Você está aqui

Para FIERGS, governo precisa reduzir os gastos públicos

"O controle da inflação foi uma conquista da sociedade e não deve ser negligenciado. Porém, há outras formas de garanti-lo, como por exemplo, a redução dos gastos públicos. Ter um Estado mais eficiente é a medida mais barata de conter a inflação. Diante do cenário econômico brasileiro cheio de incertezas, medidas que vêm no sentido de aumentá-las ainda mais contribuem de forma negativa para a produção do País", afirmou o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, nesta quarta-feira (2), ao avaliar a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que elevou a taxa Selic em 0,25 ponto percentual, passando de 10,75% para 11,0% ao ano.

O presidente da FIERGS destacou que a indústria gaúcha, especialmente, tem sido penalizada com perda de desempenho e queda nas exportações. O ano iniciou com uma redução de 0,3% na atividade industrial, em relação a janeiro de 2013. Nas vendas externas, fevereiro apresentou uma diminuição de 1,3% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Veja mais

FIERGS 1/12/2016 às 18h39
O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul, Heitor José Müller, anunciou, nesta quinta-feira, o nome do sucessor para a...
Saiba mais
FIERGS 1/12/2016 às 18h21
As perspectivas do comércio internacional a partir de acordos como a Parceria Transpacífico (TPP), negociado entre Estados Unidos e 11 países do Pacífico...
Saiba mais
FIERGS 30/11/2016 às 18h53
“A redução na taxa de juros já era esperada. Entretanto, acreditamos que essa queda poderia ter sido maior.
Saiba mais