AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

Curso do IEL-RS mostra o engajamento como ferramenta de resultados

Capacitação

Capacitar lideranças em técnicas de coaching e educação emocional de forma a estimular o engajamento e o consequente crescimento das empresas por meio da participação dos funcionários das equipes. Essa foi a proposta desta edição do curso de Educação Executiva oferecido pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RS), no Instituto Ling, em Porto Alegre. Realizado nesta segunda e terça-feira, o curso teve como público-alvo lideranças, gestores e executivos de diferentes setores da economia. Os dois dias de encontro promoveram reflexões e a prática de conceitos de gestão. “Esse modelo do curso consegue conciliar a teoria e a prática, ao mostrar o caso de uma empresa que vem aplicando esses conceitos. Para o empresário é muito importante conhecer um modelo no qual a aplicação já deu certo. O curso mostra como o engajamento tem que partir do líder, ele é o modelo”, afirmou o diretor da De Carli, Alexandre De Carli. 

É o caso da Lamiecco, fabricante gaúcha de laminados ecológicos a partir da reciclagem de garrafas pet e pneus. O CEO da empresa, Alexandre Figueiró, compartilhou sua experiência de como a aplicação coaching partindo do principal gestor trouxe resultados. “Entendemos que a empresa é do tamanho da capacidade, da visão e do quanto o líder consegue enxergar de um mercado consolidado ou potencial, somado ao aperfeiçoamento dessa liderança, que gera o engajamento dos liderados”, comentou Figueiró.

Uma das ferramentas apresentadas pelo especialista em comportamento humano, Gabriel Carneiro Costa, foi a Teoria dos Contratos, que define a importância de firmar ‘contratos verbais’ com suas equipes para o cumprimento de tarefas. “Não basta dizer ‘eu preciso deste relatório pronto em dois dias, te vira’, é necessário negociar com seu liderado, ver se é possível seguir determinado prazo e construir um contrato verbal com ele, gerando um comprometimento. É um processo de validação para gerar resultado”, sugere Costa. “Foi uma ótima experiência, que me gerou vários insights que poderei utilizar na gestão e complementar aquilo que já está sendo feito na empresa”, avalia o CEO da Bruning Tecnometal, de Panambi, Angelin Adams. A mestre em Administração e docente da Insper Azizeh Otilia Emleh também foi uma das ministrantes no primeiro dia do curso.