Você está aqui

Inovação

O desafio da inovação em 2008 é tema de palestra na FIERGS

Ao abrir a palestra Como Criar um Ambiente Favorável à Inovação, do francês Marc Giget, para um público de mil pessoas no Teatro do Sesi, na manhã desta sexta-feira, o presidente da FIERGS, Paulo Tigre, reforçou os conceitos de inovação que continuarão norteando o Sistema FIERGS em 2008. "Somos uma entidade com mais de 60 anos, e somos jovens, pois estamos sempre nos renovando para continuar fazendo a diferença. O modo de fazer é que deve estar sempre evoluindo. Por isso, 2008 será o ano da inovação no Sistema FIERGS", disse. "Devemos estar abertos para mudar e receptivos a outros olhares e pontos de vista."

Segundo o presidente da FIERGS, a Nova Economia que começa a se desenvolver no Estado, como florestamento, produção de chips e biocombustível, é um exemplo dos gaúchos às mudanças. "Segmentos fortes já estão mudando para sobreviver no Rio Grande do Sul. Num mundo globalizado, as coisas têm uma dinâmica muito veloz e precisamos acompanhar".

A inovação causa medo, não apenas nas pessoas, mas também entre algumas empresas, porque ainda não foi devidamente trabalhada e elaborada. A conclusão é do presidente do Instituto Europeu Para Estratégias Criativas e Inovação, o francês Marc Giget, que sugere que a "nostalgia" seja deixada para trás na busca do caminho que conduzirá ao futuro. "A inovação é muito democrática. Inovar é tomar a iniciativa", afirma Giget, PHD em Economia Internacional pela Universidade de Paris I La Sorbonee. "Todo indivíduo tem capacidade criativa, e a chave do processo de inovação é a livre concepção, ser capaz de definir o futuro, ir mais longe e se adaptar".

Então, como criar um ambiente favorável à inovação? O professor enumera algumas propostas para que o novo seja incorporado sem resistências: desde a escola, favorecer o trabalho em equipes de projetos, desenvolver formações superiores e a infra-estrutura, favorecer pesquisa, desenvolvimento, teste e avaliação (pública e privada).

Além disso, a difusão da cultura da inovação na mídia, dos valores do humanismo e do progresso a serviço do homem e a promoção da imaginação também contribuem para se criar um ambiente favorável. "Não esqueça a sua cultura, o mundo está cheio de produtos feitos no Brasil", enfatiza ele. "Mas lembre também de se abrir a outras, de diferentes sociedades".

A inovação está entre a mudança e o progresso, salienta Marc Giget. Ele alerta, porém, que ela jamais deverá vir para complicar a vida das pessoas, senão será rejeitada. Revelou como as pessoas se comportam diante do novo: a maioria reage com indiferença, outras se opõem radicalmente. Há ainda aquelas que abraçam a novidade com entusiasmo e os nostálgicos, que preferem o produto antigo. "As adesões virão somente num segundo momento. A sociedade se defende das coisas novas. Nós, inovadores, estamos no meio dos dois lados", observa. "Criar um produto com valor agregado é o que tem valor para as pessoas".

Giget revelou que 15 mil artigos científicos são publicados por dia e existem 10 milhões de pesquisadores no mundo. Uma mostra de como a inovação e a tecnologia estão presentes na atualidade.

Veja mais

FIERGS 29/06/2016 às 15h00
 Os alunos do Senai do Rio Grande do Sul estão na última etapa de preparação para Seletiva Worldskills 2017, que será em Abu Dhabi.
Saiba mais
FIERGS 27/06/2016 às 15h07
A Sondagem Industrial de maio, divulgada nesta segunda-feira (27) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), revela que a produção e o...
Saiba mais
FIERGS 23/06/2016 às 14h54
Representantes de 11 empreendimentos assinaram na manhã desta quinta-feira (23), no Palácio Piratini, o incentivo do Fundo Operação Empresa (Fundopem)...
Saiba mais