Você está aqui

O futuro da economia nacional passa pela agroindústria

"A agroindústria faz parte dos primórdios do setor industrial do Rio Grande do Sul e também integra o futuro da nossa economia. Essa importância coloca o Brasil e o Estado como potenciais protagonistas no cenário global". A avaliação é do presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, palestrante da reunião-almoço da Câmara Brasil-Alemanha, nesta quinta-feira (20), no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre. Ele destacou o agronegócio brasileiro como imbatível no mercado internacional, principalmente por conta da estrutura disponível no País, com terra em abundância, concentração de cerca de 20% da água do mundo e alto índice de períodos ensolarados que beneficiam a produção. "Aliado a isso, o Brasil necessita de políticas firmes advindas do governo federal. Precisamos industrializar mais a produção primária, adicionando valor às nossas exportações", analisa Müller. Para ele, a agenda de desafios do empresariado, o tema da palestra, inclui, entre outros itens, a reestruturação tributária, o câmbio, o custo do dinheiro e os juros mais elevados do mundo. "Apesar de ainda serem altos, os juros estão em queda. Esperamos que o Banco Central mantenha essa política de redução", prospecta.

Outro assunto abordado foi o Plano Brasil Maior do governo federal para o qual a FIERGS encaminhou sugestões de aprimoramento ao anúncio original. O presidente da FIERGS considera a política industrial um ponto de partida para a quebra de tabus, como a instituição do Reintegra, que há anos é praticado na Argentina, e consiste na restituição de 3% do imposto embutido no valor de produtos industrializados exportados. "Agora que existe o benefício, os próximos passos são aumentar esse percentual a partir de negociações", afirma.

Müller também ressaltou a importância da cooperação existente entre o Sistema FIERGS e instituições da Alemanha na área de educação e tecnologia. É o caso do Centro de Tecnologias Avançadas (Ceta-Senai), que mantém parceria com o Instituto Fraunhofer e com o Ministério de Pesquisa e Educação da Alemanha, e os protocolos firmados entre a Universidade de Stuttgard com o Centro Nacional de Tecnologias Limpas e a Faculdade Senai de Tecnologia. "O investimento na educação é fundamental", avalia.

Além de Müller, compuseram a mesa da reunião-almoço o presidente da Câmara Brasil-Alemanha de Porto Alegre e diretor do CIERGS, André Meyer da Silva, e o cônsul-geral da Alemanha no Rio Grande do Sul, Hans-Josef Over.

Veja mais

FIERGS 1/12/2016 às 18h39
O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul, Heitor José Müller, anunciou, nesta quinta-feira, o nome do sucessor para a...
Saiba mais
FIERGS 1/12/2016 às 18h21
As perspectivas do comércio internacional a partir de acordos como a Parceria Transpacífico (TPP), negociado entre Estados Unidos e 11 países do Pacífico...
Saiba mais
FIERGS 30/11/2016 às 18h53
“A redução na taxa de juros já era esperada. Entretanto, acreditamos que essa queda poderia ter sido maior.
Saiba mais