Gilberto Porcello Petry / Presidente do Sistema FIERGS

OS APRENDIZADOS DE 2020

O ano de 2020 exigiu muito da capacidade de todos nós. Ninguém poderia prever que passaríamos desde o mês de março com a pandemia da Covid-19, uma das maiores crises sociais e econômicas da história mundial. Apesar de impactados, a Federação e o Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS) não pararam, e juntamente com o Serviço Social da Indústria (Sesi-RS), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-RS) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RS) se adequaram ao momento sem deixar de atuar a serviço da indústria gaúcha, Sindicatos Industriais, trabalhadores e à sociedade. 

Agimos no primeiro momento. Ainda em 3 de março do ano passado, ou seja, oito dias antes da OMS declarar a pandemia, já eram apresentados pelo Sesi do Rio Grande do Sul os primeiros esclarecimentos e orientações às indústrias gaúchas sobre os cuidados preventivos a serem tomados em face do novo vírus que se espalhava pelo mundo. 

No mesmo mês, foi instalado o Comitê de Ações da Covid-19, com o anúncio do Protocolo de Conduta do Sistema FIERGS. Ao mesmo tempo, junto com os Conselhos Temáticos da Casa, iniciou-se a articulação de medidas emergenciais compensatórias enviadas aos governos Estadual e Federal, nesse caso junto com a Confederação Nacional da Indústria, já antecipando a crise que se instalaria em seguida.

O Sesi-RS e o Senai-RS prestaram relevantes serviços à saúde pública do Rio Grande do Sul no ano passado. O Sesi antecipou e ampliou a vacinação contra a gripe, somando 220 mil industriários vacinados, ajudando o diagnóstico e o gerenciamento dos casos suspeitos de Covid-19. Em sequência, disponibilizou programas de testagem rápida da Covid-19 às indústrias.

O Senai gaúcho, por sua vez, além da produção e doação de álcool em gel e máscaras de proteção, também atuou diretamente na recuperação dos indispensáveis respiradores hospitalares, junto com a General Motors de Gravataí. Também o Banco de Alimentos da FIERGS arrecadou produtos que foram distribuídos a centenas de instituições benemerentes.

Encontros e reuniões foram trocados por sessões virtuais. Seminários e palestras, por webinares e eventos on-line. Em junho, tive a distinção de ser reeleito, de forma unânime, para presidir a Federação e o Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul nos próximos três anos. A posse das novas Diretorias, um mês depois, em meio a todas as dificuldades, ocorreu da maneira adequada que o momento exigia, virtualmente. Apenas os vice-presidentes das duas entidades participaram presencialmente, respeitando a legislação vigente, de no máximo de 30 pessoas.

Todos nós, de maneira inquestionável, trabalhamos com o propósito de fazer passar com menos perdas por esse momento tão difícil que ainda iremos superar. A posição histórica da FIERGS sempre foi e sempre será a favor da vida e de salvar vidas. Por esta razão, a entidade defendeu a manutenção das atividades econômicas em patamar razoável, dentro dos protocolos de segurança sanitária, capaz de preservar empregos, renda, e arrecadação de impostos, até porque são os tributos que garantem o custeio do sistema de saúde pública. O equilíbrio entre o isolamento social e uma dinâmica estável das atividades econômicas, deve ser mantido mesmo em tempo de pandemia. Com a chegada das vacinas e passada essa crise, o Brasil precisa recuperar o tempo perdido para voltar ao eixo do crescimento. Com a força indispensável da indústria.

TRANSIÇÃO NA PANDEMIA

Às 17 horas do dia 20 de julho de 2020, apenas  com as presenças do presidente Gilberto Porcello Petry e dos 12 vice-presidentes da Gestão 2020/2023, começava a cerimônia de posse das novas Diretorias da Federação e do Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, transmitida pela internet através do canal da TV FIERGS no YouTube. Os dirigentes das duas entidades foram aparecendo, um a um, no telão de 100 metros quadrados montado no palco do Teatro do Sesi, cuja plateia era composta pela esposa do presidente, Suely Petry, e por cinco assessores em meio a 1.300 poltronas vazias. Os discursos do presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, e do governador do Estado, Eduardo Leite, foram apresentados no telão, e a cerimônia teve 1.500 visualizações entre os que acompanharam em tempo real e aqueles que assistiram posteriormente. 

Essa cerimônia, inédita na história da Federação e do Centro das Indústrias, simbolizou o inusitado ano de 2020  marcado pela pandemia da Covid-19. O Conselho de Vice-presidentes – o Presi – na sua 
composição anterior e da atual gestão, passou a tratar não só de assuntos  econômicos e políticos, mas também dos protocolos sanitários, abordando especialmente a relação entre as áreas da saúde e a manutenção das atividades produtivas.

O Presi, no primeiro semestre, realizou quatro reuniões. Antes da pandemia, ou seja, ainda no mês de fevereiro, tratou do documento “Custo RS” lançado pela FIERGS contendo os 30 maiores entraves que prejudicam a competitividade do Rio Grande do Sul. Já a partir de março, entraram na pauta do Conselho as medidas compensatórias que a Casa enviava às autoridades diante da paralisação imposta a segmentos empresariais. Ao todo, foram 61 ações da FIERGS para minimizar a crise que se instalou no Estado e no País. 
No segundo semestre do ano, já em nova composição, com os integrantes da gestão 2020/2023, foram realizadas outras quatro reuniões do Presi. Os encontros eram sempre presenciais, em espaço maior do que a tradicional Sala Vermelha da Presidência, adotando  os protocolos legais e regramentos do plano de contingência da sede da FIERGS e do CIERGS. 

As medidas determinadas pelo Governo do Estado e Prefeitos Municipais diante da pandemia foram questões permanentes nas oito reuniões. O fechamento das atividades econômicas era a preocupação  maior do Presi, sendo que com o Governo do Estado foi conseguida importante flexibilização desde a aplicação do sistema de “Bandeiras” regionais. Assim, mesmo na hipótese de “Bandeira Preta”, as indústrias poderiam operar com 
75% do seu efetivo de pessoal. 

Outros temas nas pautas do Consellho de Vice-presidentes incluíram as orientações às empresas sobre os protocolos sanitários; as medidas trabalhistas emergenciais, como a redução de jornada e de salários ou suspensão dos contratos de empregados; o auxílio emergencial implantado pelo Governo Federal; e o acompanhamento da economia gaúcha e nacional nesse período crítico. Um dos assuntos que se estendeu até o final do ano foi a proposta de Reforma Tributária Estadual encaminhada à Assembleia Legislativa, sendo uma das marcas nesse ano de transição entre duas gestões das entidades.


GESTÃO 2017/2020

Presidente: Gilberto Porcello Petry

Vice-presidentes da FIERGS: Cezar Luiz Müller, Cláudio Affonso Amoretti Bier,  Gilberto Ribeiro, José Alfredo Laborda Knorr, Ricardo Antunes Sessegolo

Vice-presidentes do CIERGS: Carlos Alexandre Geyer, José Agnelo Seger, José Antonio Fernandes Martins, Marco Aurélio Vieira Paradeda, Marcos Odorico Oderich, Maristela Cusin Longhi


GESTÃO 2020/2023

Presidente: Gilberto Porcello Petry

Vice-presidentes da FIERGS: Arildo Bennech Oliveira, Cezar Luiz Müller, Cláudio Affonso Amoretti Bier, Gilberto Ribeiro, José Alfredo Laborda Knorr, Ricardo Lins Portella Nunes

Vice-presidentes do CIERGS: André Bier Gerdau Johannpeter, José Agnelo Seger, Marcos Odorico Oderich, Maristela Cusin Longhi, Mauro Gilberto Bellini, Thômaz Nunnenkamp

Avalia e propõe medidas referentes a matérias de natureza legal e tributário-fiscal em defesa dos interesses do setor industrial e trabalha no aprimoramento da relação com a administração pública por meio da interlocução com os Poderes Legislativo e Executivo em âmbito estadual e nacional


 

Principais ações

  • Acompanhamento medidas coronavírus/ O Contec atuou na linha de frente na análise da conformidade das legislações específicas que foram editadas em função da Covid-19, propondo medidas tributárias para a mitigação dos efeitos da pandemia na indústria gaúcha, monitorando todas as alterações aplicáveis, bem como elucidando dúvidas acerca de procedimentos e sugerindo alterações de protocolos ao Governo Estadual e Federal
  • Reforma Tributária Estadual/ Trabalhou durante cinco meses conjuntamente com o Governo Estadual e com a Secretaria da Fazenda do Estado do RS avaliando as propostas da Reforma Tributária apresentadas pelo Poder Executivo, realizando diversas reuniões setoriais acerca do tema e sugerindo medidas alternativas a fim de que alterações incrementais de ICMS fossem aprovadas. Sem reflexos como aumento da carga tributária de ICMS, majoração do ITCD, tributação desigual de IPVA ou perda da competitividade de indústria gaúcha; e com o compromisso de contrapartidas do Estado, como previsão do Teto de Gastos, a PEC do Duodécimo, a renovação dos convênios Confaz por prazo indeterminado, além de medidas permanentes para a manutenção da competitividade da indústria local. Com uma união de esforços, em dezembro de 2020 foi sancionada a Lei n° 15.576/2020, que, entre outras medidas, reduziu a alíquota de ICMS para 12% nas compras internas; extinguiu o DIFAL; reduziu a alíquota modal de ICMS para 17,5% em 2021; instituiu o Código e o Conselho de Boas Práticas Tributárias; autorizou a criação de Câmaras Técnicas Setoriais; criou um Programa de Estímulo à Conformidade Tributária; e modificou procedimentos administrativos; em que pese tenha prorrogado por um ano a alíquota de 30% sobre as ‘blue ships’ tributárias 
  • Incentivos fiscais e financeiros/ Atuação permanente perante o governo do Estado para manter e aperfeiçoar as regras tributárias, equalizar os incentivos com os Estados de Santa Catarina e Paraná, e prorrogar a vigência dos incentivos no Estado até 2032, conforme autorizado pela LC 160/2017. Auxílio a diversas indústrias em pleitos de equiparação de incentivos fiscais, bem como atuou na renovação de todos os incentivos de crédito presumido até de junho de 2021
  • Isenção frete intermunicipal/ Atuação junto à Secretaria da Fazenda para que os convênios Confaz que autorizam a isenção de ICMS fossem renovados em 2020 e permanecerá atuando para que as isenções continuem sendo renovadas no próximo ano, por tempo indeterminado. Como historicamente o Estado do RS vinha concedendo isenção de ICMS nas prestações de serviço de transporte intermunicipal de cargas realizadas para contribuinte inscrito no CGC/TE do Estado do Rio Grande do Sul
  • Reforma Tributária Federal/ Elaboração de estudos técnicos e acompanhamento das propostas legislativas que tramitam na Câmara dos Deputados e no Senado Federal que preveem profundas alterações constitucionais no sistema tributário, unificando os tributos incidentes no consumo e alterando os repasses aos entes federados. As análises quanto ao tema buscam garantir a diminuição da burocracia e evitar o aumento de carga tributária
  • Substituição tributária/ O Contec mantém permanentemente diálogo com a Secretaria da Fazenda Estadual sobre a necessidade de ajuste nas MVAs e nas outras modalidades de presunção do preço para fins de substituição tributária. A partir da introdução do Ajuste do ICMS-ST, esse pleito foi renovado e reforçado, uma vez que ficou demonstrado que as distorções relativas à restituição e à complementação do ICMS-ST somente se agravam quando a presunção do preço futuro está em desacordo com a realidade efetivamente praticada. Ainda, também se trabalha para que haja uma revisão da sistemática da substituição tributária no RS, promovendo-se o retorno deste sistema somente aos setores originalmente previstos. O Contec capitaneou pleito de retirada da trava do limite de faturamento das empresas para adesão ao Regime Optativo da Substituição Tributária - ROT-ST

Outras ações

  • Publicação de 71 comunicados técnicos com análise de legislação tributária
  • Elaboradas 15 notas e respostas técnicas com estudo específico das mais variadas demandas encaminhadas por Sindicatos e empresas industriais
  • Encaminhamento de 20 pareceres sobre projetos de lei estaduais e federais que causam impacto no setor industrial

Resultados

  • Articulação para aprovação do Projeto de Reforma Tributária Estadual com as alterações sugeridas e contrapropostas exigidas
  • Renovação e prorrogação de incentivos fiscais
  • Renovação do Convênio ICMS para isenção do frete interno
  • Extensão do Regime Optativo da Substituição Tributária - ROT-ST para todas as empresas
  • Prorrogação da obrigatoriedade do Bloco K para setores específicos
  • Instituição de incentivos fiscais de estímulo à importação
  • Participação em audiências públicas para garantir o avanço da competitividade da indústria gaúcha

Representações legais e institucionais

  • Conselho Diretor do Fundopem
  • Conselho de Defesa do Consumidor (Cedecon)
  • Junta Comercial do RS (Jucergs)  
  • Tribunal Administrativo de Recursos Fiscais (Tarf)
  • Comissão de Assuntos Tributários e Fiscais da CNI (Catf)

 
GESTÃO 2017/2020

Coordenador: José Luis Korman Tenenbaum 

Vice-coordenador: Walter Rauen de Souza

Conselheiros: Ana Cristina Tesser, Ana Paula Olinto Yurgel, Aristides Inácio Vogt, Celso Luiz Bernardon, Claudia Ceolato Serafim, Claudio Moretti, Cláudio Otávio Xavier, Claudino João José Simon, Edi Deitos, Edirceu Rossi Werneck, Eduardo Barboza dos Santos, Fabio Basso Barichello, Fabio Raimundi, Francesca Hendges, Franciele Frozza, Felipe Esteves Grando, Fernando José Ruschel Justo, Geovani Quevedo Maciel, Gerd Foerster, Gerson A. Haas, Gilberto Preducci, Gleverton De Munno, Haroldo Lauffer, Ivânio Angelo Arioli, João Pedro Ibanez Leal, José Carlos Estefenon, Júlio Ricardo Andrighetto Mottin, Leandro Caon, Lúcio Lauser Moraes, Luiz Antônio Bins, Luiz Carlos Levenzon, Matheus Dieterich Espindola Brenner, Marcelo Motta Coelho e Silva, Marciano Buffon, Mauricio Bianchi, Maxswell Martins Pinto, Moacir Berger de Souza, Nestor Riedi, Paulo Antônio Caliendo Velloso da Silveira, Rafael Nichele, Rafael Pandolfo, Renato Renck, Thômaz Nunnenkamp, Vitor Rudolf Babot e Zulmar Neves

GESTÃO 2020/2023

Coordenador: Thômaz Nunnenkamp

Vice-coordenador: Volker Lübke

Conselheiros: Alexandre Schoeler Recktenwald, Daniel Vianna, Daniela Kraemer, Elio Jorge Coradini Filho, Emerson Vontobel, Eugenio Cremers, Fernando José Ruschel Justo, Guilherme Portella, Henrique Vieira Gonzalez, Jackson Wirth, José Luis Korman Tenenbaum, Mauricio Fontana, Moacir Berger de Souza, Ricardo Coelho Michelon, Ricardo Portella, Roberto Machamer e Roque Justen

Grupo Técnico: Celso Luiz Bernardon, Claudio Moretti, Claudio Otávio Xavier, Edirceu Rossi Werneck, Fabio Basso Barichello, Fabio Raimundi, Felipe Esteves Grando, Haroldo Lauffer, Luiz Antônio Bins, Marciano Buffon, Rafael Pandolfo, Renato Renck e Zulmar Neves 
 

Pautado no fomento à competitividade e no desenvolvimento do mercado de trabalho, atua na articulação e defesa de interesses da indústria, na orientação e apoio aos sindicatos patronais e empresas em matéria trabalhista


 

