Você está aqui

Representatividade

Rio Grande do Sul quer aumentar fornecimento à Petrobras

Em uma reunião na manhã desta quarta-feira(dia 22), no Palácio Piratini com o governador do Estado, Tarso Genro, o presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli apresentou o plano de desenvolvimento da companhia até 2014. Além disso, convocou a indústria do Rio Grande do Sul a aumentar a sua participação no fornecimento de bens e serviços para a multinacional.

No encontro que durou duas horas, Gabrielli explicou que a companhia tem uma previsão de investimento de cerca de US$ 42 bilhões por ano até 2014 e que no novo plano, a ser divulgado em maio deste ano, os números podem ser ainda maiores, pois o setor apresenta um grande crescimento. "Se formos calcular, a Petrobras investe R$ 2,3 mil por segundo, 24 horas por dia 365 dias por ano. E o Rio Grande do Sul tem condições de aumentar sua participação nesse montante", comentou.

Atualmente, a empresa tem cerca de 80 mil fornecedores cadastrados. Destes, cerca de 5,7 mil fabricam os itens críticos, aqueles de grande necessidade pela empresa e alta especificidade. E apenas 146 são gaúchos. "Este número não corresponde à grandeza industrial do Rio Grande do Sul. Ele precisa ser modificado e nós estamos dispostos a apoiar o Estado no que for necessário", disse.

O executivo recebeudocumento da FIERGS de criar um programa em conjunto com a Petrobras e o governo do Estado para aumentar a inserção de empresas gaúchas no fornecimento de bens e serviços. A proposta faz uma análise de aspectos que vão desde a possibilidade de acordos de cooperação até a priorização para a criação de um estaleiro destinado à fabricação de sondas, passando pelo aumento de fornecimento de gás natural ao Rio Grande do Sul e a criação de linhas de financiamento específicas para esta área.

O vice-presidente da FIERGS, Humberto Busnello, representou a entidade na reunião. Já o vice-presidente do CIERGS, Ricardo Felizzola, na parte expositiva do encontro, celebrou a intenção de criar um ambiente propício para que a competitividade cresça no Rio Grande do Sul. "O momento é de entusiasmo, pois temos capacidade de competir. O que nos falta é um ambiente propício para que façamos isto. E agora, junto com a Petrobras e o governo do Estado, podemos acelerar este processo, criando itens com mais conteúdo e valor agregado", argumentou.

A visita do presidente da Petrobras foi citada pelo governador Tarso Genro como uma oportunidade para que os gaúchos consigam vislumbrar as necessidades da petrolífera e usem o trabalho global da empresa para colocar seus produtos no mercado externo. E disse que o governo estadual vai apoiar o setor industrial no que for necessário.

Veja mais

FIERGS 31/05/2016 às 16h07
Em tempos de crise, a perda da confiança das pessoas nos governos e no mercado gera incertezas e um sentimento de antiglobalização que os países precisam...
Saiba mais
FIERGS 30/05/2016 às 16h19
 O presidente da FIERGS, Heitor José Müller, foi o palestrante da reunião-almoço da Câmara da Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul, nesta...
Saiba mais
FIERGS 30/05/2016 às 14h54
O mês de abril registou nova queda na atividade industrial gaúcha em relação a março, e as expectativas para os próximos seis meses se deterioram entre...
Saiba mais