Você está aqui

Para FIERGS, queda dos juros favorece os investimentos

"O Brasil deve continuar caminhando na direção de ter taxas de juros mais compatíveis com seus pares internacionais. O aumento da competitividade e dos investimentos que o País tanto carece passa por condições mais equânimes de financiamento, principalmente, para as micro e pequenas empresas", afirmou o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, nesta quarta-feira (18), ao avaliar a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que reduziu a Selic de 11% para 10,5% ao ano. O industrial destacou ainda que a indústria vem fazendo a sua parte: mantendo empregos e investindo.

O presidente da FIERGS ressaltou que cabe ao governo também intensificar a sua contribuição e apertar o cinto, diminuindo as despesas e investindo com mais eficiência. "Não podemos esquecer que um dos motivos dos elevados juros no Brasil é o alto grau de endividamento do governo. Se este problema não for resolvido na raiz, corremos o risco das taxas voltarem a crescer quando a conjuntura mudar", alertou, lembrando que a economia brasileira ainda não mostrou a reação esperada após os estímulos monetários iniciados em agosto passado.

Veja mais

FIERGS 18/01/2017 às 14h58
O Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS) voltou a crescer em novembro de 2016, na comparação com o mês anterior, feito o ajuste sazonal.
Saiba mais
FIERGS 16/01/2017 às 16h21
A produção industrial gaúcha surpreendeu no mês de novembro, e com 51,1 pontos cresceu em relação a outubro, contrariando a sazonalidade negativa do...
Saiba mais
FIERGS 12/01/2017 às 15h22
O ano de 2016 fechou com as exportações em queda no Rio Grande do Sul. Ao somarem um total de US$ 16,6 bilhões no acumulado dos 12 meses, caíram 5,4% em...
Saiba mais