AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

logística

A necessidade de aperfeiçoamento do Código Estadual do Meio Ambiente, do Código Florestal Estadual, a universalização do saneamento básico por meio de Parcerias Público Privadas, a modernização das hidrovias, investimentos na malha ferroviária e a consequente redução dos custos logísticos são fundamentais para o desenvolvimento do Rio Grande do Sul.

O Panamá, quarto destino das exportações gaúchas em 2018 – movimentou US$ 1,34 bilhão –, apresentou nesta sexta-feira (15), na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), o seu projeto logístico e o potencial para joint-ventures visando ao mercado da América Latina. Com uma localização privilegiada na América Central e o canal do Panamá como atrativo, o país é considerado uma porta de entrada e saída eficiente para o comércio internacional.

Com o objetivo de orientar as empresas sobre a obrigatoriedade da logística reversa de embalagens de produtos não perigosos, a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) realizou, nesta quarta-feira (10), o evento Logística Reversa de Embalagens em Geral. “A lei atribui a nossas empresas a responsabilidade da destinação adequada das embalagens pós consumo para retornarem ao sistema de aproveitamento reverso.

Para informar e orientar as indústrias sobre o atendimento das obrigações legais referentes à logística reversa de embalagens em geral, instituída pela Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei Federal Nº 12.305 de 2010, a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), por meio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RS), realiza em sua sede, em 10 de outubro, o evento Logística Reversa de Embalagens em Geral.

A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) e a Federação das Empresas de Logística e Transporte de Cargas no Estado do RS (Fetransul) lançaram, nesta terça-feira (4), uma nota conjunta sobre a possibilidade de nova manifestação dos caminhoneiros no País. Segundo as entidades, não há sinais concretos das lideranças da categoria de que vá ocorrer uma nova paralisação do transporte de cargas a partir de segunda-feira, dia 10.

Debater temas como desafios e o futuro do setor químico no Brasil foi o objetivo do II Fórum Nacional pela Competitividade da Indústria Química na sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) nesta segunda-feira (25). O vice-presidente do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul (CIERGS), Carlos Alexandre Geyer, declarou que “a indústria não precisa de ‘proteção’, o setor necessita de ‘cuidado’. Nem proteção demais, que gera dependência, nem o abandono, que pode levar à marginalização, gerando, nesses dois casos, perda de competitividade”.

O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Gilberto Porcello Petry, desaprova a decisão do governo Federal de aumentar as alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e a da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) para a gasolina, o etanol e o diesel. Cumprir a meta fiscal de déficit primário de R$ 139 bilhões foi a justificativa para a medida, anunciada na quinta-feira (20). “O aumento ocorre porque houve gastos adicionais não previstos com a liberação de emendas parlamentares.

O Instituto Senai de Tecnologia em Calçados e Logística Industrial sediou uma visita do projeto  Brazilian Machinery para demonstração de  máquinas  para possíveis compradores. Os equipamentos foram colocados pelos fabricantes e os alunos do Senai fizeram a demonstração durante a visita.

Apenas 10% dos produtos exportados pelo Rio Grande do Sul saem do Estado por via aérea. Os outros 90% levados ao exterior por aviões partem de terminais localizados em diferentes regiões brasileiras e chegam até eles por via rodoviária, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic). Atentos a essa realidade, executivos da Modern Logistic estiveram na FIERGS nesta segunda-feira (23) para apresentar a empresa, que chega ao mercado como a primeira em logística integrada com modal aéreo próprio no País.

As soluções para os principais gargalos de logística e infraestrutura da região Sul do Brasil, apresentadas pelas Federações das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Paraná (Fiep) e de Santa Catarina (Fiesc), foram tratadas em encontro com o ministro dos Transportes, César Augusto Rabello Borges, nesta quarta-feira (26), em Brasília. Os presidentes das três entidades solicitaram providências para realizar obras de melhoria dos eixos de transporte existentes e investimentos em novos traçados. O encontro contou também com a presença de parlamentares das três bancadas federais.