Você está aqui

Para FIERGS, redução dos juros favorece competitividade do País

"O Brasil tem tomado atitudes na direção correta. A alteração da regra de remuneração da poupança é um bom exemplo disso, pois possibilita um maior espaço para que a taxa básica de juros permaneça caindo. Porém, a economia brasileira continua em desaceleração. Para uma retomada mais forte, as reduções do endividamento do governo e da carga tributária devem ser aprofundadas", afirmou o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, nesta quarta-feira (30), ao avaliar a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que diminuiu a Selic de 9% para 8,5% ao ano.

O presidente da FIERGS destacou ainda outros fatores que reforçam a necessidade da continuidade da queda dos juros: a permanência das incertezas no cenário internacional e o fraco desempenho da atividade econômica nos três primeiros meses do ano.

Veja mais

FIERGS 18/01/2017 às 14h58
O Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS) voltou a crescer em novembro de 2016, na comparação com o mês anterior, feito o ajuste sazonal.
Saiba mais
FIERGS 16/01/2017 às 16h21
A produção industrial gaúcha surpreendeu no mês de novembro, e com 51,1 pontos cresceu em relação a outubro, contrariando a sazonalidade negativa do...
Saiba mais
FIERGS 12/01/2017 às 15h22
O ano de 2016 fechou com as exportações em queda no Rio Grande do Sul. Ao somarem um total de US$ 16,6 bilhões no acumulado dos 12 meses, caíram 5,4% em...
Saiba mais