Principais ações

  • MP 927/20 e 936/20/ Live com a participação do juiz federal do trabalho Marlos Melek, que foi membro da Comissão de Redação da Reforma Trabalhista. MP 927: questões sobre teletrabalho, banco de horas, férias, antecipação de feriados e acordos individuais entre empregado e empregador. MP 936: com as medidas trabalhistas para enfrentamento do estado de calamidade pública, dentre elas a permissão de reduções de jornada e de salário de 25%, 50% ou 70% e suspensão temporária do contrato de trabalho. Foi no dia 1º de junho, com cerca de 1.900 visualizações
  • eSocial/ Acompanhamento das discussões e alterações do eSocial. Foram publicadas as Portarias Conjuntas nº 76 e 77, expedidas pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e pela Secretaria Especial da Receita Federal do Ministério da Economia, que simplificam o eSocial e trazem novo cronograma com eventos de Segurança e Saúde no Trabalho, garantindo a segurança necessária para as empresas, de modo a otimizar e aperfeiçoar a transmissão das informações exigidas
  • Gestão do TRT4/ Convidada a participar da reunião do Contrab, a presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, desembargadora Carmen Izabel Centena Gonzalez, disse, em 11 de fevereiro, que entre os planos de sua gestão para o biênio 2020/2021 está o de reduzir o excesso de recursos de revista, que objetivam uniformizar as decisões dos tribunais. O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, fez a abertura da reunião
  • Papel da Justiça do Trabalho durante a pandemia da Covid-19/ Live com a participação da presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Maria Cristina Peduzzi, e do presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry. Enfoque nas Medidas Provisórias 927 e 936, editadas para auxiliar empresas e empregados no enfrentamento da pandemia, sobre as negociações coletivas e as novas modalidades de trabalho que fazem parte da quarta revolução industrial. Foi em 15 de junho, com aproximadamente 1.100 visualizações
  • Atualização dos Débitos Trabalhistas/ Contribuição com as discussões do Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 396/2018, de autoria do Senador Lasier Martins (PSD/RS), que visa determinar o IPCA-E como índice de correção monetária dos débitos trabalhistas. A aplicação da Taxa Referencial (TR), que era aplicada anteriormente, foi declarada inconstitucional pelo STF e até que o Poder Legislativo delibere acerca deste tema, serão aplicados o Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E), na fase pré-judicial e, a partir da citação, a taxa Selic
  • Medidas Trabalhistas para o enfrentamento da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19)/ Live com o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco Leal, em 2 de julho, para esclarecer dúvidas sobre prorrogações das Medidas Provisórias 927 e 936 instituídas pelo Governo Federal, bem como apresentar um panorama da economia do país. A live teve 1.300 visualizações
  • Reunião com secretário do Trabalho/ O secretário do trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo, participou, em 15 de setembro, da reunião virtual do Grupo de Estudos Técnicos (Gest) do Contrab. Dalcolmo falou sobre as medidas tomadas pelo governo federal durante a pandemia com o objetivo de preservar empregos e renda e de manter empresas em funcionamento
  • Medidas emergenciais para preservação do emprego durante o enfrentamento do estado de calamidade pública/ Resultado da aprovação da Medida Provisória n° 927/2020 (teletrabalho, antecipação de férias individuais, concessão de férias coletivas, aproveitamento e antecipação de feriado, banco de horas, diferimento do recolhimento do FGTS, entre outras)
  • Prorrogação dos prazos para celebrar acordos de redução proporcional de jornada e de salário e de suspensão temporária do contrato de trabalho/ Foram apresentados pedidos para a prorrogação dos prazos para a celebração de acordos de redução de jornada e de salário, bem como de suspensão temporária do contrato de trabalho, os quais foram concedidos através dos Decretos n°s 10.422/2020, 10.470/2020 e 10.517/2020
  • Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda/ Com a publicação da Lei nº 14.020/2020, oriunda da Medida Provisória n° 936/2020, que abriu caminhos para a retomada de empregos, criando melhores condições para o crescimento econômico e trazendo maior segurança jurídica para as indústrias frente às relações de trabalho. Dentre os dispositivos da lei constam a permissão da redução de jornada de trabalho e de salário, suspensão temporária do contrato de trabalho e ampliação do Lay-Off 
  • Piso Regional/ Em conjunto com o Conselho de Articulação Parlamentar (Coap) e demais entidades federativas, foi apresentada aos deputados estaduais a posição da indústria com relação ao Piso Regional na busca pela sua extinção ou congelamento. Foi entregue ao Governo do Estado do RS estudo econômico demonstrando que o Piso Regional não promove crescimento econômico e desenvolvimento do mercado de trabalho. Resultou no reajuste zero do Piso em 2020, mantendo-se os mesmos valores de 2019
  • Material sobre a Lei Geral de Proteção de Dados/ Em conjunto com a Unidade Sindical (Unisind), o Contrab elaborou material com orientações (forma on-line e física) sobre a Lei Geral de Proteção de Dados, apresentando diretrizes a serem seguidas para uma eficaz implementação da LGPD nas empresas
  • Lei Geral de Proteção de Dados: os impactos nas relações de trabalho/ O Contrab, em parceria com a Unisind, Copemi e Conlider, promoveu o segundo evento sobre a Lei Geral de Proteção de Dados, com a análise dos possíveis impactos que a LGPD pode causar nas relações de trabalho e orientando as empresas na condução dos processos de implantação. Foi transmitido de forma on-line, no dia 4 de novembro, e teve 1.080 visualizações
  • Como a sua empresa deve se preparar para a LGPD/ Numa parceria do Contrab, Unisind, Copemi e Conlider, o evento sobre a LGPD buscou sanar as dúvidas das empresas, bem como proporcionar mais conhecimento e informação sobre o tema. Dia 1º de outubro, transmitido na forma on-line com 2.500 visualizações
  • As Relações do Trabalho Pós-Pandemia/ O seminário do Contrab, em parceria com a Unisind, na modalidade híbrida, teve como objetivo trocar experiências sobre as perspectivas para o futuro das relações de trabalho, bem como tratar das medidas tomadas pelo governo visando a reduzir os impactos da pandemia nas relações de trabalho entre empregado e empregador. O evento, com a presença do presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, ocorreu em 3 de dezembro, com 49 participações presenciais e 230 na forma on-line
  • Recontratação de empregados antes de 90 dias/ Trabalho em busca de medidas para amenizar os impactos da pandemia para as empresas. Com a publicação da Portaria n° 16.555/2020, passou a ser permitida, durante o estado de calamidade pública, a recontratação pelas empresas dos empregados demitidos sem justa causa, antes do prazo de 90 dias, desde que mantidos os mesmos termos do contrato rescindido, ou seja, mesmo salário, cargo e benefícios
  • Trabalho aos domingos e feriados/ Com a publicação da Portaria nº 19.809/2020, ampliou-se o rol de atividades para o trabalho aos domingos e feriados, sem necessitar de autorização temporária para esse fim, nem de negociação coletiva>    Programa
  • Descomplica Trabalhista/ Acompanhamento da criação do programa  que tem como objetivo eliminar a burocracia para a geração de oportunidades, revogando dispositivos e modernizando normas já existentes. O programa já contou com a revogação de 48 atos obsoletos do Ministério da Economia
  • Dedução das contribuições previdenciárias dos 15 primeiros dias de afastamento do empregado contaminado pelo coronavírus/ Através da Lei nº 13.982, de 2 de abril de 2020, foi permitida a dedução das contribuições previdenciárias dos 15 primeiros dias de afastamento do empregado contaminado pelo coronavírus, por três meses. Além dessa conquista, o Contrab continua trabalhando pela ampliação desta dedução
  • Piso Salarial do Engenheiro/ Acompanhamento da tramitação do Projeto de Lei nº 3.451/2019, que revoga a Lei nº. 4.950-A, de 22 de abril de 1966, a qual dispõe sobre o Piso Salarial do Engenheiro, dentre outros. O Projeto de Lei decorre de pleito industrial, encampado pelo Contrab, que levou ao deputado federal Ubiratan Antunes Sanderson (PSL/RS)
  • Simplificação da legislação que trata dos Planos de Prevenção e Combate a Incêndio/ Articulação com Corpo de Bombeiros Militar RS (CBMRS) e entidades representativas para a prorrogação do prazo na adequação de edificações existentes públicas ou privadas à Lei n° 14.376/2013 (Lei Kiss)

Principais representações

  • Conselho de Relações do Trabalho e Desenvolvimento Social da CNI – Guilherme Scozziero Neto
  • Comissão Tripartite e Paritária de Emprego do Estado do Rio Grande do Sul - Representante Thômaz Nunnenkamp
  • Conselho Estadual de Plano de Prevenção e Combate a Incêndio - Thômaz Nunnenkamp

GESTÃO 2017/2020

Coordenador: Thômaz Nunnenkamp

Vice-coordenador: Guilherme Scozziero Neto

Conselheiros: Alessandra Lucchese, Alfeu Dipp Muratt, Aline Silva, Ana Cristina M. C. Quevedo, Angela Grando Veit, Angelo Garbarski, Ângelo Rogério Meneghetti, Antonino Germano, Arildo Bennech de Oliveira, Áurea Helena K. Binz, Benoni Rossi, Boris Paulo dos Santos Junior, Bruno Milano Tricerri, Cássio Frederico Molz, César Sostizzo, Claudino João José Simon, Daniela Peccati dos Santos, Diego Martignoni, Edson Morais Garcez, Eduardo Rissi, Eliana Fialho Herzog, Eliseu André Ferrigo, Euclécio Zanetti, Fernando Artur Kerber, Fernando Gonçalves Amaral, Flávia Peil Perotti, Gabriela Santurio, Gelson Azevedo, Gilberto Brocco, Giovane Motta de Castro, Giovani Baggio, Gisele de Morais Garcez, Gustavo Juchem, Gustavo Souto Polese, Ivânio Angelo Arioli, Jacinta Sidegum Renner, Jaime Bellicanta, Joni Alberto Matte, José Geraldo Brasil, José Paulo Grings, José Pedro Pedrassani, José Pedro H. Schroeder, Juarez José Piva, Julio Carlos Cardoso Kirchhof, Júlio Ricardo Andrighetto Mottin, Kelen Oliveira Wahast, Leandro Custódio, Lisiane Vieira Mariense, Luciano Araújo dos Santos, Luciano Da Cas Sima, Luiz Carlos Martins da Silva, Maikel Ribeiro Kirsch, Marco Antônio A. de Lima, Marcos Giovane Rutsatz, Miriam Cischini, Nerison Antônio Paveglio, Patrícia Cardoso Rosa, Patrícia Mânica Ortiz, Paulo Missão, Paulo Roberto Tramontini, Renan Schwengber, Renata Kerkhoff, Reomar Angelo Slaviero, Ricardo Abel Guarnieri, Rogério Luiz Balbinot, Rosângela Benetti Almeida, Sérgio Ussan, Sérgio Armando de Almeida Welter, Ubirajara Terra, Vitor Hugo Facchin, Vitor Hugo P. Tricerri, Vittorio Antônio S. Ardizzone e Volker Lübke

GESTÃO 2020/2023

Coordenador: Guilherme Scozziero Neto

Vice-coordenador: Sérgio de Bortoli Galera

Conselheiros: Alessandra Lucchese, Alfeu Dipp Muratt, Ana Cristina Marques Cardoso Quevedo, Angelo Garbarski, Antonino Germano, Benôni Canellas Rossi, Boris Paulo dos Santos Junior, Bruno Milano Tricerri, César Augusto Sostizzo, Claudio F. C. Raiter, Daniela Peccati dos Santos, Diego Martignoni, Edson Morais Garcez, Eduardo Rissi, Eliana Fialho Herzog, Eliseu André Ferrigo, Fernando Gonçalves Amaral, Gabriela Rita Santurio Pisorno, Gelson de Azevedo, Giovane Motta de Castro, Giovani Baggio, Gisele de Morais Garcez, Gustavo Juchem, Gustavo Souto Polese, Jacinta Sidegum Renner, Jaqueline Taschetto, José Pedro Pedrassani, José Pedro Hentschke Schroeder, Leandro Custódio, Maikel Luis Ribeiro Kirsch, Marco Antônio de Lima, Marcos Giovane Rutsatz, Miriam Felicidade Cischini, Patricia Mânica, Paulo Roberto Tramontini, Paulo Toshio Missao, Renan Schwengber, Renata Kerkhoff, Ricardo Abel Guarnieri, Rogério Luiz Balbinot, Rosangela Benetti Almeida, Sérgio Armando de Almeida Welter, Sérgio Luiz de Macedo Ussan, Sofia Copé Heller Michel, Suzete Araujo Leal, Tais Regina Ruschel, Thômaz Nunnenkamp, Vinicius Klein, Vitor Hugo Facchin, Volker Lübke

Identifica e acompanha as oportunidades e ameaças do comércio exterior, sugerindo ações estratégicas que estimulem a competitividade das indústrias


 

Principais ações

  • Reuniões/ Foram 10 reuniões com foco em defesa de interesses do setor exportador em discussões de assuntos estratégicos como os impactos da pandemia no comércio exterior, equilíbrio cambial, acordos internacionais, defesa comercial, desoneração tributária, políticas de comércio exterior, facilitação do comércio, entre outros

    Convidados especiais nas reuniões do Conselho 
      Superintendente dos Portos RS, Fernando Estima
      Cônsul do Japão no RS, Takashi Yokoyama 
      Cônsul dos Estados Unidos no RS, Shane Christensen 
      Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rodrigo Lorenzoni
      Embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybáñez 
      Subsecretário da Receita Estadual, Ricardo Neves
      Gerente de Negociações Internacionais da CNI, Fabrizio Panzini

  • Barreiras Não Tarifárias na Argentina/ Identificação das demandas das indústrias gaúchas para encaminhamento às autoridades argentinas para liberação de licenças não automáticas nos prazos estabelecidos pela OMC
  • Eliminação da Incidência tributária para envio de amostras sem valor comercial/ Articulação para garantia da isenção tributária para envio de amostras de couro sem valor comercial
  • Estudo sobre os custos de capatazia do valor aduaneiro/ Parceria com a CNI para desenvolvimento de estudo com vistas à defender a retirada do custo de descarga nacional da mercadoria (capatazia) da composição do valor aduaneiro 
    na base de cálculo do Imposto de Importação (II)
  • Pleitos bem-sucedidos com o intuito de amenizar o impacto da pandemia da Covid-19/ Ampliação do prazo para contratação e liquidação dos contratos de câmbio de ACC e ACE; Prorrogação do prazo dos atos concessórios e 
    solicitações dos regimes aduaneiros Drawback, Recof e Recof-Sped que vencerão até 2020
  • Reunião com embaixador dos Estados Unidos no Brasil/ O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, que esteve na FIERGS no dia 19 de novembro de 2020 para discutir a relação dos Estados Unidos com o Rio Grande do Sul, comentou que há espaço para ampliar o lastro econômico e de desenvolvimento entre o Brasil e os Estados Unidos, e valorizou a relevância de um acordo comercial entre os dois países. Além do embaixador e do presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, participaram presencialmente do encontro, o cônsul geral em Porto Alegre, Shane Christensen, e o coordenador do Conselho de Comércio Exterior da FIERGS, Aderbal Lima, que, na sequência, coordenou uma reunião virtual com industriais do Rio Grande do Sul 
  • Encontro de Lideranças Setoriais com o embaixador da Argentina no Brasil / O novo embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, se reuniu com industriais gaúchos na sede da FIERGS no dia 30 de outubro. Scioli abordou as posições oficiais sobre a economia de seu país, política e comércio da relação bilateral em reunião liderada pelo Coordenador do Concex, Aderbal Lima

  • Debate virtual sobre a relação econômica e comercial entre Brasil e Chile/ O embaixador do Chile no Brasil, Fernando Schmidt, e o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry debateram, no dia 29 de setembro, o cenário bilateral e a relação política, conômica e comercial entre os dois países. Também falaram dos ganhos que ocorrerão após a ratificação do acordo de livre comércio entre o Brasil e o Chile

 

  • Empresários brasileiros e argentinos reforçaram interesse comercial entre os dois países – Missão à Argentina/ Além do presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, a delegação brasileira em Buenos Aires contou com outras lideranças empresariais gaúchas e representantes do governo do Estado e da Assembleia Legislativa. A programação na capital argentina buscou compreender o atual cenário político e econômico naquele país a fim de preparar uma missão empresarial e governamental do Rio Grande do Sul no segundo semestre de 2020
  • Webinar de Operações de Comércio Exterior/ A Subsecretaria de Operações de Comércio Exterior (Suext), da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia realizou de forma virtual o evento que apresentou aos exportadores e importadores do RS as principais mudanças promovidas pelo governo no âmbito do comércio exterior destacando os avanços do Programa Portal Único de Comércio Exterior
  • Webinar Apex- Região Sul: O caminho para 2021- Transformando necessidade em oportunidade/ Sob a liderança da Apex Brasil em parceria com as Federações da região sul, FIERGS, FIEP e FIESC, aconteceu no dia 23 de outubro um webinar com a palestra do coordenador do Conselho de Comércio Exterior da FIERGS, Aderbal Fernandes Lima, entre outros convidados
  • Cônsul dos Estados Unidos/ O cônsul dos Estados Unidos no Rio Grande do Sul, Shane Christensen afirmou em reunião do Concex no dia 27 de agosto que chega otimista com a possibilidade de iniciar o fortalecimento das relações entre os EUA e o RS, cuja corrente de comércio superou os US$ 2,7 bilhões em 2019 e, para isso, conta com a parceria da FIERGS
  • Embaixador do Brasil nos EUA/ Depois de ter seu nome aprovado por unanimidade na Comissão de Relações Exteriores do Senado para ocupar o cargo de futuro embaixador do Brasil nos Estados Unidos, o diplomata gaúcho Nestor Forster esteve na FIERGS no dia 14 de fevereiro. Foi a primeira entidade empresarial do país que Forster visitou depois de passar pela sabatina dos senadores. Na ocasião foi recebido pelo Vice-Presidente, Cezar Luiz Müller

RELAÇÕES BILATERAIS

Ao longo de 2020 a FIERGS recebeu embaixadores, cônsules e outras autoridades diplomáticas de nove países: África do Sul (virtual), Argentina (presencial), Canadá (presencial), Chile (virtual), Coreia do Sul (presencial), Etiópia (presencial), Estados Unidos (presencial), Japão (presencial) e Uruguai (presencial).

