trabalhista.

Edson Campagnolo, presidente da Fiep, ressaltou a questão logística, destacando a importância do Sul Competitivo, um planejamento estratégico da infraestrutura de transporte e logística de cargas do Sul, no contexto do Mercosul. O trabalho foi realizado há pouco mais de uma ano pelas Federações do Sul, com o apoio da CNI. "Os Estados tem que trabalhar em conjunto. A produção ao longo dos próximos anos vai dobrar", afirmou.

O Sul tem o segundo produto interno bruto do Brasil (R$ 672 bilhões), valor que corresponde a 16,2% do total nacional. Além disso, é a segunda maior região exportadora do Brasil. Em relação ao emprego, emprega 8 milhões de trabalhadores com carteira assinada, dos quais, 2,5 milhões somente na indústria. Além disso, o Sul recolheu R$ 94 bilhões em impostos federais no ano de 2012, o que corresponde a 13% do total no Brasil.

O Fórum Industrial Sul tem entre os objetivos sensibilizar autoridades e lideranças políticas e empresariais ligadas à região para a situação de desvantagem dos três Estados em relação aos investimentos públicos federais. Também promove ações objetivas visando a corrigir essas distorções; criar espaço de debate sobre problemas regionais comuns, principalmente, logística, tributação e infraestrutura. Além de elevar a competitividade sistêmica do Sul.

Veja mais

FIERGS 5/12/2016 às 17h02
Qualificar as exportações de carnes do Rio Grande do Sul e agilizar os processos de Comércio Exterior são ações constantes nas atividades dos conselhos...
Saiba mais
FIERGS 1/12/2016 às 18h39
O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul, Heitor José Müller, anunciou, nesta quinta-feira, o nome do sucessor para a...
Saiba mais
FIERGS 1/12/2016 às 18h21
As perspectivas do comércio internacional a partir de acordos como a Parceria Transpacífico (TPP), negociado entre Estados Unidos e 11 países do Pacífico...
Saiba mais