AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

Para FIERGS, queda dos juros favorece os investimentos

Economia

"O Brasil deve continuar caminhando na direção de ter taxas de juros mais compatíveis com seus pares internacionais. O aumento da competitividade e dos investimentos que o País tanto carece passa por condições mais equânimes de financiamento, principalmente, para as micro e pequenas empresas", afirmou o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, nesta quarta-feira (18), ao avaliar a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que reduziu a Selic de 11% para 10,5% ao ano. O industrial destacou ainda que a indústria vem fazendo a sua parte: mantendo empregos e investindo.

O presidente da FIERGS ressaltou que cabe ao governo também intensificar a sua contribuição e apertar o cinto, diminuindo as despesas e investindo com mais eficiência. "Não podemos esquecer que um dos motivos dos elevados juros no Brasil é o alto grau de endividamento do governo. Se este problema não for resolvido na raiz, corremos o risco das taxas voltarem a crescer quando a conjuntura mudar", alertou, lembrando que a economia brasileira ainda não mostrou a reação esperada após os estímulos monetários iniciados em agosto passado.