Representações

  • Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex)/ Instituição de caráter técnico desenvolve atividades relativas a pesquisas, estudos, formação de pessoal, informação, divulgação e assistência técnica no campo de comércio exterior
  • A Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB)/ Entidade privada, sem fins lucrativos, congrega e representa o segmento empresarial de exportação e importação de mercadorias e serviços, bem como as atividades correlatas e afins.
  • Coalizão Empresarial Brasileira (CEB)/ Formada por entidades de classe, como associações, federações e sindicatos, e por empresas de diferentes setores, a CEB reúne mais de 170 membros interessados em influenciar as estratégias brasileiras de integração internacional
  • Coalização Empresarial para Facilitação de Comércio e Barreiras (CFB)/ Reúne cerca de 80 representantes do setor industrial com o objetivo de promover melhorias nas operações aduaneiras e na política comercial brasileira 
  • Aliança Pró-Modernização Logística do Comércio Exterior (Procomex)/ Reúne instituições do setor produtivo, instituições governamentais e entidades do poder público, organismos internacionais, organizações não governamentais, especialistas e agentes do comércio exterior
  • Comissão Local de Facilitação de Comércio (Colfac) de Uruguaiana/ A FIERGS é a representante dos interesses dos exportadores e importadores
  • Câmara Temática do Mercosul e do Comércio Exterior/ No âmbito da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Estado avalia e discute temas pertinentes à competitividade de produtos agropecuários no exterior
  • Comissão de Combate à Informalidade da Fecomércio-RS/ Proposição de ações educativas e de repressão contra a pirataria e a informalidade no RS atuando em conjunto com o Governo Estadual, municipais e o Ministério Público 
  • Conselho do Prêmio Exportação RS/ Reconhecimento à competência e à visão estratégica das empresas gaúchas com atividades exportadoras de bens ou produtos, fabricados e/ou comercializados no Estado 

RESULTADOS E AÇÕES DESENVOLVIDAS PELA GERÊNCIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS E COMÉRCIO EXTERIOR (GEREX)

Atendimento a mais de 3.000 empresas de distintos setores da economia gaúcha e nacional, por meio de projetos, eventos e da prestação de serviços de internacionalização de empresas, como foco nas exportações. Dentre os principais eixos de ações destacaram-se a promoção comercial, capacitação e sensibilização exportadora, inteligência comercial, assessoria em comércio exterior, emissão de documentos e certificados de exportação e importação

Promoção Comercial
Foram oito grandes ações em 2020. Realizadas missões para Europain, Estados Unidos e Argentina

Rodadas de Negócios para os setores da madeira, moda, higiene e cosméticos e cacau 
Rodada Internacional na 29ª Feira Mercopar, que gerou 96 reuniões entre 52 empresas exportadoras brasileiras e 53 compradores estrangeiros de oito países da América Latina, resultando no fechamento de mais de R$ 25 milhões, somando os negócios concluídos diretamente na feira e as expectativas para os próximos 12 meses. A iniciativa aconteceu de forma inédita por meio de uma plataforma de matchmaking virtual, bem como contou com um estande de atendimento na feira, evitando-se as reuniões presenciais por causa da pandemia. Mais de 200 empresas foram diretamente beneficiadas pelas ações de promoção comercial. Adicionalmente, a Gerex proporcionou a participação de empresários gaúchos na Business Connection Brazil

Inteligência Comercial
Elaboração de 31 estudos de inteligência competitiva para empresas de diversos portes e setores, como cervejarias, metalmecânico, têxtil, vestuário e moda, alimentos e bebidas, médico-hospitalar, software, entre outros. Os estudos contemplam entregas de diferentes complexidades e objetivos de forma customizada para atender as demandas de exportação das empresas e da tomada de decisão estratégica das empresas. Adicionalmente, a Inteligência Comercial desenvolveu o Mapa de Oportunidades Mundial e o Mapa de Oportunidades da União Europeia, ambos para as indústrias do RS e disponíveis no site da FIERGS

Capacitação
Foram realizados 30 Cursos, Webinars e atividades de Ensino a Distância nos seguintes temas principais: crédito e financiamento às exportações, incoterms, e-commerce e novas tecnologias de comércio eletrônico para acesso a mercados, design e embalagem, barreiras ao comércio internacional, exportação e importação passo-a-passo, drawback, planejamento estratégico, marketing internacional, Ata Carnet, formação de preço e procedimentos de exportação, como exportar e investir em mercados internacionais, entre outros. Mais de 700 pessoas foram capacitadas

Documentos e Certificados de Exportação e Importação
Emissão de Certificados de exportação e importação para 2.550 empresas diferentes. Dentre os principais documentos emitidos estão os Certificados de Origem, Livre Venda, Atestados de Não-Similaridade Importação, Ata Carnet e outras versões especiais. Estes certificados garantiram o acesso da indústria gaúcha ao mercado internacional pela oferta de instrumentos de competitividade e redução de custos de tarifas e impostos

Posto de Emissão de Certificado Digital
A FIERGS reabre o seu Posto de Emissão de Certificado Digital, e pessoas físicas e jurídicas agora contam com o serviço de emissão do documento na sede da entidade. O serviço está localizado na Gerência de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Gerex), no Bloco 2, térreo

Parcerias Estratégicas e Cooperação Internacional
Foram estabelecidas 27 parcerias estratégicas por meio de convênios com a CNI, Apex, Governo do Estado do RS, Sebrae-RS, Associações Comerciais Industriais (ACIs), Unidades de Emissão de Certificados de Origem (UECOs) e a Coface. 

A Gerex é parceira da Confederação Nacional da Indústria e integra a Rede de Centros Internacionais de Negócios da Confederação Nacional da Indústria por meio do seu Centro Internacional de Negócios-RS. Este convênio permite uma 
atuação em Rede Nacional e a participação de Editais para projetos e ações de internacionalização, com foco em capacitação, inteligência comercial, e promoção comercial. Ações como Hannover, Mercopar, e SIAL fazem parte desta parceria

  • Parceria Gerex com o Sebrae-RS/ Realização da Rodada Internacional Mercopar, da oferta de cursos de capacitação, e  pela aprovação do Edital CNI-Sebrae de Internacionalização que culminou na apresentação do Projeto “Trilha de Internacionalização” voltado para às Micro e Pequenas Empresas dos setores de alimentos e bebidas e metalomecânico

Com o Governo do Estado do RS, por meio da Sedetur, foi renovado o Termo de Cooperação com o escopo de garantir o planejamento e execução de ações e atividades que oportunizem a elaboração de políticas, programas e projetos de desenvolvimento de melhoria da competitividade das diversas cadeias produtivas gaúchas, de promoção comercial e de atração de investimentos

Convênio de Cooperação com a Coface Brasil
Dentre as entregas estão relatórios de risco país e cliente no exterior, cobranças internacionais e seguro de crédito a exportação 

OUTRAS INICIATIVAS 

  • Panorama de Comércio Exterior do Rio Grande do Sul/ Material elaborado pelo Concex que apresenta o ranking dos principais países exportadores e importadores do mundo, balança comercial do Brasil e RS, principais parceiros comerciais do RS, entre outras informações relevantes para o comércio exterior do Brasil e RS. O Panorama é atualizado anualmente e distribuído aos integrantes do Conselho e público em geral
  • Indicador de Desempenho Exportador de Manufaturados/ Mensalmente são atualizadas informações sobre a evolução das exportações gerais, dos produtos manufaturados MDIC e dos produtos manufaturados selecionados dos últimos 10 anos; a variação dos produtos manufaturados selecionados e a participação dos produtos manufaturados selecionados na pauta exportadora geral e de manufaturados do RS
  • Informe de Comércio Exterior/ Desde agosto o Concex elabora o Informe de Comércio Exterior, cujo objetivo principal é disseminar conteúdos relevantes para os membros do Conselho de Comércio da FIERGS, com notícias e informações das principais pautas discutidas no Conselho
  • Acompanhamento e análise dos acordos comerciais internacionais/ O acompanhamento das negociações internacionais é estratégico para a indústria do Rio Grande do Sul. Neste momento, aguarda-se a assinatura dos acordos do Mercosul com União Europeia e EFTA, e acompanha-se a negociação dos acordos com Canadá, Cingapura, Coreia, Líbano, México e Tunísia

GESTÃO 2017/2020

Coordenador: Cezar Luiz Müller 

Vice-coordenador: André Meyer da Silva 

Diretores Conselheiros: Aderbal Fernandes Lima, Amadeu Pedrosa Fernandes, Daniela Aesse Kraemer, Iraní Tadeu Cioccari, José Augusto Peter Vaniel, José Carlos Estefenon, Marcus Coester, Norberto Luiz Pasqualotto, Reomar Angelo Slaviero, Ricardo José Wirth e Torquato Ribeiro Pontes Netto

Conselheiros: Ayrton Ramos, Bernard Kats, Carlos Sehn, Cleomar Prunzel, Denise Focardi Cardoso Gallio, Duílio Weissheimer De La Corte, Elias Kerpen, Embaixador Jorge Carlos Ribeiro, Frederico Luiz Behrends, Haroldo Ferreira, Hélio Henkin, Humberto Repetto, Ivo Piccinini, João Carlos Becker, Jorge Carlos Ribeiro, José Antônio Alberici Filho, Jose Luis Kralik, Joselito Gusso, Ladislau Boes, Laura de Leo Irigaray, Lisiane Kunst, Karina Dalmas, Marcio Guerra, Mario Bernd Neto, Mauricio Tavares, Mauro Bellini, Miguel Fayet Trein, Milene Goulart, Paulo Marcelo Tigre, Renê Wlach, Reni Basei, Roberto Gräf, Rodrigo Assem Nóbrega, Rodrigo Benini, Rodrigo Zereu, Sérgio Bolzan Panerai, Secretário Ruy Irigaray, Valmor Thesing e Vânia Selgen 

GESTÃO 2020/2023

Coordenador: Aderbal Fernandes Lima

Vice-coordenador: Amadeu Pedrosa Fernandes

Diretores Conselheiros: André Meyer da Silva, Celso Theisen, Cezar Luiz Müller, Daniela Aesse Kraemer, José Augusto Peter Vaniel, Mauro Gilberto Bellini, Ricardo José Wirth, Rui Mendonça Junior e Torquato Ribeiro Pontes Netto

Conselheiros: Ayrton Pinto Ramos, Carlos Sehn, Cleomar Prunzel, Daniela Stumm Cardeal de Souza, Denise Focardi Cardoso Gallio, Duílio Weissheimer De La Corte, Eduardo Lucas Sperb, Elias Kerpen, Frederico Behrends, Haroldo Ferreira, Hélio Henkin, Humberto Repetto, Ivo Rodolfo Piccinini, Embaixador Jorge Carlos Ribeiro, José Luís Kralik, Joselito Gusso, Karina Dalmás, Laura Alves de Mello, Luiz Carlos Pereira da Silva, Mário Bernd Neto, Miguel Fayet Trein, Milene Silva Goulart, Renê Wlach, Reni Basei, Rodrigo Assem Nóbrega, Rogério De Antoni, Rosana Pasini, Secretário Rodrigo Lorenzoni (Suplente: Leonardo Neves) e Valmor Thesing

Alinhado à agenda de Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) da Confederação Nacional de Indústria (CNI), atua sob a visão de um agente catalisador de iniciativas privadas e de articulação com os atores da tripla hélice


 

Principais ações

Atuou na promoção e defesa de interesses da indústria do RS na área de inovação por meio de reuniões, seminários e eventos no Rio Grande do Sul, reunindo indústrias, empreendedores, entidades do Sistema FIERGS, representantes do 
Poder Público Municipal, Estadual e Federal, universidades e centros de conhecimento e outras representações da sociedade relacionadas ao tema da inovação, através dos seguintes eixos:

  • Políticas Públicas de Apoio à Inovação
  • Cooperação Indústria-Universidade-Startups
  • Indústria 4.0
  • Talentos para Inovação
  • Clusters e Arranjos Produtivos

 

  • Promoção e realização do evento Jornada 4.0 na Mercopar/ Em Caxias do Sul, no mês de novembro, visou demonstrar os impactos e oportunidades da quarta revolução industrial para a indústria, por meio de demonstração das tecnologias habilitadoras disponíveis através de fornecedores e integradores, cases de indústrias que já aplicaram células de produção no conceito da indústria 4.0, e demonstração de startups em operação com soluções voltadas à temática

 

  • Estímulo às parcerias públicas e privadas/ Empresa - universidades públicas e privadas e institutos de ciência, tecnologia e inovação para o desenvolvimento de atividades pesquisa e desenvolvimento (P&D)
  • Projeto Encadeamento Produtivo Indústria + FIERGS, Piloto Setor Metalmecânico/ Apresentação dos resultados do trabalho ao Governo do Estado foi feita em janeiro e teve como objetivo ampliar as alternativas para aquisição de materiais, matérias-primas e serviços
  • Bate-Papo com Instituições Financeiras/ Realização do evento no mês de maio, em parceria com o Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC), para apresentação da Financiadora de estudos e Projetos (Finep) sobre as linhas de financiamento para inovação, com ênfase na de Reconversão Industrial
  • Encontro online com Finep/ Em junho, com  o apoio do NAC, para apresentação do edital dos recursos não reembolsáveis para desenvolvimento de soluções em inovações, visando o combate à pandemia da Covid-19, lançado pela instituição
  • Participação no Pacto Alegre/ Que tem como proposta articular com entidades de classe, iniciativa privada, poder público e sociedade para realização de projetos transformadores e com amplo impacto para a cidade de Porto Alegre, criando condições para que a cidade se transforme em um polo de inovação, atraindo investimentos e estimulando empreendedorismo, em vários segmentos
  • Rede RS Indústria 4.0/ Execução de atividades e reuniões na iniciativa que reúne entidades, universidades e governo em prol do desenvolvimento das indústrias do Estado, na temática da indústria 4.0, e conectando aos fornecedores de tecnologia que possuem soluções
  • Marco Legal do RS/ Proposições e fóruns de discussão para aperfeiçoamento dos mecanismos por meio do eixo Políticas Públicas de apoio à Inovação
  • Representatividade/ Em Fóruns Legais e Institucionais na área de Ciência, Tecnologia e Inovação
  • Comitê Estratégico do Programa Inova RS/ Participação institucional no movimento liderado pelo Governo do Estado, que visa a incluir o RS no mapa global da inovação a partir da construção de parcerias estratégicas entre atores da quádrupla hélice da inovação
  • Programa Startup Lab + Hélice/ Participação institucional em parceria com o Instituto Hélice da Serra Gaúcha, que tem como objetivo apresentar um plano de retomada econômica colocando a inovação no centro da estratégia de desenvolvimento local, e visa a fortalecer o ecossistema empreendedor gaúcho, com foco na inovação aberta e intensiva em conhecimento, promovendo a conexão entre grandes empresas e startups do Estado. O programa, cuja coordenação ocorre sob a supervisão da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia- Sict, foi formalizado em setembro de 2020, a partir da publicação do decreto nº 55.475 e lançado na Mercopar em novembro de 2020

RESULTADOS

  • Viabilizou a conexão da indústria com novos mercados
  • Constituição de parcerias estratégicas para a indústria
  • Estímulo à cooperação entre universidade-empresa
  • Defesa de interesses e promoção da competência da indústria 
  • Atuação em processos de atração de investimentos para o Estado constituiu
  • Fórum permanente de discussões sobre os temas relacionados à inovação e tecnologia no âmbito do Sistema FIERGS

