Você está aqui

Economia

Para FIERGS, redução dos juros deve ser aprofundada

"Na atual conjuntura, a queda dos juros é necessária para que a produção, o consumo e os investimentos privados retomem o crescimento. Além disso, o excesso de liquidez internacional tende a encontrar na estabilidade da economia brasileira um porto seguro. Portanto, a redução do diferencial de juros entre o Brasil e o exterior pode ajudar a frear esse processo.

Mesmo assim, o ingresso desse capital já se faz sentir na valorização da taxa de câmbio, que por sua vez atua aumentando os custos dos exportadores e inundando o País com produtos importados", afirmou o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, nesta quarta-feira (7), ao avaliar a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que reduziu a Selic de 10,5% para 9,75% ao ano.

O presidente da FIERGS destacou ainda que o tímido resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,7%, em 2011, é um importante sinalizador de que o ciclo de queda dos juros deve ser intensificado nos próximos meses. Ele lembrou que o desempenho do PIB industrial foi mais desanimador, pois avançou apenas 0,1%. Para Müller, o problema da perda de competitividade da indústria nacional também tem caráter estrutural, ou seja, ocorre devido aos elevados custos de transacionar, produzir e transportar. "Por isso, são urgentes as reformas no sistema tributário que levem a redução de impostos e do endividamento público. Assim como há necessidade de aprofundamento nos investimentos em infraestrutura e educação", argumentou.

Veja mais

FIERGS 27/06/2016 às 15h07
A Sondagem Industrial de maio, divulgada nesta segunda-feira (27) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), revela que a produção e o...
Saiba mais
FIERGS 23/06/2016 às 14h54
Representantes de 11 empreendimentos assinaram na manhã desta quinta-feira (23), no Palácio Piratini, o incentivo do Fundo Operação Empresa (Fundopem)...
Saiba mais
FIERGS 22/06/2016 às 14h25
O Serviço Social da Indústria (Sesi) completa, em 1º de julho, 70 anos de atividades.
Saiba mais