You are here

Empresários brasileiros e argentinos reforçam interesse comercial entre os dois países

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), Gilberto Porcello Petry, avalia como positiva a participação de comitiva gaúcha em encontros com autoridades e empresários argentinos em Buenos Aires, nessa quarta (11) e quinta-feira (12). A agenda incluiu reuniões na embaixada brasileira com o embaixador Sérgio Danese, na Câmara de Importadores Argentinos, na União Industrial e na Câmara Brasil-Argentina de Comércio e Serviços. “A sensação dos argentinos é a mesma nossa, a de que o Brasil não pode se separar da Argentina comercialmente e que os laços econômicos são muito fortes, principalmente no Rio Grande do Sul”, afirma.

Além de Petry, a delegação brasileira em Buenos Aires contou com outras lideranças empresariais gaúchas e representantes do governo do Estado e da Assembleia Legislativa. A programação na capital argentina buscou compreender o atual cenário político e econômico naquele país a fim de preparar uma missão empresarial e governamental do Rio Grande do Sul no segundo semestre de 2020. Passado o impacto da crise do coronavírus, o presidente da FIERGS sugere aumentar o intercâmbio com os vizinhos argentinos para concretizar uma ação contínua, que tenha mais futuro e traga resultados, como trouxe a missão ao Chile no ano passado, que culminou com a realização do 1º Fórum Internacional de Comércio e Investimentos Brasil-Chile, na FIERGS, em novembro.

A corrente de comércio entre Rio Grande do Sul e Argentina superou os US$ 2,86 bilhões em 2019, uma redução superior a 17% na comparação com 2018. As exportações do RS para aquele país caíram 35,56% e as importações recuaram 3,36%.

'Petry e embaixador Sérgio Danese

Petry se reuniu com o embaixador Danese em Buenos Aires

Publicado Thursday, 12 March 2020 - 4h35