Você está aqui

O desafio da inovação em 2008 é tema de palestra na FIERGS

Ao abrir a palestra Como Criar um Ambiente Favorável à Inovação, do francês Marc Giget, para um público de mil pessoas no Teatro do Sesi, na manhã desta sexta-feira, o presidente da FIERGS, Paulo Tigre, reforçou os conceitos de inovação que continuarão norteando o Sistema FIERGS em 2008. "Somos uma entidade com mais de 60 anos, e somos jovens, pois estamos sempre nos renovando para continuar fazendo a diferença. O modo de fazer é que deve estar sempre evoluindo. Por isso, 2008 será o ano da inovação no Sistema FIERGS", disse. "Devemos estar abertos para mudar e receptivos a outros olhares e pontos de vista."

Segundo o presidente da FIERGS, a Nova Economia que começa a se desenvolver no Estado, como florestamento, produção de chips e biocombustível, é um exemplo dos gaúchos às mudanças. "Segmentos fortes já estão mudando para sobreviver no Rio Grande do Sul. Num mundo globalizado, as coisas têm uma dinâmica muito veloz e precisamos acompanhar".

A inovação causa medo, não apenas nas pessoas, mas também entre algumas empresas, porque ainda não foi devidamente trabalhada e elaborada. A conclusão é do presidente do Instituto Europeu Para Estratégias Criativas e Inovação, o francês Marc Giget, que sugere que a "nostalgia" seja deixada para trás na busca do caminho que conduzirá ao futuro. "A inovação é muito democrática. Inovar é tomar a iniciativa", afirma Giget, PHD em Economia Internacional pela Universidade de Paris I La Sorbonee. "Todo indivíduo tem capacidade criativa, e a chave do processo de inovação é a livre concepção, ser capaz de definir o futuro, ir mais longe e se adaptar".

Então, como criar um ambiente favorável à inovação? O professor enumera algumas propostas para que o novo seja incorporado sem resistências: desde a escola, favorecer o trabalho em equipes de projetos, desenvolver formações superiores e a infra-estrutura, favorecer pesquisa, desenvolvimento, teste e avaliação (pública e privada).

Além disso, a difusão da cultura da inovação na mídia, dos valores do humanismo e do progresso a serviço do homem e a promoção da imaginação também contribuem para se criar um ambiente favorável. "Não esqueça a sua cultura, o mundo está cheio de produtos feitos no Brasil", enfatiza ele. "Mas lembre também de se abrir a outras, de diferentes sociedades".

A inovação está entre a mudança e o progresso, salienta Marc Giget. Ele alerta, porém, que ela jamais deverá vir para complicar a vida das pessoas, senão será rejeitada. Revelou como as pessoas se comportam diante do novo: a maioria reage com indiferença, outras se opõem radicalmente. Há ainda aquelas que abraçam a novidade com entusiasmo e os nostálgicos, que preferem o produto antigo. "As adesões virão somente num segundo momento. A sociedade se defende das coisas novas. Nós, inovadores, estamos no meio dos dois lados", observa. "Criar um produto com valor agregado é o que tem valor para as pessoas".

Giget revelou que 15 mil artigos científicos são publicados por dia e existem 10 milhões de pesquisadores no mundo. Uma mostra de como a inovação e a tecnologia estão presentes na atualidade.

Veja mais

FIERGS 9/12/2016 às 17h20
Os alunos do Senai-RS que participaram da Olimpíada do Conhecimento 2016 foram homenageados, na tarde desta sexta-feira, com o certificado e um celular...
Saiba mais
FIERGS 9/12/2016 às 16h27
Agências de fomento dos estados americanos de Connecticut, Florida, Georgia, Maryland e Minnesota, além de cinco grupos de consultorias inter
Saiba mais
FIERGS 9/12/2016 às 14h34
Na próxima quarta-feira (14), a partir das 19h, os primeiros 22 alunos da Escola Sesi de Ensino Médio de Pelotas estarão se formando, no Centro de...
Saiba mais