Você está aqui

Ministro garante investimentos na agricultura

Antes de participar da abertura da 29ª Festa da Uva com a presidenta Dilma Rous­seff, em Caxias do Sul, o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, falou para empresários na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) sobre Cenário e Perspectivas do Agronegócio Brasileiro. Destacou que o governo está desenhando uma nova política agrícola para o Brasil, com três objetivos básicos: garantir a produção de alimentos seguros e de qualidade, proporcionar crescimento econômico e novas oportunidades e contribuir para a sustentabilidade ambiental. "A nova política agrícola que estamos construindo deverá ser proativa, chega de esperarmos pelos desastres climáticos ou pelas perdas para tomarmos providências, temos clareza de que o governo precisa agir de forma preventiva e previsível", afirmou. De acordo com o ministro, essa política precisa se adaptar aos diversos públicos. Para o pequeno produtor ela deve ser orientadora e para os grandes produtores, indutora de novas práticas de pesquisa e aplicação de tecnologia. "A política agrícola do futuro contempla principalmente o crédito, a garantia de preço, o seguro agrícola, a assistência técnica e sanidade". 

Segundo Mendes Ribeiro, o plano estratégico para a agricultura sustentável irá abranger o programa nacional de armazenagem que determina as questões mais estratégicas que necessitam a intervenção do Estado, como a irrigação." Precisamos de uma vez por todas disseminar a cultura da irrigação. Esta prática não pode ficar restrita ao cultivo do arroz. Vamos trabalhar para corrigir esta deficiência que custa caro aos produtores a ao governo", assegurou.

O ministro disse ainda que o governo vai priorizar a habitação rural, a ampliação de adesão dos Estados ao Sistema Único de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa), a redução dos estoques de vinho e a busca de subsídio de R$ 35 milhões para o seguro agrícola aos produtores de maçã. Informou que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) autorizou, por cinco anos, a utilização de uma área de 73 mil metros quadrados da Ceasa Serra por agricultores familiares. A medida auxiliará 1,4 mil trabalhadores que produzirão 34 mil toneladas de hortigranjeiros. "Não faltará dinheiro para a agricultura, mas para que as medidas sejam efetivas, precisamos dos produtores ao nosso lado, para que possamos avançar na velocidade que os acontecimentos exigem", concluiu.

Veja mais

FIERGS 1/12/2016 às 18h39
O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul, Heitor José Müller, anunciou, nesta quinta-feira, o nome do sucessor para a...
Saiba mais
FIERGS 1/12/2016 às 18h21
As perspectivas do comércio internacional a partir de acordos como a Parceria Transpacífico (TPP), negociado entre Estados Unidos e 11 países do Pacífico...
Saiba mais
FIERGS 30/11/2016 às 18h53
“A redução na taxa de juros já era esperada. Entretanto, acreditamos que essa queda poderia ter sido maior.
Saiba mais