 
GESTÃO 2017/2020

Coordenador: Daniel Raul Randon

Vice-coordenador: Ricardo Menna Barreto Felizzola

Conselheiros: Aderbal Fernandes Lima, Alessandro Cauduro Lima, Alexandre Peteffi, Ana Paula Matei, Antônio Carlos Petersen Xavier, Ayrton Pinto Ramos, Bernardo Ronchetti, Carlos Artur Trein, Carlos Eduardo Aranha, Carlos Pretto Martini, Cristiani Reimers, Daniel Pedro Puffal, Danúbia Bueno Espíndola, Eduardo Marckmann, Eduardo Renato Kunst, Evaristo Delfino Silveira Paim Filho, Fabiola Eggers, Fernando Thome Kreutz, Filipe Schmitt, François Holl, Gleverton de Munno, Helio Leães Hey, Hernane Kaminski Cauduro, Isabel Grunevald, João Carlos Deschamps, João A. Pêgas Henriques, José Geraldo Brasil, José Luis Duarte Ribeiro, José Luiz Bozzeto, Josiele Stuani, Juliano Colombo, Juliano Rodrigues Gimenez, Leonardo Reichow, Luiz Carlos Pereira da Silva, Luiz Carlos Pinto, Luís da Cunha Lamb, Luiz Ildebrando Pierry, Marcelo Sperb, Marcio Roberto Machado da Silva, Marcos Osmar Arend, Marcos Rebello Dillenburg, Marcus Coester, Maria Isabel de Toledo Andrade Cunha, Mariana de Freitas Dewes, Marli Elizabeth Ritter dos Santos, Marlos Davi Schmidt, Mathias Elter, Natalie Ardrizzo, Newton Mario Battastini, Odir Antônio Dellagostin, Oldemar Plantikow Brahm, Paulo Mattioda, Regis Sell Haubert, Roberta Ramos, Rodrigo Araujo Real, Rosana Casais, Thaise Graziadio, Vinicius Farias Campos, Walter Lidio Nunes, Walter Rauen de Souza, Wendel Naum Passarin

GESTÃO 2020/2023

Coordenador: Daniel Martin Ely

Vice-coordenador: Marlos Davi Schmidt

Conselheiros: Aderbal Fernandes Lima, Ana Paula Matei, Artur Roberto de Oliveira Gibbon, Ayrton Pinto Ramos, Carlos Artur Trein, Carlos Eduardo Aranha, Cristian Schlindwein, Everton Marcelo Kuver, Gleverton de Munno, Hernane Kaminski Cauduro, José Fernando Cesar de Mattos, Juliano Colombo, Luiz Carlos Pinto, Luís da Cunha Lamb, Márcio Pires, Marcos Rebello Dillenburg, Néstor Fabián Ayala, Newton Mario  Battastini, Odir Antônio Dellagostin, Regis Sell Haubert, Thaise Graziadio, Thomas Job Antunes, Walter Rauen de Souza

Composto pelos grupos temáticos de Energia e Telecomunicações; Saneamento e Irrigação e Logística e Transporte, atua nas demandas de infraestrutura regional junto às instâncias municipal, estadual e federal


 

Ações permanentes

  • Agências Reguladoras/ Defesa da autonomia financeira e de gestão das agências Reguladoras Estaduais e Federais  
  • Aumento de recursos para obras de infraestrutura/ Atenção à destinação de recursos para obras de infraestrutura no Estado 
  • Programas de Concessões e privatizações/ Apoio às iniciativas em programas de parcerias público-privadas, concessões e/ou privatizações de aeroportos, rodovias, portos, ferrovias, saneamento e energia elétrica, emitindo alertas com respeito a necessidade de prever  projeto básico de engenharia e licenciamento ambiental nestas iniciativas

Ações específicas

  • Novo Marco Legal do Gás Natural/ Foram intensificadas ações junto a bancada gaúcha para garantir a aprovação do Projeto na Câmara, em 01/09/2020, e no Senado, em 10/12/2020, o qual prevê abertura de mercado do gás natural  com aumento da concorrência e expectativa de gerar mais disponibilidade do produto a preços competitivos.  O PL sofreu alterações no Senado e voltou para a Câmara dos Deputados
  • Novo Marco Legal do Saneamento Básico/ Ação de influência junto aos membros da bancada gaúcha para a aprovação do Novo Marco Legal do Saneamento Básico do país, aprovado em 24/06/2020, cuja previsão é levar agua potável a saneamento básico a mais de 90% da população até 2033 entre outros, com investimentos na ordem de 700 bilhões de reais. Esforços também ao pedido de apoio aos membros da bancada gaúcha para aprovação da manutenção dos vetos à Lei do Saneamento Básico 

Representações

  • Conselho de Infraestrutura da CNI - Confederação Nacional da Indústria
  • Conselho de Consumidores de Energia (CEEE-D e RGE)
  • Conselho Rodoviário do DAER - Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem
  • Conselho Deliberativo do DMAE - Departamento Municipal de Águas e Esgotos
  • Comissão de Acompanhamento Estratégico do PELT/RS - Plano Estadual de Logística e Transporte/RS
  • Comissão de Obras Públicas da CBIC - Câmara Brasileira da Indústria da Construção
  • COPERGS- Comitê de Planejamento Energético do RS
  • COMERGS - Comitê de Planejamento de Mineração do RS
  • Fórum Industrial Sul
  • ABTP Sul - Associação Brasileira de Terminais Portuários
  • Fórum das Entidades de Engenharia do RS
  • Comitê de Rotas de Integração das Américas - CRIAS
  • Corsan
  • APA Banhado Grande
  • GT PCHs - Bacias Hidrográficas
  • Grupo de Trabalho Paritário (GPT) CCR Viasul e ANTT 

GRUPO TEMÁTICO DE LOGÍSTICA E TRANSPORTE

Ações permanentes

  • Custos logísticos e competitividade/ Atuação e proposição de ações sobre as causas diretas e indiretas que oneram o custo logístico na indústria

Ações específicas

  • Garantia da navegabilidade na hidrovia e operação portuária/ Intervenção junto ao governo federal/estadual e empresa Portos RS para priorizar obra de dragagem em pontos críticos na hidrovia e também quanto a homologação do canal de acesso ao porto de Rio Grande para 15m, ocorrida em 26 de outubro de 2020
  • Monitoramento de rodovias concedidas/ Convocação da CCR Via Sul para prestação de contas em obras de melhorias nas rodovias concedidas (BR101, BR448 e BR386)
  • Prolongamento da pista do Aeroporto Internacional de Porto Alegre/ Ações junto ao DEMHAB objetivando viabilizar a conclusão das obras de prolongamento da Pista do Aeroporto internacional de Porto Alegre
  • Instalações de proteções nos pilares das pontes sobre o Rio Guaíba/ Intervenção junto ao Ministério de Infraestrutura - Minfra, Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte - DNIT e Agência Nacional de Transporte Terrestre - ANTT visando providências para instalação de proteção nos pilares das duas pontes sobre o Rio Guaíba 
  • Hidrovias RS e empresa Portos RS/ Fortalecimento das ações da entidade Hidrovias RS no sentido de buscar uma gestão compartilhada da hidrovia gaúcha com o Governo do Estado visando atração de investimento;  manifestação de apoio com recomendações e sugestões de aperfeiçoamento com respeito  a criação da empresa Portos RS, que se ocupará de garantir a navegação pelas hidrovias e operação portuária
  • Modal Ferroviário/ Diante da oportunidade de antecipação da assinatura da renovação do contrato de concessão com a empresa Rumo, foram realizadas várias reuniões com a atual concessionária e também com parlamentares federais da bancada gaúcha visando alertar sobre a necessidade de garantir o cumprimento de compromissos em investimentos na recuperação da malha e dos ativos. A empresa apresentou um plano de modernização ferroviária que será analisado pela FIERGS e por outras entidades da indústria, agricultura e comércio
  • Segunda Ponte do Guaíba/ Ações junto à bancada gaúcha para garantia de recursos destinados à execução dos demais acessos pendentes no complexo viário da segunda ponte sobre o Rio Guaíba  
  • BR-116 Sul/ Ações conjuntas com demais entidades regionais e banca parlamentar gaúcha para a manutenção das verbas destinadas à execução das obras de duplicação da rodovia

GRUPO TEMÁTICO DE ENERGIA E TELECOMUNICAÇÕES

Ações permanentes

  • XIV Seminário de Telecomunicações Transformação Digital com conectividade/ Edição em ambiente virtual para um público de 226 internautas, abordou as transformações na cultura de uso das tecnologias e infraestrutura necessária para as mudanças provocadas pela pandemia e a importância da conectividade na produção indústria. O evento abordou soluções apresentadas pelo Senai na área de automação e o case John Deere no agronegócio
  • Geração Distribuída de Energia a partir de Fontes Renováveis/ O IV Fórum GD apresentou para mais de 700 pessoas, em um webinar e no evento principal na Mercopar 2020, em Caxias do Sul, os cenários e oportunidades na retomada da economia, com especialistas das fontes Pequenas Centrais Hidrelétricas-PCHs, Eólica, Biogás/Biometano e Fotovoltáica, debatendo soluções nas dimensões do planejamento da GD, armazenamento de energia e Cidades Inteligentes 

 

  • Obras de transmissão e distribuição/ Monitoramento do plano de ação nas obras sob o comando do Operador Nacional do Sistema Elétrico em curso no Estado

Ações específicas

  • Medidas para combater os impactos causados pela Covid-19/ Foram realizadas ações (reuniões e cartas) junto a ANEEL, RGE e CEEE visando mitigar o forte impacto negativo causado pela pandemia na produção industrial, tanto no mercado livre de energia como no mercado cativo
  • Demanda por Gás Natural no Estado/ Elaboração de relatório de demanda por GN no Estado e contratação de estudo, no âmbito do Fórum Sul, sobre oportunidades de revisão de contrato e tarifa nos estados do Sul
  • Candelária 2/ Ação junto a Transmissora de Energia Sulbrasileira S/A-TESB e RGE para conclusão e comissionamento da subestação Candelária 2 para garantir o abastecimento de energia às indústrias na região do Vale do Rio Pardo, a qual entrou em operação em 05/03/2020
  • Queda de energia/ Ação junto a RGE visando providências para estabilizar o fornecimento de energia às indústrias na região do Vale do Rio Pardo
  • Programa de Eficiência Energéticas das concessionárias de energia/ Abordagem relativo as ações da CEEE e RGE  voltadas  ao programa de Eficiência Energética
  • Gás Natural de Vaca Muerta/ Argentina - Sondagem a respeito do potencial de fornecimento para o RS de gás natural a partir da jazida de Vaca Muerta, na província de Neuquén, na Argentina

GRUPO TEMÁTICO DE SANEAMENTO E IRRIGAÇÃO

Ações permanentes

  • Universalização do saneamento/ Iniciativas para o desenvolvimento de um ambiente de negócios com segurança jurídica e transparência, oportunizando a ampliação da participação da iniciativa privada na prestação deste serviço

Ações específicas

  • Novo Marco do Saneamento/ Debates em torno dos desafios e as oportunidades decorrentes da aprovação do Novo Marco do Saneamento, ocorrido em 24/06/2020, o qual permitirá a participação da iniciativa privada nas licitações de obras e prestação dos serviços
GESTÃO 2017/2020

Coordenador: Ricardo Lins Portella Nunes

Vice-coordenador: Edilson Luiz Deitos

Conselheiros: Cylon Rosa Neto, Carlos da Silva Garcia, Edilson Luiz Deitos e Sergio Luiz Klein

GT ENERGIA
Coordenador:
Edilson Luiz Deitos
Vice-coordenador: Carlos Weinschenck de Faria 
Integrantes: Adib Paulo Abdalla Kurban, Adieci Vigannico da Silva, Alexandre Barcellos Ramos, Alexandre Jung, Anderson de Oliveira Curvello, André Rocha Vargas, Cristiano Bonato, Cristiano Roberto Fuchs Rickmann, Débora Presotto, Delcio Antonio Haupenthal, Eberson José Thimmig Silveira, Eduardo Knorr, Eduardo Tellechea Cairoli, Fábio Calvo Silva, Guilherme Sari, Humberto L. Alves Batista, Jairo Alberto Zandoná, Jefferson Lopes, Júlio Elói Hofer, Leandro Nascimento Silva, Marcelo Garcia da Silva, Marcelo Pires da Silva, Pablo Dias Moraes, Paulo Caldas Milano, Paulo Renato Menzel, Pedro Augusto Buttenberger, Renato Schmidt Barbosa, Ricardo Nino Machado Pigatto, Roberto Arsego Zuch, Thômaz Nunnenkamp, Ubirajara Terra, Vinicius Rigon e Vivian Fernanda dos Santos Siqueira Campos

GT TELECOMUNICAÇÕES
Coordenador:
Carlos da Silva Garcia
Vice-coordenador: Antônio Luiz Jardim Pereira
Integrantes: Alcyr Soares Cardoso, Alfredo Heinz, Ana Claudia Calderipe, Danilo M. Navarro Filho, Eduardo Teixeira, Fábio Bonadiman, Gelson Conte,Henrique Elias Pufal, Isidoro Barros Lopes, Ivan Maciel Treiguer, João Alberto Wickboldt, Katia Garbin, Laiana Elisa de Souza, Luciano Franz, Luiz Carlos Madruga,Márcio Martini, Marisa Bonow Lemieszek, Ney Silva, Oldemar Plantikow Brahm, Rafael André Baldo de Lima , Paulo Altmayer Gonçalves, Romano Tadeu Botin e  Stevan Grubisic

GT LOGÍSTICA
Coordenador:
Sérgio Luiz Klein
Vice-coordenador: Murilo Lacher Gechmann
Integrantes: Alex Maschio, Andreas Montag, Carlos Eduardo Pereira Campos, Daniel Lena Souto, Eudes Missio Antidis, Fernando Cavalcanti Bizarro, Fernando Ferreira Becker, Fernando Papisch Druck, Geraldo Luiz de Almeida, Ivan Rodrigues Faria, João Fortini Albano, José Luiz Rocha Paiva, Leodir Senger, Luciano Ost, Luiz Afonso dos Santos Jorge Senna, Luiz Dahlem, Luiz Shizuo Harayashiki, Marcos Picarelli Pereira, Paulo Renato Menzel, Roberto Carlos Hallal da Silva, Sérgio Armando Kirsch e Vilson Flores Busnello

GT SANEAMENTO E IRRIGAÇÃO
Coordenador:
Cylon Rosa Neto
Vice-coordenador: Odilon Menezes
Integrantes: Alexandre Cesar Beck de Souza, Carlos Alberto de Andrade Peixoto, Daniel Irigoyen Bolsoni, Edgar Hernandes Cândia, Eduardo Barbosa Carvalho, Eurico Estima Gerson Diefenthaler Herter, Jacques Adolphe Gastao Reydams, José Luiz Bortoli de Azambuja, Júlio Cesar Porciúncula da Silva, Luís Roberto Andrade Ponte, Marcus Vinicius Caberlon, Mélvis Barrios Júnior, Nanci Begnini Giugno, Paulo Afonso Tergolina, Pedro Augusto Buttenberger, Percy Antônio Pinto Soares, Pompílio Vieira Loguércio e Wolney Moreira da Costa

GESTÃO 2020/2023

Coordenador: Ricardo Lins Portella Nunes

Vice-coordenador: Edilson Luiz Deitos

Conselheiros: Cylon Rosa Neto, Carlos da Silva Garcia, Sergio Luiz Klein

GT ENERGIA E TELECOMUNICAÇÕES
Coordenador:
Edilson Luiz Deitos
Vice-coordenadores: Carlos Weinschenck de Faria e Carlos da Silva Garcia
Integrantes GT Energia: Adib Paulo Abdalla Kurban, Adieci Vigannico da Silva, Airton Zoch Viñas, Alexandre Barcellos Ramos, Alexandre Jung, Anderson de Oliveira Curvello, Cristiano Bonato, Cristiano Roberto Fuchs Rickmann, Débora Presotto, Delcio Antonio Haupenthal, Eberson José Thimmig Silveira, Eduardo Knorr, Eduardo Tellechea Cairoli, Fábio Calvo Silva, Guilherme Sari, Marcelo Garcia da Silva, Marcelo Pires da Silva, Pablo Dias Moraes, Paulo Caldas Milano, Paulo Renato Menzel, Ricardo Nino Machado Pigatto, Roberto Arsego Zuch, Thômaz Nunnenkamp, Vinicius Rigon e Vivian Fernanda dos Santos Siqueira Campos 
Integrantes GT Telecom: Alcyr Soares Cardoso, Antonio Luiz Jardim Pereira, Carlos Augusto Furst de Souza, Flaviano Morroni , Gelson Conte,  Ivan Maciel Treiguer, Ivonei Dores Lopes, Henrique Elias Pufal, Laiana Elisa de Souza, Márcio Martini, Marisa Bonow Lemieszek, Ney Silva, Oldemar Plantikow Brahm, Paulo Altmayer Gonçalves, Romano Tadeu Botin e  Stevan Grubisic

