AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

representatividade

O cônsul-geral da Hungria, Szilárd Teleki, foi recebido nesta segunda-feira (15) pelo presidente em exercício da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Carlos Alexandre Geyer. Na sua primeira visita à entidade, a pauta foi centrada na ampliação de parcerias comerciais entre o país europeu e o setor gaúcho. No ano passado, as transações correntes entre o Estado e a Hungria somaram US$ 15 milhões.

 
"Estamos passando uma etapa histórica nunca antes vivida nesse País. A crise política extrapolou o nível aceitável. Essa turbulência está travando a economia nacional. Ao impactar negativamente o nível de confiança dos agentes econômicos, só teremos boas perspectivas de retomada normal das atividades depois de solucionada a questão política". A frase do presidente da FIERGS, Heitor José Müller, abriu a palestra realizada, nesta quarta-feira, durante a reunião-almoço da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Gravataí (Acigra).

O presidente da FIERGS, Heitor José Müller analisou as medidas divulgadas na reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), realizada na quinta-feira, em Brasília. Müller e o presidente do Conselho Consultivo da Gerdau, Jorge Gerdau Johannpeter, são os dois únicos representantes radicados no Rio Grande do Sul atuando no Conselhão, composto por 92 integrantes entre empresários, sindicalistas e representantes da sociedade civil de todo o País. "Foi uma reunião produtiva. Portanto, não foi só escutar o Governo.

 
Líderes e representantes de entidades empresariais do Vale do Rio Pardo apresentaram, nesta quinta-feira, os principais obstáculos para o desenvolvimento da região e debateram formas de enfrentar a crise econômica. O encontro foi realizado na sede do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (Sinditabaco), em Santa Cruz do Sul. O presidente da entidade, Iro Schünke, apresentou o Programa Crescer Legal, pioneiro no setor agrícola para a erradicação do trabalho infantil, uma ação conjunta com empresas associadas e a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra).
 
Em sessão especial realizada na tarde desta quinta-feira, a Câmara Municipal de Vereadores de Santa Rosa concedeu o título de Hóspede Oficial do Município ao presidente do Sistema FIERGS, Heitor José Müller.
O setor industrial do Estado esteve representado na cerimônia de posse do segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff, no dia 1º de janeiro, em Brasília.

Reeleito para mais um mandato até 2017 à frente da Federação e do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS), Heitor José Müller toma posse no próximo dia 18, às 20h. Ele receberá, às 11h, os jornalistas para coletiva de imprensa, na sede da FIERGS, em Porto Alegre. A presidenta Dilma Rousseff agendou presença na cerimônia, que será acompanhada por 2 mil convidados, no Teatro do Sesi, em Porto Alegre.

Reeleito para mais um mandato até 2017 à frente da Federação e do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS), Heitor José Müller toma posse no próximo dia 18, às 20h. A presidenta Dilma Rousseff agendou presença na cerimônia, que será acompanhada por 2 mil convidados, no Teatro do Sesi, em Porto Alegre.

A presidenta Dilma Rousseff confirmou que participará da cerimônia de posse das novas diretorias da FIERGS/CIERGS, em 18 de julho, em Porto Alegre. O convite foi feito por Heitor José Müller, presidente reeleito das entidades, durante um encontro que mantiveram nessa terça-feira (27 de maio), em Brasília.

O industrial Heitor José Müller foi reeleito para a presidência da Federação e do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS) para o período 2014/2017. As eleições, em chapa única, ocorreram ao longo desta terça-feira (20), na sede da entidade.

"Eu poderia discorrer sobre os problemas e as dificuldades, mas prefiro agradecer pela confiança depositada em mim e nas Diretorias para uma nova gestão. A mensagem que quero deixar é de união e unidade para a expansão da indústria. Onde existe indústria, há crescimento", declarou o presidente.