Você está aqui

Lula recebe alunos e elogia o Senai

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quarta-feira que o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) teve grande importância na sua formação e na sua vida. "Foi graças ao Senai que me tornei presidente da República. Após o curso do Senai, fui trabalhar em uma grande empresa, de lá fui para o sindicato, depois para a política e hoje sou presidente do Brasil", afirmou Lula no encontro com os alunos do Senai que representaram o Brasil na maior competição de educação tecnológica do mundo, o WorldSkills, realizada no Japão.

Na cerimônia, no Palácio do Planalto, o presidente relembrou o que fez para ingressar no Senai e a importância do ensino técnico para o país. "Andei quase seis quilômetros para fazer minha inscrição no curso de torneiro mecânico na escola do Ipiranga, em São Paulo. O cidadão se sente mais digno quando tem uma profissão."

O estudante Anderson Tavares, que tirou o primeiro lugar do mundo na categoria Tecnologia da Informação, deu para o presidente a medalha de ouro que trouxe do Japão. Emocionado, Lula brincou com os alunos e afirmou só ter ganhado até hoje uma medalha no futebol de salão. A outra medalha de ouro foi obtida pelo gaúcho Lucas Gonçalves, da Escola de Educação Profissional Senai Visconde de Mauá, de Porto Alegre. "Meu desempenho deve abrir algumas portas", comentou Lucas, que também esteve presente no encontro com o presidente.

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto, destacou que Lula dá um grande apoio à formação profissional no país. "O testemunho de apreço do presidente ao Senai se comprova em vários momentos. Isso serve de estímulo para a nossa missão de ampliar o acesso aos cursos em todas as regiões do país", disse Monteiro Neto. Além do presidente da CNI, a visita dos alunos a Lula teve a presença do diretor-geral do Senai, José Manuel de Aguiar Martins.

Outro gaúcho, Everton Toigo, medalha de prata na categoria Mecatrônica, diz que ainda está absorvendo a sensação de ter competido num dos maiores berços mundiais de tecnologia. "Nosso objetivo era voltar ao Brasil com medalhas. Estou muito feliz em ver que nosso esforço é reconhecido", falou o aluno do Centro Tecnológico de Mecatrônica, de Caxias do Sul.

Seu colega de prova, Filipe Trindade, passou pela fase de entrevistas e está com a vida profissional definida para o próximo ano. Ao voltar de Brasília ele assinará contrato com a empresa Puras, em Porto Alegre. A empresa está entre as maiores de refeições coletivas do mercado. "Vou trabalhar como técnico em automação industrial, desenvolvendo projetos", contou.

Os alunos do Senai conquistaram duas medalhas de ouro, três de prata, quatro de bronze e sete diplomas de excelência na 39ª edição do WorldSkills, o maior torneio mundial de educação profissional, que ocorreu em novembro, em Shizuoka. Na terça-feira, a delegação foi recepcionada e homenageada por Armando Monteiro Neto na CNI.

Veja mais

FIERGS 31/08/2016 às 19h01
“A decisão do Banco Central já era esperada, pois na última reunião o Copom apontou a necessidade de a política fiscal se tornar mais austera antes de...
Saiba mais
FIERGS 31/08/2016 às 17h42
 “O impeachment é um processo político. Por isto, o julgamento sempre é político. Assim como foi eminentemente político o pronunciamento de defesa da...
Saiba mais
FIERGS 29/08/2016 às 16h52
 Na próxima segunda-feira (5), o Sesi abre oficialmente as portas de sua nova sede em Bento Gonçalves (na Av. Presidente Costa e Silva, 130).
Saiba mais