You are here

Ajuste do estoque sinaliza crescimento da indústria no RS

A indústria gaúcha começa 2013 sem excesso de estoques, após dois anos acima do planejado. Isso aponta para uma melhor perspectiva do setor nos próximos meses, pois a partir de agora, todo o aumento de demanda representará uma nova produção. A Sondagem Industrial de janeiro, divulgada nesta quinta-feira (28) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), aponta que o indicador de estoques em relação ao planejado alcançou 50,4 pontos. O excesso de estoques foi, em 2012, um fator que prejudicou a indústria gaúcha.

Na evolução dos indicadores de atividade do mês, que variam de zero a cem pontos, mais dois dados são sintomáticos de que a atividade industrial reagiu. A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) ficou muito próxima do usual (49,1 pontos) e o indicador de produção é o maior em três anos para janeiro (53). Resultados superiores a 50 denotam UCI acima do usual, crescimento da produção e estoques além do planejado.

Para o futuro, o setor projeta a continuidade desse bom desempenho. As perspectivas para os próximos seis meses ficaram ainda mais otimistas e indicam crescimento da demanda (61,9 pontos), inclusive externa (54,9 pontos), do emprego (56,2 pontos) e das compras de matérias-primas (60,5 pontos). No caso da demanda, 52,4% dos empresários consultados esperam um crescimento no próximo semestre. Apenas 9,4% responderam uma redução neste item. Para o emprego, 25,7% projetam aumentar as contratações.

Publicado Thursday, 28 February 2013 - 12h00
30/09/2022
Educação Empresarial
30/09/2022
Institucional