GT LOGÍSTICA E TRANSPORTE
Coordenador:
Sérgio Luiz Klein
Integrantes: Carlos Eduardo Campos, Daniel Lena Souto, Fernando Cavalcanti Bizarro, Fernando Ferreira Becker, Fernando Papisch Druck, Gabriel Baldissera Schuartz, Geraldo Luiz de Almeida, Ivan Rodrigues Faria, Jackson Roberto Santa Helena de Castro, João Fortini Albano, Luiz Afonso dos Santos Jorge Senna, Luiz Dahlem, Luiz Shizuo Harayashiki, Murilo Lacher Gerchmann, Paulo Renato Menzel, Roberto Carlos Hallal da Silva, Rodrigo Postiglione, Rogério da Silva Rodrigues, Ronei Diógenes Calgaro, Ruben Antonio Bisi, Sérgio Armando Kirsch, Vilson Flores Busnell e Wilen Manteli

GT SANEAMENTO E IRRIGAÇÃO
Coordenador:
Cylon Rosa Neto
Integrantes: Alexandre Cesar Beck de Souza, Daniel Irigoyen Bolsoni, Edgar Hernandes Cândia, Eduardo Barbosa Carvalho, Eurico Estima, Jacques Adolphe Gastao Reydams, José Luiz Bortoli de Azambuja, Júlio Moretti Gross, Luis Roberto Andrade Ponte, Marcus Vinicius Caberlon, Nanci Begnini Giugno, Odilon Alberto Menezes, Paulo Afonso Tergolina, Paulo Spencer Uebel, Percy Antonio Pinto Soares, Pompílio Vieira Loguércio, Ricardo Figueira Bidone e Silvio Luiz Salazar da Silva

Busca o aumento de competitividade da indústria aliada à sustentabilidade


 

Ações de representação junto ao Consema 

O Codema atua fortemente no Conselho Estadual de Meio Ambiente- Consema, ocupando a função de Presidente nas Câmaras Técnicas Permanentes de Mineração, Assuntos Jurídicos e Controle e Qualidade, e mantendo 
representante em todas as demais Câmaras Técnicas 

Resoluções aprovadas

  • Consema nº 419/2020, onde estabelece critérios e procedimentos para utilização de água de reuso para fins urbanos, industriais, agrícolas e florestais do Estado do Rio Grande do Sul
  • Consema n°421/2020, que autoriza, em caráter excepcional, o aumento de lotação de empreendimentos de suinocultura e avicultura de corte licenciados pelos municípios, em função dos efeitos da Pandemia de Covid-19 na cadeia de produção no Rio Grande do Sul
  • Consema n° 443/2020, que dispõe sobre procedimentos e critérios para a instalação e o licenciamento ambiental da atividade de geração de energia a partir da fonte eólica no Estado do Rio Grande do Sul 

Atos Normativos da Fepam 2020

  • Resolução do Conselho de Administração da Fepam n° 006/2020, altera a Resolução nº 005/2020 – Conselho de Administração da Fepam e amplia o prazo de prorrogação das licenças ambientais, certificados e autorizações por mais 30 dias corridos 
  • Instrução Normativa FEPAM Nº 4/2020 prorroga automaticamente os prazos da Instrução Normativa nº 001 de 30 de março de 2020, que dispõe sobre a suspensão dos prazos processuais relativos aos pedidos de licenciamento ambiental durante a vigência das disposições do Decreto Estadual nº 55.128, de 19 de março de 2020, alterações e atualizações posteriores no tocante aos efeitos e medidas decorrentes do Estado de Calamidade Pública causado pela COVID-19 (“novo Coronavírus”)

Agendas propositivas

  • Contribuições para o Plano Nacional de Resíduos Sólidos/ A FIERGS enviou ao Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, no dia 13 de novembro, as propostas da indústria gaúcha para aprimoramento do Plano Nacional de Resíduos Sólidos (Planares). Foram apresentadas 12 propostas para adequação de diretrizes e estratégias sobre temas relacionados à uniformização de instrumentos legais relacionados ao tema resíduos sólidos, integração de sistemas de informação, incentivos à prevenção da geração de resíduos e programas de simbiose industrial, logística reversa, aproveitamento energético de resíduos, educação ambiental e incentivos fiscais e tributários para cadeia da reciclagem, logística reversa e áreas contaminadas. O Planares foi submetido a etapa de consulta pública no período de setembro a novembro de 2020 e representa uma estratégia de longo prazo para operacionalizar as disposições legais, princípios, objetivos e diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos 
  • Alteração do Mapa de Diretrizes para Licenciamento Ambiental de PCHs no RS/ O Codema, em parceria com a Associação Gaúcha de PCH (AGPCH), apresentou no Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema) estudo específico sobre espécies migratórias de peixes na sub-bacia hidrográfica do rio Jacuizinho, localizado na Bacia Hidrográfica do Alto Jacuí.   O objetivo do estudo visa alterar o Mapa de Diretrizes para Licenciamento Ambiental de PCHs e CGHs no Estado do Rio Grande do Sul, que consta na Resolução Consema nº 388/2018, possibilitando a análise do licenciamento ambiental de PCHs e CGHs na sub-bacia do Rio Jacuizinho
  • Proposta de Atualização do Zoneamento Ambiental da Silvicultura/ Juntamente com outras entidades do setor produtivo,  o Codema apresentou no Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema) proposta para atualização do Zoneamento Ambiental da Silvicultura- ZAS. A atualização do ZAS tem como base a evolução de tecnologias e o acréscimo de informações e dados técnicos e científicos oriundos dos diversos programas de monitoramento realizados nos últimos 10 anos pelas empresas do setor de florestas plantadas, no âmbito das Licenças de Instalação e EIA/RIMA para a instalação da atividade de Silvicultura em Sistema de Integração, bem como a produção científica acadêmica e governamental em planejamento territorial e meio ambiente, oportunizam uma atualização de dados e análise dos parâmetros utilizados na definição dos limites de ocupação pela silvicultura no Estado e dos parâmetros de tamanhos dos maciços florestais

Promoção e defesa de interesse

  • Regulamentação para critérios e procedimentos para utilização de água de reuso/ O Codema coordenou o grupo de trabalho criado pela Câmara Técnica Permanente de Controle e Qualidade Ambiental do Consema, com o objetivo de criar norma com critérios e procedimentos técnicos para utilização de água de reuso para fins urbanos, industriais, agrícolas e florestais do Estado do Rio Grande do Sul. Com participação ativa, a indústria apresentou diversas contribuições para estabelecer padrões de qualidade que deverão ser atendidos e a periodicidade de monitoramento dos parâmetros, conforme a finalidade da água de reuso. Após o trabalho da Câmara técnica o Consema aprovou e publicou a Resolução Consema nº 419/2020 que trata do tema. A norma tem como finalidade fomentar a prática de reuso da água dentre os diversos setores
  • Desburocratização do Licenciamento Ambiental de extração de areia/ A FIERGS, juntamente com o Sindicato da Indústria da Mineração de Brita, Areia e Saibro do Estado do Rio Grande Do Sul (Sindibritas-RS), apresentou na câmara técnica de Mineração do Cosnema contribuições para a adequação nos critérios de licenciamento ambiental da atividade de lavra de areia e/ou cascalho. O Objetivo é aprimorar o licenciamento ambiental e promover a segurança jurídica para as atividades executadas pelo setor
  • Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental do banhado Grande/ Está em fase final de elaboração o Plano de Manejo da unidade de conservação da Área de Proteção Ambiental (APA) do Banhado Grande. O Codema participa ativamente na elaboração do plano de diretrizes para a presença de atividades econômicas relacionadas a agroindústria, indústria, mineração, construção civil  e silvicultura na unidade de conservação da Área de Proteção Ambiental do Banhado Grande. Durante as etapas de consulta pública, que foram realizadas por meio de reuniões virtuais, os representantes do setor industrial marcaram posição demostrando preocupação com possíveis impactos com medidas restritivas severas no território da APA e apresentam suas contribuições 

Ações em destaque

  • Prorrogação de prazos das licenças ambientais da Fepam / Em razão da pandemia de Covid-19 e seus efeitos em todos os setores da sociedade, visando igualdade de tratamento para cumprimento das obrigações impostas ao setor produtivo, o Codema buscou sensibilizar a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura para a prorrogação dos prazos de validade relacionados às licenças ambientais. Em atendimento à solicitação do Codema, foram publicadas diversas resoluções do Conselho de Administração da Fepam prorrogando por 30 dias as licenças ambientais, sendo que a última publicação foi a Resolução do Conselho de Administração da FEPAM n° 006/2020 para ampliar o prazo de prorrogação das licenças ambientais, certificados e autorizações até 19/12/2020. A partir desta ação, as licenças foram prorrogadas de maio até dezembro do corrente ano, sendo atendido o pleito do Codema 
  • Desburocratização do licenciamento ambiental de Parques Eólicos/ O Codema, em parceria com o Sindicato da Indústria de Energias Renováveis do Rio Grande do Sul (Sindienergia-RS), atuou ativamente na construção de norma para dar segurança jurídica, agilidade e desburocratizar o licenciamento ambiental de geração de energia eólica no RS. A norma foi aprovada por unanimidade em reunião plenária do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema) e publicada como Resolução Consema n° 443/2020, que dispõe sobre procedimentos e critérios para a instalação e o licenciamento ambiental da atividade de geração de energia a partir da fonte eólica no Estado do Rio Grande do Sul. A referida resolução conta com o aprimoramento de diversos dispositivos e mecanismos para o licenciamento ambiental, desde a definição dos estudos, tipos de licenças, ampliação e repotenciação de empreendimentos eólicos e casos em que são aplicados a compensação ambiental. A partir desta ação bem-sucedida, cria-se uma expectativa positiva que deve promover a atração de novos e significativos investimentos no RS para instalação de parques eólicos e, consequentemente, desenvolvimento do setor de geração de energias renováveis
GESTÃO 2017/2020

Coordenador: Walter Lídio Nunes

Vice-coordenador: Newton Mario Battastini

Conselheiros: Adolfo Antônio Klein; Alexandre Bugin; Ana Curia; Audrey Lemes Wonghon; Bibiane Paula Lavratti; Caio Sbruzzi; Cecília Giovanella Cecconi; Cezar Augusto Gazzaneo; Clóvis Zimmer; Cristiano Keil Gomes; Cristiano Weber; Daniela Stumm Cardeal de Souza; Darci José da Silva; Darlene Maria Fonseca Rodrigues; Diogo Carlos Leuck; Eduardo Allagyer Osorio; Eduardo de Maio Francisco; Eduardo Eugênio Assmann; Eduardo Rodrigues de Freitas Machado; Fabiana Figueiró; Felipe Bremm; Gabriela Grespan Câmara; Guilherme Guila Sebben; Gustavo Gomes Gladzik; Gustavo Trindade; Hugo Springer; Jania Celinga; João Henrique Franz Rodrigues; Jorge Antonio Heineck; Jorge Benites; Jorge Kuhn Neto; José Paulo Farinha Roir; Karin Weber de Freitas Correa; Leandro Fagundes; Luciano Richard Coelho Valério; Luisa Falkenberg; Luiz Francisco Bossle da Costa; Luiz Henrique Hartmann; Marcino Fernandes Rodrigues Junior; Mauro Machado Junior; Odilon Gaspar Amado Jr.; Patrícia Araújo Correa; Paula Cerski Lavratti; Rita Clarice Machado Tissot; Roberto Luis Potrick; Rosa Helena Lovatel; Sandro Alves Auzani; Sandro Hansen; Serafim Gabriel Quissini e Ubiratan Hack

GESTÃO 2020/2023

Coordenador: Newton Mario Battastini

Vice-coordenador: Walter Rudi Christmann

Conselheiros: Cecília Giovanella Cecconi; Cezar Augusto Gazzaneo; Cristiano Keil Gomes; Daniela Stumm Cardeal de Souza; Darci José da Silva; Eduardo de Maio Francisco; Eduardo Eugênio Assman; Eduardo Rodrigues de Freitas Machado; Fabiana Figueiró; Gabriela Grespan Câmara; Guilherme Guila Sebben; Gustavo Gomes Gladzik; Gustavo Trindade; Jorge Antonio Heineck; Karin Weber de Freitas Correa; Leandro Fagundes; Luciano Richard Coelho Valério; Luisa Falkenberg; Luiz Francisco Bossle da Costa; Marcino Fernandes Rodrigues Junior; Márcio Bernardi; Odilon Gaspar Amado Jr.; Patrícia Araújo Correa; Paula Cerski Lavratti; Sandro Hansen e Serafim Quissini

Acompanha os processos legislativos do Senado Federal, da Câmara dos Deputados e da Assembleia Legislativa, bem como a tramitação dos projetos de lei, o trabalho das frentes parlamentares, comissões e subcomissões, e participa nas audiências públicas


 

PRINCIPAIS AÇÕES NA ESFERA FEDERAL  

  • Contrato Verde e Amarelo/ A Medida Provisória 905/2020 estabelecia o Contrato de Trabalho Verde e Amarelo, visando estimular a criação de novos postos de trabalho formais e proporcionar segurança jurídica para as empresas. Realizadas ações para votação da matéria antes do final do prazo regimental de tramitação
  • Regras trabalhistas/ Ação em prol da aprovação de emendas defendidas pelo Contrab à Medida Provisória 927/2020, flexibilizando normas trabalhistas na pandemia da Covid-19, como a que possibilitou que empregado e empregador celebrem acordo individual escrito, garantindo a permanência do vínculo empregatício
  • Ultratividade/ A Medida Provisória 936/2020 possibilitou a flexibilização dos contratos de trabalho e ampliou o prazo da desoneração da folha de pagamento. Entretanto, houve inserção da revalidação da ultratividade das convenções coletivas. Várias atividades foram desencadeadas, com a participação dos sindicatos industriais, para a derrubada deste dispositivo inserido no parecer do relator, deputado Orlando Silva (PCdoB/SP) 
  • Atestado/ O Projeto de Lei 702/2020 dispensava o trabalhador infectado por coronavírus de apresentar atestado médico para justificar falta. Mesmo com forte ação das federações empresariais, acabou sendo aprovado, mas foi vetado pelo Executivo. O veto foi acatado pelo Congresso Nacional, em outra atuação de defesa da indústria
  • Compulsório/ Como medida de compensação decorrente da pandemia da Covid-19, foi apresentado o Projeto de Lei Complementar (PLP) 34/2020, instituindo empréstimo compulsório de 10% do lucro líquido de empresas com faturamento igual ou superior a R$ 1 bilhão. Foram realizadas ações na Câmara dos Deputados que conseguiram retirar a urgência para votação
  • Crédito/ Trabalho junto aos deputados federais para aprovação de modificação na Medida Provisória 944/2020, que instituiu o Programa Emergencial de Suporte a Empregos (Pese), destinado ao crédito para folha de pagamento. A ampliação do faturamento bruto anual de R$ 10 milhões para R$ 50 milhões para enquadramento no PESE, mantida pelo Congresso Nacional, possibilitou maior adesão de médias empresas no Programa
  • Desenvolvimento Científico/ Atuação junto aos senadores gaúchos para aprovação do Projeto de Lei Complementar 135/2020, que veda a transferência dos recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) para pagamento da dívida pública
  • Marco Legal do Saneamento/ Atuação para aprovação da matéria no Senado Federal e Câmara de Deputados e para manutenção do veto presidencial à vigência dos contratos de programa (contratos entre municípios e empresas estatais, sem licitação) 
  • Indústria do Gás Natural/ Desenvolvidas várias ações junto a bancada federal gaúcha em defesa da aprovação do Projeto na Câmara Federal e no Senado. Aprovação da matéria beneficiará sobremaneira a indústria, ao fomentar a oferta, baratear o custo do insumo e impactar positivamente no preço dos produtos. PL aprovado na Câmara dos Deputados e no Senado Federal

