AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

reforma trabalhista

A aprovação da proposta da Reforma Trabalhista pelo Congresso Nacional, na visão da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), representa um grande avanço para a dinamização das relações trabalhistas com impacto positivo no ambiente de negócios, abrindo um caminho para a retomada dos empregos. Ela moderniza e desburocratiza as relações do trabalho, diz o presidente da FIERGS, Heitor José Müller: “É um almejado avanço para validar a negociação coletiva e reduzir o cenário de insegurança jurídica nas relações do trabalho.” 

O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, proferiu palestra no Centro das Indústrias, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves, nesta quarta-feira. O tema do encontro com empresários foi “O Brasil na Travessia 2017/2018”. Müller realizou uma análise dos meses do governo Temer, abordou as perspectivas para o segundo semestre e defendeu as Reformas Trabalhista e Previdenciária. 

Com a relevância dos debates sobre reforma trabalhista ganhando destaque em todo o Brasil e com o objetivo de colaborar com as indústrias gaúchas, a Federação das Indústrias do Rio grande do Sul (FIERGS), por meio de seu Conselho de Relações do Trabalho e Previdência Social (Contrab), promove, no dia 25 de abril, o Seminário especial Negociações Coletivas 2017. Será no Salão de Convenções da entidade (Avenida Assis Brasil, 8787 – Bairro Sarandi – Porto Alegre), das 13h às 16h.

Uma comitiva com 56 industriais gaúchos, liderada pelo presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Paulo Tigre, estará em Brasília, na próxima quarta-feira (17), numa ação de mobilização contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 231/95), que reduz a jornada de trabalho de 44 horas para 40 horas semanais e aumenta o adicional na hora extra de 50% para 75% do valor da hora trabalhada.