Você está aqui

Saúde

Prevenção às drogas é debatida em Seminário do Sesi

A formas de prevenção às drogas foi o principal debate do Seminário Crack − Não Condene sua Vida, realizado pelo Serviço Social da Indústria, integrante do Sistema FIERGS, nesta quinta-feira (21). "A ideia que inspira a luta contra o crack busca transmitir às novas gerações a maior soma de sabedoria na arte de viver de acordo com as boas experiências da nossa cultura e dos nossos costumes", disse o presidente da FIERGS, Heitor José Müller, ao abrir o seminário. "O conteúdo dos painéis e a qualificação dos palestrantes, que encerra o debate realizado nas unidades do Sesi no interior do Estado, são a garantia de que vamos contribuir para que a população possa compreender que o crack precisa urgentemente ser banido da sociedade, assim como todas as drogas", afirmou.

O evento conclui o debate que vem sendo realizado pelo Sesi-RS em todas as regiões do Estado, com o objetivo de chegar aos melhores caminhos de prevenção às drogas. O representante do Escritório de Ligação e Parceria do UNODC no Brasil (órgão da ONU de combate e prevenção ao uso de drogas), Rafael Franzini, explicou que em março deste ano, em convenção em Viena, a UNODC lançou um conjunto de normas internacionais sobre prevenção ao uso de drogas que sintetiza as evidências científicas atualmente disponíveis e identifica os principais componentes para o desenvolvimento de um sistema nacional de prevenção do uso de drogas. Conforme Franzini entre as questões abordadas foram citadas as causas de vulnerabilidade do indivíduo às drogas, segundo evidências científicas: os processos biológicos, traços de personalidade, transtornos mentais, negligência e abuso na família, falta de vínculo com a escola e com a comunidade, normas sociais propícias e ambientes favoráveis ao uso abusivo de substância e crescimento dentro de comunidades marginalizadas e carentes.

Ainda conforme Franzini, foram estudadas as formas para se evitar o uso em todas as faixas etárias. Na primeira infância, a melhor eficácia em prevenção foi considerada as intervenções na educação infantil. Na infância, os cuidados da família. Na pré-adolescência, o desenvolvimento de habilidades pessoais e sociais foi o que se mostrou mais eficaz, enquanto na adolescência e juventude o que a eficiência ocorreu em políticas de prevenção ao uso de álcool e tabaco.

A UNODC é parceira do Sesi gaúcho desde 1995 no Programa de Prevenção ao Uso de Drogas no Trabalho e na Família, que já alcançou 160.000 trabalhadores de 122 empresas do Rio Grande do Sul, Brasil e de outros países como Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai.

O evento contou ainda com os painéis O que Podemos Fazer para Prevenir e Programas e Legislação sobre Atendimento de Usuários de Drogas com a participação de especialistas.

Tags: 

Veja mais

FIERGS 30/05/2016 às 16h19
 O presidente da FIERGS, Heitor José Müller, foi o palestrante da reunião-almoço da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul, nesta...
Saiba mais
FIERGS 30/05/2016 às 14h54
O mês de abril registou nova queda na atividade industrial gaúcha em relação a março, e as expectativas para os próximos seis meses se deterioram entre...
Saiba mais
FIERGS 27/05/2016 às 15h39
O presidente da FIERGS, Heitor José Müller, foi homenageado na manhã desta sexta-feira com a medalha Mérito da Panificação durante a 68ª Convenção...
Saiba mais