PRINCIPAIS AÇÕES NA ESFERA ESTADUAL

  • Piso Regional/ Pela primeira vez desde que foi criado o Piso Regional, a Assembleia Legislativa aprovou congelamento dos valores do salário mínimo regional, em decorrência da pandemia. Protocolado em fevereiro, o PL 35/2020 só foi analisado em plenário no início de dezembro, período em que houve intensa mobilização das entidades 
  • Antissépticos/ O PL 73/2020 dispõe sobre a distribuição gratuita de máscaras, luvas, aventais e álcool em gel e outros antissépticos para empregados de todos os tipos de estabelecimentos, durante a pandemia da Covid-19. Foram realizadas ações para convencer deputados estaduais que matéria já está contemplada em decretos estaduais. Encaminhamento favorável na Comissão de Economia
  • Medidas de prevenção/ O Projeto de Lei 97/2020 usa enquadramentos não sustentados em protocolos sanitários para determinar responsabilidades às empresas, no tocante à saúde de seus trabalhadores. Tramita na Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e do Turismo da ALRS 
  • Trabalho infantil/ O Projeto de Lei 37/2019, de autoria da deputada Luciana  Genro (PSOL), ultrapassava competências estaduais ao legislar sobre relações de trabalho. Propunha impedimento de manutenção das atividades de empresas usuárias de trabalho infantil. Abria caminho para ações fiscalizatórias subjetivas, devido a regras igualmente subjetivas. Foi derrotado substitutivo, ampliando responsabilidades e sanções, e o PL original, ambos com ampla vantagem de votos

Eventos

  • Participação no Seminário RedIndústria da CNI, em Brasília, nos dias 4 e 5 de fevereiro
  • Elaboração e lançamento da Agenda Legislativa 2020 da Indústria Gaúcha, com todos os projetos monitorados pelo Coap e encaminhamento on-line para deputados estaduais e federais.
  • Participação em Audiências Públicas da Assembleia Legislativa-sistema remoto (Reforma Tributária Federal; Reforma Tributária Estadual; Impacto do Piso Regional na Economia do RS, etc)

Eventos produzidos pelo COAP

  • Reforma Tributária Estadual – participação do vice-presidente do CIERGS e coordenador do Conselho de Assuntos Tributários, Legais e Cíveis (Contec), Thômaz Nunnenkamp, e do coordenador da Subcomissão da Reforma Tributária, deputado Giuseppe Riesgo (Novo)
  • Reforma Tributária Federal – participação dos deputados federais Alexis Fonteyne (Novo/SP) e Henrique Fontana 
  • (PT/RS)
  • Renovação na política – participação do fundador do 
  • RenovaBR, Eduardo Mufarej, e do deputado estadual Fábio 
  • Ostermann (Novo)
  • Brasil 2021 - Oportunidades e Desafios Institucionais - 
  • palestra do cientista político e sócio da Capital Político, Leonardo Barreto
  • Ações de articulação e representação - 110 Projetos monitorados no Senado, 367 Projetos acompanhados na Câmara Federal, 86 Projetos monitorados na Assembleia Legislativa e 121 Comunicados Técnicos
GESTÃO 2017/2020

Coordenador: Cláudio Affonso Amoretti Bier 

Vice-coordenador: João Ruy Dornelles Freire 

Diretores Conselheiros: Adriano Tollens Cauduro, Amadeu Pedrosa Fernandes, Carlos Bertuol, Daniela Aesse Kraemer, Gilberto Ribeiro, José Alfredo Laborda Knorr, Júlio Ricardo Andrighetto Mottin, Maristela Cusin Longhi, Newton Mario Battastini, Ricardo Coelho Michelon, Thômaz Nunnenkamp, Ubirajara Terra e Walter Rudi Christmann

Conselheiros convidados: Airton Zoch Viñas, Ana Paula Werlang, Gilberto Capponi Santiago, Léo Iolovitch, Luis Pedro Ferreira, Luiz Felipe Willig, Marcino Fernandes Rodrigues Jr., Marco Aurélio Vieira Paradeda, Mauricio Harger, Sinara Oliveira da Silva e Vick Martinez 

GESTÃO 2020/2023

Coordenador: Cláudio Affonso Amoretti Bier

Vice-coordenadora: Vick Martinez

Diretores Conselheiros: Adriano Tollens Cauduro, Airton Zoch Viñas, Amadeu Pedrosa Fernandes, Daniela Aesse Kraemer, José Alfredo Laborda Knorr, Marcus Coester, Maristela Cusin Longhi, Ricardo Coelho Michelon, Ubirajara Terra e Walter Rudi Christmann

Conselheiros convidados: Alexandre Schubert Curvelo, Ana Paula Werlang, Gilberto Capponi Santiago, João Ruy Dornelles Freire, Léo Iolovitch, Marcino Fernandes Rodrigues Jr., Sinara Oliveira da Silva e Walter Lídio Nunes

Com ações proativas e empreendedoras, busca a articulação com entidades representativas e governamentais em demandas de interesse da pequena e média indústria do Rio Grande do Sul


 

Principais ações 

  • Manifesto eletrônico de documentos fiscais-MDFe/ Realização de um vídeo mostrando os entraves da formatação atual do Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDFe), sugerindo a criação de um aplicativo que traria maior agilidade ao processo de conformidade. O material foi entregue à Secretaria da Fazenda e apresentado no Conselho de Desburocratização do Estado
  • Código identificador da operação de transporte-CIOT/ O Copemi, junto à CNI, trabalhou na suspensão das obrigações e penalidades relacionadas ao cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código de Identificação da Operação de Transporte - CIOT. O governo adotou a medida através da Resolução ANTT nº 5.876, DOU de 23 de março de 2020. Após o início da pandemia (março/2020), o governo suspendeu a obrigatoriedade do CIOT, por prazo indeterminado, pois concordou que não há no momento tecnologia suficiente para atender a sua implementação e, também por entender a situação de calamidade pública atual
  • Tabelamento do frete rodoviário/ Preocupada com as resoluções publicadas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT- relacionadas ao tabelamento do frete rodoviário, as quais alteraram significativamente os custos das operações de transporte rodoviário no país, a FIERGS, por meio do Copemi, enviou ofício ao diretor geral da ANTT, Mário Rodrigues Júnior, expondo os efeitos negativos das alterações e solicitou a revogação do tabelamento do frete ou a suspensão dos seus efeitos até que o Superior Tribunal Federal decida a constitucionalidade do tabelamento
  • Marketing B2B para indústrias de pequeno e médio porte/ Realização de duas palestras sobre Marketing B2B, em 29 de outubro e 26 de novembro, com o objetivo de orientar os pequenos e médios empresários sobre esta prática. O consultor de empresas Leandro Fagundes trouxe em dois momentos distintos, pré e pós Mercopar, importância e conceitos, bem como o marketing de relacionamento
  • Debate LGPD/ A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e seu possível impacto nas relações do trabalho especialmente entre as pequenas e médias empresas, foi tema de debate on-line realizado pela FIERGS, em 4 de novembro, com a advogada Eliana Herzog e o advogado Guilherme Bier Barcelos

Outras ações

Envio de Comunicados Técnicos e informativos referentes a alterações legislativas para MPMEs e informações sobre crédito e financiamento

GESTÃO 2017/2020

Coordenador: Marlos Davi Schmidt 

Vice-coordenador: Sérgio de Bortoli Galera 

Conselheiros: Adair Angelo Niquetti, Adriano Tollens Cauduro, Alexandre Bittencourt De Carli, Angelo Garbarski, Ayrton Pinto Ramos, Carla Carnevali Gomes, Carlos Pretto Martini, Cláudio Longhi, Eduardo Cervelin, Eliseu André Ferrigo, Eubirajara Bezerra Medeiros, Fábio Krieger Lopes Reis (Suplente do Sebrae), Gilberto Brocco, Guilherme Scozziero Neto, Gustavo Saldanha, Joni Alberto Matte, Jorge Romeu Ritter, José Geraldo Brasil, Juarez José Piva, Leandro Blakenheim Melotto, Lisandro Rocha dos Santos, Luiz Carlos Pinheiro, Luiz Carrer, Luiz Felipe Willig, Margarete Benstroinski, Maurício Tavares, Mauro Dutra, Newton Mario Battastini, Norberto Luiz Pasqualotto, Reomar Angelo Slaviero, Roberto Paganella Neto, Rodrigo Holler Petry, Roque Noschang, Rubén Antônio Duarte, Tiburcio Aristeu Grings e Volnei Luiz Sebben

GESTÃO 2020/2023

Coordenador: Marlos Davi Schmidt 

Vice-coordenador: Lisandro Rocha dos Santos

Conselheiros: Ayrton Pinto Ramos, Cláudio Longhi, Delorges Antônio Horta Duarte, Eduardo Lima Cervelin, Fábio Krieger Lopes Reis (Suplente do Sebrae), Fernando Holderbaum, Giuliano Hoffmann, Leonardo Pedroso Filho, Luiz Carlos Gautério Pinheiro, Mateus Bertolini Sonda, Rodrigo Holler Petry, Roque Noschang e Ubiratã Rezler

Atua nas questões que afetam o setor agroindustrial do RS e nos elos que compõem as suas cadeias produtivas, no acompanhamento, debate e produção de pareceres técnicos que possam impactar na agroindústria


 

Principais ações

  • Mapeamento dos gargalos e oportunidades da Agroindústria Gaúcha/ O RS é o 4° Estado brasileiro no ranking do setor de lavoura e pecuária, e o 3° Estado com maior produção agrícola em todo Brasil. Em relação à pecuária leiteira, o RS é o 3° maior produtor do Brasil, já o fumo representa 14% das exportações do agronegócio gaúcho

    Gargalos
    Estiagens e a necessidade imediata de ampliar as áreas irrigadas 
    Entraves nas licenças ambientais e outorga para irrigação 
    Mitigação iminente de riscos sanitários 
    Necessidade de aumentar a capacidade de armazenamento de silos, evitando o déficit em épocas de safra de grãos

    Oportunidades
    Expansão nos estabelecimentos produtores de proteína (ovinos, leite, suínos, frango e ovos)
    Crescimento de áreas de milho na metade sul do Estado em rotação com a soja
    Fomento na produção de leite e as exportações de produtos lácteos 
    Ampliação da produção de trigo do tipo hard (panificação) e
    Aumento da exportação de arroz beneficiado
    Amplificar a utilização de ferrovias e hidrovias até 2025

     

  • Panorama e Tendências para Logística Reversa de Embalagens/ Evento no dia 2 de dezembro com mais de  cem participantes  buscou atualizar as equipes técnicas das indústrias sobre o atual momento da logística reversa de embalagens, o acordo setorial nacional, e os aspectos legais quanto à judicialização do tema, além de apresentar um panorama sobre o futuro da logística reversa de embalagens. Realizado pelo Conagro em parceria com o Conselho de Meio Ambiente (Codema) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL), contou com o apoio da Associação de Logística Reversa de Embalagens (Aslore) e Instituto Paranaense de Reciclagem (Inpar)
  • Impactos da estiagem e programa para irrigação/ O Rio Grande do Sul vem com frequência sofrendo baixas na produção agrícola, mesmo em condições normais, é deficitária no atendimento interno do Estado, acarretando grandes dificuldades para abastecimento de insumos para a agroindústria gaúcha. Um dos principais impactos é o déficit de milho para abastecer as cadeias de produção de proteína animal. Para atender a necessidade do RS é necessário trazer de outras regiões do país aproximadamente 3 milhões de toneladas do cereal. E para a redução deste impacto identificam-se as seguintes necessidades
    Fomento para aumento da quantidade de grãos produzida
    Criação de programas governamentais permanentes, a fim de viabilizar a implantação de sistemas de irrigação, atacando o problema da seca e propiciando melhores condições de expansão do agronegócio 

     
  • Ferrovia da Integração - Projeto Ações para fortalecer a logística ferroviária de abastecimento de milho na região sul do Brasil/ Em reunião virtual do Conagro no dia 25 de novembro, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) apresentou estudo sobre a infraestrutura logística ferroviária que objetiva mapear ações para fortalecimento do abastecimento de milho na região sul do Brasil (RS e SC). A intenção é incentivar o Governo Federal na retomada do projeto Ferrovia da Integração, que liga o Estado do Mato Grosso (município de Primavera do Leste) até o Rio Grande do Sul (município de Passo Fundo), com um total de 1.750 km. O investimento para implantação da ferrovia é na ordem de R$17,5 bilhões e volume de carga potencial projetado para 2030 entre a Região Sul e estados do MT e MS na ordem de 31,0 milhões de toneladas. O Conselho estuda estratégias para incentivar a implantação do projeto, com o objetivo de buscar a inclusão do mesmo no Plano Nacional de Logística-PNL 
  • Informe de importações e exportações/ Publicação mensal trazendo um recorte de produtos agroindustriais de expressão no RS que são exportados e importados. O Informe lançado em novembro é uma construção do Conagro com apoio técnico do Conselho de Comércio Exterior (Concex)
GESTÃO 2017/2020

Coordenador: Marcos Odorico Oderich

Vice-coordenador: Alexandre Guerra

Conselheiros: Antonio da Luz; Aristides Inácio Vogt; Ayrton Ramos; Carla Carnevali Gomes; Carlos Roberto Vieira Palma; Clenio Nailto Pillon; Darlan Palharin; Edi Luiz Deitos; Eduardo de Mercio Condorelli; Eduardo Motta Pereira; Fabio Barrichello; Fernando Carvalho; Flávio Daniel Merch; Gedeão Pereira; Heverton Borges; Irani Tadeu Cioccari; José Alfredo Laborda Knorr; José Carlos Estefenon; José Eduardo Santos; Júlio O. J. Barcellos; Luiz Felipe Schiavon; Márcia Barcellos; Margarete Benstroinski; Nestor Freiberger; Onélio Pilecco; Paulo Roberto Velhinho Ely; Rafaela Allgayer Pereira Laimer; Roger scherer Kalfker; Roger scherer Kalfker; Romar Belling; Ronei Lauxen; Sergio Gomes Fonseca Junior; Tatiana Sangali; Thaise Graziadio; Walter Rauen de Souza; Zilmar Moussalle

GESTÃO 2020/2023

Coordenador: Alexandre Guerra

Vice-coordenador: Aristides Inácio Vogt

Conselheiros: Ayrton Pinto Ramos, Carla Carnevali Gomes, Carlos Roberto Vieira Palma, Darlan Palharin, Gedeão Pereira, Helena Pan Rugeri, Iraní Tadeu Cioccari, José Alfredo Laborda Knorr, José Carlos Stefenon, José Eduardo Santos, José Roberto Fraga Goulart, Luiz Felipe Schiavon, Márcia Barcellos, Marcos Oderich, Margarete Benstroinski, Paulo Marchioretto, Roberto Pedroso De Oliveira, Rogério Kerber, Ronei Lauxen, Tarcisio Jose Minetto, Walter Rauen De Souza, Zilmar Moussalle

A Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais, vinculada ao Conselho de Cidadania da FIERGS, é mantida pelo Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (CIERGS). Administra 14 Bancos Sociais e oferece às comunidades carentes excedentes industriais dos mais variados segmentos, cursos de capacitação profissional, treinamentos e técnicas de gestão empresarial ao Terceiro Setor, representado por mais de 800 entidades assistenciais no RS


 

A Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais, idealizada pelo Conselho de Cidadania da FIERGS se destacou pelos resultados extremamente significativos colhidos no decorrer do ano. Em função da pandemia, houve uma concentração de atividades especialmente nos Bancos de Alimentos, Banco de Materiais de Construção, Banco de Livros, Banco de Vestuários, Banco de Computadores e Banco de Tecido Humano-Pele. Para enfrentar a pandemia, os Bancos Sociais contaram com a ajuda de mais de 2 mil  voluntários em suas atividades, e adotaram rigorosos protocolos de higiene e saúde nas instalações dos Bancos

BANCO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO
O Banco de Materiais de Construção foi restaurado no período, agregando o Banco de Mobiliários e nova sala de aula nas suas instalações.  Parceria firmada com a Elevato doou 23 pallets com pisos e revestimentos 
A pequena Casa da Criança recebeu 322 m2 de doações para a recuperação de pisos em suas instalações na Vila Maria da Conceição, em Porto Alegre
Doação de  850 itens diversos para 24 instituições carentes

