You are here

Amido de milho na fórmula de bioplástico: é só o começo

Produzir um biopolímero a partir do amido de milho e que possa ser utilizado como opção ao plástico tradicional em alguns utensílios domésticos. A ideia surgiu nas aulas de Biologia ainda no primeiro ano do Ensino Médio, em 2018. Os colegas Felipe Moura, Luisa Carrilhos, Maria Eduarda Kirst e Raira Ferreira, da Escola Sesi de Ensino Médio de Pelotas, prosseguiram os estudos e, em 2019, testaram fórmulas, misturaram novos ingredientes e métodos para secar. O resultado está na Mostra Científica do segundo Sesi com@Ciência, que termina nesta terça-feira (1º), no Centro de Eventos FIERGS, em Porto Alegre.

Com a orientação da professora Isabel Cristina Ferreira Gravato e coorientação de Felipe Abreu, o grupo quer criar uma alternativa além do plástico sintético. “Aqueles potes de supermercado que são vendidas comidas prontas, por exemplo, possuem um uso muito rápido e vão para o lixo. Se conseguirmos fazer um pote com o bioplástico, vamos ajudar o meio ambiente”, empolga-se Raira Ferreira.

Sesi com@Ciência - Biopolímero de amido de milho

Crédito foto: Dudu Leal

Os alunos desenvolveram o protótipo de biopolímero seguindo algumas etapas em laboratório. “Um recipiente conhecido como Becker foi levado por 5 minutos ao banho-maria na temperatura de 95°C com 20 ml de água, 3g de amido de milho, 2 ml de ácido acético, 2,5 g de glicerina, 0,5 g de goma xantana e 50g de proteína de soja hidratada. Após sete dias, em 100ml de água, a mistura foi macerada e colocada em tubos eppendorf e levada à centrífuga por 5 minutos, na velocidade de 6400 rpm. Depois de ferver, foi obtida uma mistura homogênea e gelatinosa que foi envasada em uma placa de petri, servindo de molde”, explica em detalhes Maria Eduarda.

A secagem ao sol indica, preliminarmente, que o método do desenvolvimento do biopolímero ainda apresenta restrições e entre elas estão problemas em relação à exposição à umidade. O projeto está em fase de avaliação de uma alternativa para solucionar essa dificuldade. O trabalho é um forte candidato a participar da Mostratec 2019, evento nacional de educação, ciência e tecnologia promovido pelo Instituto Federal de Educação Sul-Riograndense, Campus Pelotas.

O Sesi com @Ciência possui espaços para a troca de informações e experiências que ajudem este grupo a prosseguir com a ideia. Estudantes, docentes e pesquisadores, junto com a sociedade em geral, estão apoiando o encontro para o desenvolvimento da educação no Brasil. Todas as atrações são com entrada franca.

Confira a programação aqui.

Publicado Tuesday, 1 October 2019 - 12h51