AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

pesquisa

O Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS), levantamento divulgado nesta segunda-feira (29 ) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), aponta para um crescimento de 1,7% do setor no primeiro trimestre de 2019, na comparação com o mesmo período do ano passado. Esse aumento foi verificado na maioria de seus componentes: faturamento real (5,5%), compras industriais (1,7%), UCI (1,7 p.p.) e emprego (0,6%). A massa salarial real (-2,1%), por outro lado, foi o único indicador a mostrar queda, enquanto as horas trabalhadas na produção (+0,1%) ficaram estáveis.

A Sondagem Industrial de março, divulgada nesta quarta-feira (24) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), apresenta expansão da produção e de vagas criadas pelo setor no RS, mas ao mesmo tempo, uma alta indesejada nos estoques das empresas. O indicador de produção foi de 52,2 pontos, contra os 53 de fevereiro. Embora tenha caído na comparação com o mês anterior – varia de zero a cem –, segue acima de 50, o que representa aumento.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial gaúcho (ICEI/RS) recuou 3,1 pontos na passagem de março para abril, a terceira queda consecutiva, aponta a pesquisa divulgada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), nesta quinta-feira (18). Apesar da redução, se mantém em patamar elevado, com 60,9 pontos, mesmo que no nível mais baixo do período após as eleições de outubro de 2018.

A Sondagem Industrial Especial do RS – Tributação, divulgada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS) nesta quarta-feira (17), mostra um consenso em relação à baixa qualidade do sistema tributário nacional. Dos 231 empresários ouvidos na pesquisa, 96,5% consideram que o número de tributos é ruim ou muito ruim, e 87,8% indicam que a elevada carga é o principal problema do sistema atual. Além disso, 95,5% avaliam negativamente a simplicidade do sistema. “A Sondagem reforça a urgência de uma ampla Reforma Tributária no País.

As exportações da indústria gaúcha recuaram 5,2% de janeiro a março de 2019 comparado ao primeiro trimestre do ano passado, alcançando US$ 4,7 bilhões. Se desconsiderarmos os registros das plataformas de petróleo no âmbito Repetro, em janeiro de 2019 e fevereiro de 2018, a indústria gaúcha apresenta estagnação nas vendas externas (-0,3%), totalizando US$ 3,4 bilhões. O resultado foi divulgado, nesta terça-feira (9), pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS).

O Índice de Desempenho Industrial do RS (IDI-RS), divulgado nesta quarta-feira (3) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), cresceu 1% em fevereiro, na comparação com janeiro de 2019, na série com ajuste sazonal, o que recupera a perda ocorrida no primeiro mês do ano, agora revisada de -1% para -0,4%. Parte da influência para o resultado positivo se deu pelo maior número de dias úteis do que o normal no mês, devido ao carnaval em março.

Após o otimismo proporcionado pelo resultado da eleição do ano passado, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS), divulgado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), nesta terça-feira (26), caiu pela segunda vez consecutiva. Foi de 66,8 pontos, em fevereiro, para 64 pontos, em março. Em janeiro de 2019, havia alcançado o maior patamar (67,1 pontos) desde abril de 2010.

A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) foram agraciados, nesta terça-feira (12),  no Teatro do Sesi, durante a 21ª edição da pesquisa Marcas de Quem Decide, promovida pelo Jornal do Comércio e realizada pela Qualidata. A FIERGS venceu na categoria Entidade Empresarial, com 17,2% das indicações como a marca Mais Lembrada, e 17,8% como a Preferida. Já o Senai foi o mais citado na categoria Ensino Técnico,  com 20,7% em ambos os casos.

A Sondagem Industrial, elaborada e divulgada pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), mostrou aumento da produção (51,6 pontos) e no emprego (51,9 pontos) em janeiro, crescimentos (acima de 50 pontos) que são incomuns nesse período do ano. A Utilização da Capacidade Instalada registrou 67%, estável com relação a dezembro e o índice de UCI usual cresceu 1,3 ponto (43,9), mostrando, abaixo de 50 pontos, que foi menor que o usual para janeiro.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS) de fevereiro, divulgado nesta quinta-feira (21) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), permanece alto, com 66,8 pontos – varia de zero a cem, sendo que acima de 50 indica confiança –, apesar de uma leve queda de 0,3 em relação a janeiro. Foi a primeira vez que houve recuo desde o forte aumento de 10,6 pontos na passagem de outubro (54,9) para novembro (65,5) de 2018.