BANCO DE VESTUÁRIOS 
Doação de 79.890 peças e 25.200 quilos de matéria prima para 450 entidades
Em agosto, o Banco de Vestuários entregou 12 mil cobertores para os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Os cobertores foram doados pela XP Investimentos e Vivara por intermédio da Brazil Foundation para ajudar  as vítimas do coronavírus. Cada Estado recebeu 4 mil cobertores
 
BANCO DE ALIMENTOS
A Rede de Bancos de Alimentos do Rio Grande do Sul, constituída por 20 Bancos de Alimentos, presentes em 26 cidades gaúchas, arrecadou e distribuiu 3,8 milhões de quilos de alimentos para 968 entidades gaúchas. O grande destaque no exercício, foi o sucesso do site www.doealimentos.com.br, o qual angariou R$1.200.000,00 em prol dos Bancos de Alimentos
Em parceria com o Grupo RBS, realizou a 6ª edição da Campanha Natal do Bem. Devido a pandemia, a campanha foi realizada pela primeira vez de forma virtual e as doações foram realizadas pelo site www.doealimentos.com.br 
Em 1º de outubro, o Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, visitou as instalações do Banco de Alimentos de Porto Alegre (foto), dando início às comemorações do 20° aniversário do Banco, comemorados em 6 de dezembro. Foram discutidas as leis sancionadas pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro, as quais tratam do aproveitamento de desperdício de alimentos e da criação da Rede Nacional de Bancos de Alimentos

     

    BANCO DE MOBILIÁRIOS
    Doou 1.628 mobiliários às entidades beneficiadas 

    BANCO DE COMPUTADORES
    Fez a manutenção e entrega de 445 computadores e equipamentos

    BANCO DE LIVROS
    Doação de 26.048 livros, para 112 instituições, no Rio Grande do Sul. No exercício, desenvolveu os projetos: Passaporte para o Futuro, Cultura na Veia, Livros Livres, Gelatecas, Navegando na Leitura, Biblioteca do Cais, Tesouro Literário, Bikeotecas, Historiando, Leitura Unindo Gerações e Lendo para o Amanhã
         
    BANCO DE REFEIÇÕES COLETIVAS
    Em 2020, Bancos de Refeições Coletivas e de Alimentos comemoraram uma antiga demanda, a aprovação da Lei do Bom Samaritano no Senado Federal, promulgada pelo presidente Jair Bolsonaro de aproveitamento dos desperdícios alimentares. A norma autoriza os estabelecimentos que produzem e fornecem alimentos in natura, industrializados e refeições prontas para o consumo a doarem gratuitamente os excedentes não comercializados e ainda próprios para o consumo

    BANCO DE TECIDO HUMANO-PELE
    O Conselho Federal de Medicina deu parecer favorável dia 21 de dezembro para que a membrana amniótica seja incluída no rol de órgãos e tecidos de transplantes. Após a avaliação do Sistema Nacional de Transplantes (SNT) a membrana amniótica deverá seguir a mesma legislação dos demais órgãos. O Banco de Tecido Humano-Pele realizou esforço para a utilização da membrana amniótica em casos clínicos relevantes desde o acontecimento trágico da Boate Kiss, em janeiro de 2013. Com esse parecer, em 2021 será possível dar início à pesquisa para definir as indicações do uso da membrana amniótica no paciente queimado

    • Novos parceiros / Para se adequar às necessidades da população durante a pandemia, foram doados produtos não habituais, como 40 mil máscaras e cerca 400 mil itens de higiene e limpeza (sabonete, álcool gel, sabão, água sanitária, entre outros), que compuseram kits entregues às famílias. As doações contaram com o apoio do Instituto Cultural Floresta, Distribuidora Memphis e Gisele Bündchen através do seu fundo Luz Alliance, da Brazil Foundation. Outra significativa doação foi realizada para gestantes de comunidades carentes, no mês de dezembro. Foram destinados 2.109 kits pré-Natal (kits completos e mini kits). A doação dos produtos foi realizada pela Dimed S/A, Cia. Zaffari e Melninck Even, por intermédio do Instituto Cultural Floresta
    GESTÃO 2017/2020

    Coordenador: Jorge Luiz Buneder

    Vice-coordenador: Julio Mottin

    Coordenador Executivo: Paulo Renê Bernhard

    Conselheiros diretores: Ayrton Luiz Giovannini, Carlos da Silva Garcia, Oscar Alberto Raabe, Ricardo Sessegolo, Torquato Ribeiro Pontes Netto, Walter Lídio Nunes

    Conselheiros convidados: Adir Fração, Afranio Kieling, Clódis Xavier da Silva, Daniela Kraemer, Daniel dos Santos Kieling, Eduardo Mainieri Chem, Francisco Oderich, Gustavo Duarte S. Goulart, Hamilton Romanatto, João Vontobel, José Carlos Silvano, Marco Antonio Perottonni, Sergio Gonçalves Neto, Marcelo Carvalho Lopes, Marco Antonio Kraemer, Maria Elena Johannpeter, Rafael Sá, Renê Mesquita, Wilson Schumacher

    GESTÃO 2020/2023

    Coordenador: Jorge Luiz Buneder

    Vice-coordenadora: Daniela Kraemer

    Coordenador Executivo: Paulo Renê Bernhard

    Conselheiros diretores: Carlos da Silva Garcia, Júlio Ricardo Andrigheto Mottin, Oscar Alberto Raabe, Ricardo Sessegolo, Walter Lídio Nunes

    Conselheiros convidados: Adir Fração, Antonio Parissi, Afranio Kieling, Arlene Lubianca, Clódis Xavier da Silva, Doris Sphor, Eduardo Mainieri Chem, Francisco Oderich, Frederico Johannpeter, Geraldo Toffanello, Hamilton Romanatto, Helso Oliveira, João Vontobel, João Pierotto, Lucila Osório, Marco Antonio Perottonni, Marcelo Sanabio, Maria Elena Johannpeter, Maria de Lourdes Giongo, Rafael Sá, Renê Mesquita, Suzany Reck Herrmann, Wilson Schumacher

    Presidentes dos Bancos Sociais: Paulo Renê Bernhard (Alimentos), Gilberto Soares Machado (Computadores), João Antônio Porto Costa (Gestão e Sustentabilidade), Waldir da Silveira (Livros), Aquiles Dal Molin Júnior (Materiais de Construção), Júlio Mottin (Medicamentos), Arlene Lubianca (Mobiliários), Valter Duro Garcia (Órgãos e Transplantes), Frederico Gerdau Johannpeter (Projetos Comunitários), Hermes Gazzola (Refeições Coletivas), Tito Livio Goron (Resíduos), Eduardo Chem (Tecido Humano-Pele), Lucila Osório (Vestuário), Carmen Maria Pinent Tigre (Voluntários)

    Formado por empresários com origem em diferentes segmentos industriais, tem como objetivo estimular o surgimento e a formação de futuros líderes empresariais


     

    Principais ações 
    Webinars com especialistas para atualização de temas de interesse

    • Economia Mundial/ O professor de negócios internacionais da Durham University Business School, no Reino Unido, Jorge Lengler tem se dedicado a entender as questões que influenciam a competitividade das PMEs e EMNEs (empresas multinacionais de Países emergentes) no cenário internacional. Falou em 16 de abril sobre as diferenças entre a crise do Covid-19 e as crises de 2001 e 2008, no contexto da economia mundial
    • Transformação Digital/ O diretor global de Indústria Digital da IHM Stefanini, Gustavo Brito, lidera um time de “loucos apaixonados” em iniciativas que estimulam as indústrias nas suas jornadas de transformação digital e reinventar o modelo de negócio. No dia 16 de abril abordou as novas bases da relações entre cliente e fornecedor pós Covid-19 e o comportamento das lideranças perante seus times - confiança será o principal pilar da construção de novas formas de trabalho e dos novos protocolos de interações entre pessoas e empresas (confiança é competência, disponibilidade e honestidade)
    • Liderança/ Jo Lima é consultora em Educação Corporativa, abordou no dia 13 de maio a importância da transformação individual, resiliência e liderança, competências que foram essenciais para atravessar a pandemia
    • Economia no RS/ Fábio Jung - sócio fundador da One Partners e Head of Strategy da miCure Therapeutics. Jung, que é médico e especialista em finanças, relatou no dia 27 de maio como foi a criação do plano de reabertura do Estado do Rio Grande do Sul, o qual tem participado ativamente da discussão sobre manejo da pandemia de Covid-19 com governos estaduais e governo federal
    • Política/ Em 6 de junho o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni falou sobre as principais reformas estruturais que deveriam acontecer no Brasil. Também, participou no dia 26 de junho de um encontro o deputado federal Marcel Van Hattem, onde apresentou alguns cenários futuros da economia

    Formação de lideranças

    • Ciclo Online de Formação de Lideranças/ Ocorreu de 5 agosto a 9 de dezembro, com 86 selecionados. Foram 612 horas entre desenvolvimento e capacitação, dos conselheiros e equipe técnica. Os temas abordados durante o curso foram: Futurismo, Governança Corporativa e Familiar, Novos Modelos de Negócios, Gestão Ágil, Diálogo, Negociação e Persuasão, Criatividade e Liderando a Si Mesmo. A aula inaugural contou com as participações especiais do governador do Estado, Eduardo Leite; dos presidentes da FIERGS, Gilberto Porcello Petry; da Farsul, Gedeão Silveira Pereira; e da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. A aula de encerramento foi com Daniel Randon, CEO das Empresas Randon
    • Intercâmbio de Lideranças da Indústria Jovem/ No evento organizado pela CNI no dia 6 de outubro, o Conlider foi convidado para apresentar e compartilhar práticas e experiências do movimento jovem da FIERGS com outros movimentos jovens industriais do país e com federações que planejam iniciar este processo
    GESTÃO 2020/2023

    Coordenador: Alexandre Bittencourt De Carli

    Vice-coordenador: Rodrigo Holler Petry

    Conselheiros: Eduardo Lima Cervelin, Egon Frederico Becker, Felipe Estrada Scozziero, Fernando Holderbaum, Lisandro Rocha dos Santos, Mateus Bertolini Sonda, Ricardo Dias Michelon, Stephania Portella Nunes Fração, Thomas Oderich, Tiago Dinon Carpenedo e Ubiratã Rezler

    Atua na valorização dos sindicatos industriais filiados à FIERGS, indústrias, entidades e empresas associadas ao CIERGS, na promoção e defesa de interesses na área de Defesa e Segurança e na disseminação de informações sobre crédito e financiamento


     

    Principais ações

    Administração do Quadro Social e Articulação Institucional 

    • Articulação com as Câmaras de Indústria e Comércio, Associações Comerciais e Industriais, Sindicatos Industriais e demais entidades representativas
    • Atendimento às demandas das Vice-Presidências regionais e diretorias da FIERGS/CIERGS
    • Disseminação do trabalho da Entidade em todas as regiões do Estado
    • Gestão administrativa e de relacionamento com toda a base de indústrias associadas ao CIERGS 

    Desenvolvimento de Negócios

    • Apoio à identificação de novos negócios em áreas de interesse da indústria gaúcha
    • Disseminação de informações selecionadas de negócios
    • Monitoramento de compras públicas

    Defesa e Segurança 

    • Discussão e proposição de ações e projetos voltados à inserção de novas empresas no setor 
    • Observatório industrial sobre a indústria de defesa
    • Conexão da indústria do Rio Grande do Sul já fornecedora e potencial fornecedora à área militar
    • Instância de relacionamento da FIERGS com a área militar, especialmente com Marinha, Exército e Aeronáutica 

    Núcleo de Acesso ao Crédito – NAC

    • Análise e elaboração de comunicados orientativos sobre o tema
    • Informação e orientação em relação a crédito e financiamento
    • Proposição e execução de projetos e parcerias com bancos, cooperativas, fintechs, sindicatos e entidades de classe

    Unidade de Desenvolvimento Sindical - Unisind, criada em setembro de 2020 passou a se dedicar exclusivamente a questões sindicais tais como:

    • Ações de apoio jurídico
    • Apoio institucional aos sindicatos industriais
    • Atendimentos e orientações aos sindicatos industriais
    • Realização de enquadramentos sindicais
    • Realização de registros sindicais

    Atuação

    Administração do Quadro Social, Articulação Institucional e Desenvolvimento de Negócios

    • Articulação e atendimento a demandas de representação institucional recebidas pela Presidência, junto aos Vice-Presidentes Regionais e Diretores do CIERGS e FIERGS, em eventos tais como solenidades de entregas de prêmios, abertura de feiras, participação em audiências públicas e inauguração de sedes de entidades
    • Participação em solenidades, cerimônias e eventos oficiais civis e militares, pela via da representação institucional
    • Disseminação de informações de interesse da indústria em diversos temas
    • Apoio na divulgação aos associados CIERGS de cursos, eventos e atividades dos Conselhos Temáticos da FIERGS, Gerex, Sesi, Senai e IEL
    • Em virtude da pandemia, não foram realizadas as Reuniões de Vice-Presidentes Regionais do CIERGS, nem as reuniões regionais em municípios do interior, junto com lideranças regionais, mantendo-se os atendimentos às regiões normalmente, por meios alternativos
    • Redefinição da política de enquadramento do Quadro Social CIERGS, passando do critério de número de funcionários para faturamento anual

    Defesa e Segurança

    • Divulgação de processos licitatórios e projetos estratégicos das Forças Armadas
    • Contato contínuo com o Ministério da Defesa e Forças Armadas para indicação de fornecedores de itens emergenciais para o combate à Covid-19, bem como a divulgação da plataforma do Ministério para o cadastramento dos ofertantes
    • Realização e divulgação de palestras, webinares e cursos de interesse da indústria
    • Elaboração e disseminação seletiva de estudos, pareceres e informes especializados, por meio do Observatório Industrial
    • Participação em cerimônias e reuniões virtuais com parceiros estratégicos da área de defesa e segurança
    • Articulação de parcerias estratégicas visando aproximação com instituições representativas do setor, valorizando a capacidade de atendimento da indústria gaúcha às demandas de bens e serviços

    Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC)/ Mais de 600 atendimentos individuais de orientação sobre as linhas de crédito anunciadas e existentes, e como acessá-las

    • Elaboração e disseminação de materiais informativos sobre as linhas de crédito existentes e as medidas de crédito anunciadas, tais como renegociação/repactuação de dívidas, capital de giro BNDES, isenção de IOF, crédito para folha de pagamento (PESE – MP 944/2020), Pronampe, PEAC, entre outros 
    • Realização de apresentações sobre as atualizações do cenário do crédito, prestando esclarecimentos, principalmente sobre as medidas de crédito anunciadas e solucionando dúvidas das empresas
    • Organização de 11 Bate-Papos Virtuais com instituições financeiras visando apresentar as linhas de crédito disponibilizadas, as condições que operam e como as indústrias podem acessá-las. Os eventos foram com BRDE, Sicredi, Banrisul, Caixa (duas vezes, sendo uma exclusiva sobre o Pronampe), Badesul, Banco do Brasil (duas vezes, sendo uma exclusiva para os associados do Simecan), BizCapital (fintech), Finep e BNDES em conjunto com o Santander
    • Articulação com o BNDES, CNI, Banco Central, Ministério da Economia, deputados federais e senadores para pelitos de melhorias nas condições de crédito, bem com o a criação de linhas e medidas de desburocratização
    • Articulação com o BNDES, CNI, Banco Central, Ministério da Economia, deputados federais e senadores para pelitos de melhorias nas condições de crédito, bem com o a criação de linhas e medidas de desburocratização

    Relações Sindicais do Conase pela Unisind (janeiro a agosto) 

    • Apoio nos procedimentos de cobrança de contribuições sindicais
    • Atendimentos em processos de registro sindical
    • Atuação em processos de dissídios coletivos e realização de audiências, inclusive mediações
    • Atualização dos relatórios e prestações de contas dos projetos do PROCOMPI
    • Enquadramentos sindicais
    • Monitoramento e envio de publicações relativas à base sindical
    • Negociações coletivas das categorias inorganizadas;
    • Suporte técnico e administrativo nas eleições FIERGS/CIERGS

