Você está aqui

Para FIERGS, queda dos juros é fundamental para a competitividade

"Neste momento em que a economia brasileira parou de crescer, a redução na taxa de juros é algo imperativo. Contudo, também se fazem necessárias outras medidas de estímulo à economia, como a redução da carga tributária e a maior eficiência dos gastos do governo, com vistas ao aumento dos investimentos em infraestrutura", afirmou o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, nesta quarta-feira (30), ao avaliar a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que reduziu a Selic de 11,50% para 11% ao ano.

O presidente da FIERGS também destacou que a desaceleração da atividade econômica tem se mostrado permanente e disseminada entre os diversos setores da economia. "Portanto, esperamos que a trajetória de queda nos juros seja mantida, mesmo com a inflação não convergindo para a meta", salientou Müller, lembrando que o indicador mensal do Banco Central para o Produto Interno Bruto (PIB) mostrou que a atividade econômica do Brasil parou depois de abril deste ano.

Veja mais

FIERGS 1/12/2016 às 18h39
O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul, Heitor José Müller, anunciou, nesta quinta-feira, o nome do sucessor para a...
Saiba mais
FIERGS 1/12/2016 às 18h21
As perspectivas do comércio internacional a partir de acordos como a Parceria Transpacífico (TPP), negociado entre Estados Unidos e 11 países do Pacífico...
Saiba mais
FIERGS 30/11/2016 às 18h53
“A redução na taxa de juros já era esperada. Entretanto, acreditamos que essa queda poderia ter sido maior.
Saiba mais