AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

CNI

O alto custo da tarifa do gás natural no País tira a competitividade da indústria brasileira no mercado internacional.

A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS) entregou ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, nessa sexta-feira (12), a Agenda de Meio Ambiente da Indústria Gaúcha com propostas da entidade para o setor. O documento, em 13 páginas, identifica entraves legais enfrentados na esfera ambiental e sugere ações capazes de desencadear “uma sólida agenda de crescimento econômico e social”. Salles se reuniu com industriais, no início da noite, na sede da FIERGS.

Para discutir o processo de modernização do setor de gás natural e o andamento das propostas em tramitação no Congresso Nacional, a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), por meio do Conselho de Infraestrutura (Coinfra), e a Confederação Nacional da Indústria (CNI), promovem o evento Gás Natural: preços competitivos e disponibilidade. Será em 15 de abril, às 9h, e voltado a representantes de empresas industriais, governo e demais agentes do setor. 

Uma missão com 30 empresas, 15 delas gaúchas, participa da Feira Industrial de Hannover, na Alemanha, entre 1º e 5 de abril. No principal evento mundial de tecnologia para o setor, o grupo terá a oportunidade de manter contato com parceiros internacionais e inovações voltadas à união do mundo virtual com o real, assim como a melhorias de processos, especialmente nas áreas de Automação Integrada, Movimento e Direção; Indústria Digital; Energia; Fornecimento Industrial; Pesquisa e Tecnologia; Tecnologia a Vácuo e Ar Comprimido.

Uma comitiva de embaixadores e cônsules de 15 países estará na Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), em 4 e 5 de abril. A recepção, dentro do evento Conhecendo a Indústria – Ata Carnet, é organizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), juntamente com a FIERGS, por meio da Gerência de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Gerex).

A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS) aguarda informações sobre o depoimento do presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson Braga de Andrade, prestado hoje à Polícia Federal, em Brasília.

A reforma tributária foi o principal tema da primeira reunião do Conselho Temático de Assuntos Tributários e Fiscais da Confederação Nacional da Indústria (CNI), realizada nesta segunda-feira (18), em Brasília. 

Em uma parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que dura mais de 17 anos, a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) é a única representante da instituição no Estado para auxiliar na orientação sobre as linhas de financiamento. Desde 2014, o Posto de Informações FIERGS/BNDES foi incorporado ao Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC) criado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), e instalado atualmente em 20 unidades federativas.

O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Gilberto Porcello Petry, presidirá o Conselho Temático de Assuntos Tributários e Fiscais (Contri) da Confederação Nacional da Indústria (CNI). A confirmação foi feita nesta quarta-feira (31), pelo presidente da CNI, Robson Braga de Andrade. Na terça-feira, Petry já havia tomado posse, em Brasília, na vice-presidência da Confederação Nacional da Indústria para a nova gestão de Andrade, até o ano de 2022.

O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Gilberto Porcello Petry, tomou posse, nesta terça-feira (30), como vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Foi durante a cerimônia, realizada na sede da entidade, em Brasília, que empossou a nova diretoria da CNI, tendo Robson Braga de Andrade à frente para mais um mandato.