AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

País africano busca investimentos brasileiros

Relações Internacionais

Uma delegação de Botsuana, chefiada pelo embaixador daquele país no Brasil, Diabi Mmualefe, apresentou na manhã desta sexta-feira, na FIERGS, as oportunidades de negócios na nação considerada a "Suíça Africana". Representantes de empresas gaúchas conheceram os principais atrativos do ex-território britânico, por aspectos como os baixos índices de corrupção, segurança jurídica, alto PIB per capita e estabilidade política, considerados privilegiados em relação aos vizinhos do continente.

Mmualefe fez questão de enfatizar que o país é jovem.

Com apenas 44 anos de independência, busca aproximar as relações com nações estratégicas, entre elas o Brasil, para construir um parque industrial, praticamente inexistente em Botsuana. "Quase todos os nossos recursos vêm da exploração de diamantes e das vendas destas pedras para o continente europeu. Temos grandes incentivos para investidores em todas as áreas industriais, como baixa carga tributária e férias fiscais", enfatizou ele.

Entre os principais motivos para atrair investimentos está o fato de o país ser a sede Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC), que envolve 15 nações, com mercado estimado de 250 milhões de habitantes. Acordos comerciais com o continente europeu e outros como os Estados Unidos, Índia e Reino Unido, também são considerados ativos importantes.

O vice-coordenador do Conselho de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIERGS, Frederico Dürr, considera este posicionamento político uma ótima oportunidade. "Botsuana realmente cumpre um papel semelhante ao que a Suíça faz na Europa. É bem estruturado, com bom trânsito internacional e uma economia diferenciada em relação aos seus vizinhos", complementou Dürr.