Você está aqui

Produção industrial gaúcha registra a quinta queda

A produção das indústrias gaúchas recuou pelo quinto mês consecutivo e fechou agosto com 47,6 pontos. O emprego segue a mesma direção (43,4 pontos) ao registrar quatro meses de queda ininterrupta. "Este resultado consolida a tendência recessiva observada ao longo do ano. Diante disso, dos altos estoques e das expectativas pouco animadoras para a demanda e o mercado de trabalho, a projeção para o setor fabril nos próximos meses é de atividade enfraquecida", afirmou o presidente da entidade, Heitor José Müller. 

A fragilidade do setor também é demonstrada pela ociosidade da utilização da capacidade instalada (39,3 pontos), que abrangeu quase a metade das indústrias (49%) em agosto; e pelo grande acúmulo de estoques de produtos finais (54,4 pontos), cujo excesso atingiu 38,3% das empresas. 

A perspectiva para os próximos seis meses, segundo os industriais, deverá ser de continuidade do quadro recessivo do setor industrial. Em relação à demanda, é esperada praticamente uma estagnação (50,6 pontos). Como resultado, as projeções apontam retração para o emprego (46,1 pontos) e para as compras de insumos e matérias-primas (47,9 pontos). O cenário futuro para as exportações do setor manteve a mesma tendência dos demais indicadores: 49,4 pontos. 

Realizado mensalmente pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, (FIERGS), a Sondagem Industrial RS varia numa escala de 0 a 100 pontos. Quanto mais os valores estiverem acima de 50 pontos significa maior otimismo e abaixo indica pessimismo. Apenas a variável de estoques em comparação ao planejado é avaliada como negativa acima dos 50 pontos

Veja mais

FIERGS 7/12/2016 às 15h48
As indústrias precisam estar atentas às normas de rotulagens de alimentos.
Saiba mais
FIERGS 7/12/2016 às 14h33
O Torneio de Robótica First Lego League, organizado pelo Serviço Social da Indústria (Sesi-RS), terá a grande final neste sábado, a partir das 9h, na...
Saiba mais
FIERGS 6/12/2016 às 14h37
A atual capacidade ociosa nas linhas de produção, os baixos níveis de estoque e a força exportadora colocam o setor industrial em uma posição decisiva...
Saiba mais