    Outras atividades

    • Articulações com Sindicatos (viabilização de fornecedores de Equipamentos de Proteção Individual - EPIs)
    • Atuação e consultoria nas negociações coletivas dos Sindicatos filiados
    • Capacitação na metodologia Branding voltada à área sindical
    • Divulgações aos Sindicatos (“lives”, notícias, resultados de pesquisas)
    • Elaboração de pareceres, material técnico e respostas a consultas jurídicas
    • Elaboração e envio de informações e materiais técnicos diversos para os Sindicatos
    • Monitoramento e análise de legislações e normativas
    • Participação na Rede de Desenvolvimento Associativo da Confederação Nacional de Indústria-CNI e em Conselhos Temáticos da FIERGS
    • Realização de plantão de atendimentos durante a pandemia, realizando cerca de 950 atendimentos consultivos no regime presencial e de teletrabalho
    • Veiculação de pesquisas de interesse dos sindicatos
    • O Ciclo de Capacitações em Branding voltado para a Gestão Sindical, promovido pela Unidade de Desenvolvimento Sindical (Unisind), o qual integra as ações do Programa de Desenvolvimento Sindical (Prosind), começou em 2 de outubro, com seis encontros semanais
    GESTÃOP 2017/2020

    Coordenador: Gilberto Ribeiro

    Vice-coordenador: José Luiz Bozzetto

    Membros Natos: Vice-Presidentes Regionais do CIERGS - Arildo Bennech Oliveira (Capital); Bruno Artur Fockink (Missões); Carlos Heinen (Serra Caxias);  Carlos Bertuol (Serra Centro); Flavio Haas (Central); Irani Tadeu Cioccari (Campanha); Jairo Zandoná (Planalto); Nelson Eggers (Vale do Taquari); Torquato Ribeiro Pontes Netto (Sul); Walter Lidio Nunes (Metropolitana)

    GESTÃO 2020/2023

    Coordenador: Gilberto Ribeiro

    Vice-coordenador da área empresarial: José Luiz Bozzetto

    Vice-coordenador da área sindical (com a criação da Unidade de Desenvolvimento Sindical - Unisind, em setembro de 2020): Gerson Haas

    Membros Natos: Vice-Presidentes Regionais do CIERGS - Alexandre Guerra (Serra Centro); Celso Thiesen (Vale do Taquari); Flávio Haas (Central); Irani Tadeu Cioccari (Campanha); Jaime Lorandi (Serra); Jairo Alberto Zandoná (Planalto); Maurício Harger (Metropolitana); Otto Trost (Missões); Tibúrcio Aristeu Grings (Vale dos Sinos); Torquato Ribeiro Pontes Netto (Sul)

    Busca conhecer as principais demandas e projetos estratégicos das Forças Armadas e conectar as competências industriais do Rio Grande do Sul em bens e serviços, possibilitando a mobilização da indústria para o atendimento das demandas militares


     

    Principais ações

    • Análise e disseminação seletiva de processos licitatórios das Forças Armadas
    • Articulação com o Ministério da Defesa e Forças Armadas para indicação de fornecedores de itens emergenciais para o combate à Covid-19
    • Articulações com o Ministério da Defesa, Confederação Nacional da Indústria (CNI), associações industriais, Ministério da Saúde, Forças Armadas e Comdefesa das Federações de Indústria para discutir a participação da indústria nacional na oferta de bens e serviços para atendimento emergencial e discussão de cenários de defesa no pós-pandemia
    • Divulgação de palestras, eventos on-line e cursos
       
    • Reuniões virtuais/ Com a participação de militares, empresários industriais, representantes de universidades e de centros de conhecimento, tiveram como palestrantes-âncoras 
      Major–Brigadeiro do Ar Alcides Teixeira Barbacovi, diretor do Departamento de Produtos de Defesa (Deprod) do Ministério da Defesa, que tratou sobre as ações do Ministério da Defesa para enfrentamento à Covid-19 e pós-pandemia, em 25 de junho. 
      Larissa de Freitas Querino, especialista em Complexo Industrial de Defesa na Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), que tratou sobre o tema “Movimentos Societários da Indústria de Defesa e Balança Comercial de Defesa”, em 6 de agosto
      Capitão de Mar e Guerra Leonardo José Trindade de Gusmão, Gerente do Departamento de Promoção Comercial (Depcom) do Ministério da Defesa, que tratou sobre “A atuação recente do Depcom”, em 22 de outubro

    Outras iniciativas

    • Produção de pesquisas acerca das bases indústrias de defesa (BID) de uma série de países, como Estados Unidos, Rússia, Israel, França e Brasil
    • Por meio do Observatório Industrial, foram acompanhadas as medidas econômicas e sanitárias adotadas pelas principais economias, a fim de se compreender o que outros países e o Brasil vinham fazendo no combate à pandemia no Brasil 
    • Realização de estudos específicos de interesse da indústria de defesa, com o objetivo de demonstrar quais setores e/ou indústria poderiam converter sua produção para atender à emergência sanitária, como por exemplo da cadeia produtiva de um respirador de pressão, item que se mostrou de elevada necessidade para se tratar os casos mais graves da Covid-19

    Articulação e representação institucional

    • Solenidade de Passagem de Comando do 3° Grupamento Logístico do Coronel de Intendência Edmilson Gomes Feijó para o Coronel de Cavalaria Marcelo Lorenzini Zucco
    • Cerimônia de Transmissão do Cargo de Comandante da ALA 3, do Brigadeiro-do-Ar Raimundo Nogueira Lopes Neto ao Brigadeiro-do-Ar Mauro Bellintani
    • Painel Econômico Regional Sul da Escola do Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME) 
    • Concessão, pelo Comando Militar do Sul, de Medalha do Pacificador ao presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, e de Diplomas de Colaborador Emérito do Exército ao vice-presidente da FIERGS e coordenador do Comdefesa, Gilberto Ribeiro, e ao diretor do CIERGS e vice-coordenador do Comdefesa, José Luiz Bozzetto
    • Solenidade de Inauguração da nova sede do Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar (BOPE)
    • Participação nas plenárias virtuais da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Defesa e Segurança ABIMDE, Sindicato da Indústria de Materiais de Defesa e Segurança –Simde, Departamento de Defesa e Segurança da FIESP, do Conselho da Indústria de Defesa e Segurança da Confederação Nacional da Indústria- Comdefesa CNI e de outras entidades
       
    • Parceiros estratégicos das indústrias gaúchas/ Aproximação com o Ministério da Defesa,  Força Aérea Brasileira, Cluster Aeroespacial Sueco, Capitania Fluvial da Marinha em Porto Alegre, Comando Militar do Sul, Secretaria de Inovação e Ciência e Tecnologia do Governo do Estado do Rio Grande do Sul e Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança-Abimde
    GESTÃO 2017/2020

    Coordenação: Gilberto Ribeiro

    Vice-coordenação: José Luiz Bozzetto

    Representantes Civis: Aderbal Lima, Adriano Tollens Cauduro, André Meyer da Silva, Arildo Bennech Oliveira, Christian Böge, Diogo de Gregori, Eduardo Minghelli, Gelson Dalberto, Hugo Domingos Zattera, Joaquim Guedes Rezende, Jorge Buneder, Luis Henrique Kraemer Campos, Major-Brigadeiro-do-Ar Raul José Ferreira Dias, Narcélio Ramos Ribeiro,  Newton Mario Battastini, Rudinei Pizzatto,  Rodrigo Décimo, Rudinei Pizzatto, Ubiratã Rezler, Sérgio Horta, Thiago Lucas de Souza Felizzola, Tiago Marchezan, Ulf Bodgawa, Walter Câmara     
    Representantes Militares: Brigadeiro-do-Ar Mauro Bellintani (ALA), General-de-Exército Valério Stumpf Trindade (Comando Militar do Sul- CMS), Vice-Almirante Henrique Renato Baptista de Souza (5º Distrito Naval- 5º DN), Coronel de Cavalaria Antônio Augusto Brisolla de Moura (Núcleo de Estudos Estratégicos do CMS), Coronel de Cavalaria Marcelo Lorenzino  Zucco (3ª Região Militar), Geraldo Aurélio Rolin Sperb (SOAMAR), Coronel Jorge Luiz Santos da Veiga (4ª Seção do CMS), Capitão-de-Mar-e-Guerra Rafael Silva dos Santos(Capitania Fluvial de Porto Alegre - CFPOA), Capitão-de-Fragata  Henrique Lima Solis (Estação Naval de Rio Grande – ENRG), Capitão-de-Fragata Sérgio Vieira Pires da Silva (Centro de Intendência da Marinha em Rio Grande - CeIMRG)

    GESTÃO 2020/2023

    Coordenação: Gilberto Ribeiro

    Vice-coordenação: José Luiz Bozzetto

    Representantes Civis: Aderbal Lima, Adriano Tollens Cauduro, André Meyer da Silva, Carlos da Silva Garcia, Christian Böge, Claude Domingues Padilha, Cylon Rosa Neto, Diogo de Gregori, Eduardo Minghelli, Fábio Ramos, Flávia da Silveira Guimarães, Gelson Dalberto, Guilherme Roberto da Cunha, Hernane Kaminski Cauduro, Hugo Domingos Zattera, José Luis Korman Tenenbaum, Julio Carlos Cardoso Kirchhhof, Luis Henrique Kraemer Campos, Newton Mario Battastini, Rudinei Pizzatto, Ubiratã Rezler, Gal Lazar, Thômaz Nunnenkamp, Profa. Lisandra Manzoni Fontoura, Torquato Ribeiro Pontes Netto, Ulf Bodgawa, Walter Câmara     

    Representantes Militares: Brigadeiro-do-Ar Mauro Bellintani (ALA 3), General-de-Exército Valério Stumpf Trindade (Comando Militar do Sul - CMS), Vice-Almirante Henrique Renato Baptista de Souza (5º Distrito Naval - 5º DN), Coronel de Cavalaria Antônio Augusto Brisolla de Moura (Núcleo de Estudos Estratégicos do CMS), Coronel de Cavalaria Marcelo Lorenzino Zucco (3ª Região Militar),  Coronel Jorge Luiz Santos da Veiga (CMS), Geraldo Aurélio Rolin Sperb (SOAMAR), Átrio de Oliveira Cruz, Capitão-de-Mar-e-Guerra (Capitania Fluvial de Porto Alegre -CFPOA), Capitão-de-Fragata Henrique Lima Solis (Estação Naval de Rio Grande - ENRG), Capitão-de-Fragata Sérgio Vieira Pires da Silva (Centro de Intendência da Marinha em Rio Grande- CeIMRG)

    O Comitê da Construção Civil desenvolve ações para colaborar com o crescimento do setor, um dos maiores consumidores de areia, aço e cimento


     

    Principais ações

    • Continuidade da parceria Sinduscons/Senai, visando organizar e realizar eventos e cursos no segmento da Construção Civil, promovendo a divulgação de conhecimentos e novas tecnologias para o setor
    • Interlocução com o Serviço Social da Indústria (Sesi)  para elaborar parcerias focadas na construção civil
    • Aproximação com os sindicatos empresariais da construção civil buscando unificar e fortalecer os pleitos do setor
    • Desenvolvimento do projeto ConstruLab, que tem como objetivo ser um ambiente digital de conexão do setor da construção civil
    • Análise dos possíveis impactos da proposta de Reforma Tributária Estadual
    GESTÃO 2017/2020

    Coordenador: Ricardo Antunes Sessegolo

    Conselheiros: Carlos Eckhard (1º vice-coordenador), Julio Cezar Steffen (2º vice-coordenador), Airton Zoch Viñas, Alexandre Bittencourt De Carli, Alexandre Dode de Almeida, André Meyer da Silva, Aquiles Dal Molin Júnior, Boris Paulo dos Santos Junior, Cesar Augusto Carlotto, Claudio Roberto Emanuelli Vieira, Eduardo Ernesto Frapiccini, Fabiano de Marco Bet, Fabio Augusto Borsato, George Aléssio Duarte Wolkweis, Gilmar Fiebig, Iraní Tadeu Cioccari, Jefferson Luiz de Freitas Lopes, José Zagonel, Leonardo Gehlen, Luiz Francisco B. da Costa, Miriam Felicidade Cischini, Oliver Chies Viezzer, Phelipe Novaes Curti, Plínio Humberto Donassolo, Priscila Goettert, Renato Borgmann Severo de Miranda, Rafael Garcez Freire, Rafael Goellner Garcia, Ricardo Coelho Michelon, Ricardo de Araújo Ramos, Ricardo Dias Michelon, Roberto Luís Potrick, Roberto Jachetti, Roberto Sukster, Rodrigo Meinertz, Rogélio Zanini, Samir Frazzon Samara, Sérgio Luiz de Macedo Ussan, Ubirajara Terra, Valdemor Trentin, Valter Ferreira da Silva, Vittorio Antonio da Silva Ardizzone, Volnei Luiz Sebben

    GESTÃO 2020/2023

    Coordenador: Aquiles Dal Molin Júnior

    Conselheiros: Ricardo Dias Michelon (vice-coordenador), Airton Zoch Viñas, Alexandre Dode de Almeida, André Meyer da Silva, Boris Paulo dos Santos Junior, Cesar Augusto Carlotto, Eduardo Ernesto Frapiccini, Eduardo Henrique Schaeffer, Fabricio do Amaral Iribarrem, George Aléssio Duarte Wolkweis, José Zagonel, Leonardo Gehlen, Luiz Francisco B. da Costa, Miriam Felicidade Cischini, Patrícia Manica, Rafael Garcez Freire, Rafael Goellner Garcia, Ricardo de Araújo Ramos, Roberto Luís Potrick, Roberto Sukster, Rodrigo Meinerz, Samir Frazzon Samara, Sérgio Luiz de Macedo Ussan, Valter Ferreira da Silva, Volnei Luiz Sebben

    Criada em 2011 atua no suporte ao uso dos métodos alternativos de resolução de conflitos nas diversas áreas do Direito, estando assim à disposição de toda a sociedade no âmbito nacional e internacional


     

    Principais ações

    • Tramitação de procedimentos em modo integralmente eletrônico/ Assegurou o andamento dos procedimentos que já estavam em curso quando a pandemia chegou e também permitiu o ingresso de novos procedimentos, atendendo as necessidades dos seus usuários. A utilização de plataformas digitais viabilizou a realização das audiências virtuais 
    • Estrutura para modernizar os processos internos/ Construção de um novo site disponibilizando uma plataforma online para trâmite dos procedimentos de Conciliação, Mediação e Arbitragem, que proporcionará mais comodidade, segurança, agilidade e rastreabilidade aos operadores e usuários da Câmara. A interação entre árbitros, advogados, partes, peritos e Secretaria da Câmara ficará mais ágil e assertiva

    Evento

    • O Futuro da Gestão de Conflitos/ Webinar no dia 25 de junho, via Zoom, ocasião em que os participantes conheceram a Câmara e exploraram soluções customizadas e mais eficientes para a resolução de disputas
    GESTÃO 2017/2020

    Presidente: Ricardo Borges Ranzolin

    Vice-presidente: Jorge César Ferreira da Silva 

    Conselho Superior: Ellen Gracie Northfleet, Luciano Benetti Timm e Araken de Assis 

    GESTÃO 2020/2023

    Presidente: Ricardo Borges Ranzolin

    Vice-presidente: Jorge César Ferreira da Silva 

    Conselho Superior: Ellen Gracie Northfleet, Luciano Benetti Timm e Araken de Assis 

    Área de suporte ao Sistema FIERGS/CIERGS em relação a temas econômicos, é responsável por revelar a situação da indústria gaúcha por meio de pesquisas e indicadores econômicos, acompanhamento e análise da conjuntura econômica nacional e internacional buscando subsidiar a tomada de decisão de empresários, investidores e agentes públicos


     

    Pesquisas

    Indicadores Industriais/ Pesquisa quantitativa, realizada mensalmente desde 1991 em conjunto com a CNI, acompanha o desempenho da indústria gaúcha, produzindo índices que servem como instrumento para a avaliação da conjuntura do setor
    Segmentação no RS: 16 setores industriais e quatro subsetores

    • Tamanho da amostra: 440 estabelecimentos
    • Número de séries geradas: 136
    • Número de questionários aplicados: 247

    Sondagem Industrial RS/ A pesquisa, realizada mensalmente desde 2010, tem como objetivo identificar, na visão empresarial, a tendência passada e futura da indústria, permitindo avaliar a conjuntura atual, bem como as expectativas dos empresários

    • Segmentação no RS: por porte de empresas (pequenas, médias e grandes)
    • Empresas respondentes (média mensal): 210
    • Empresas contatadas: 375
    • Número de séries geradas: 44 mensais, 
    • 16 trimestrais e principais problemas
    • Número de questionários aplicados: 210

    Índice de Confiança do Empresário Industrial do RS (ICEI-RS)/ Utilizado para avaliar, mensalmente desde 2010, na visão do empresário, a situação atual e as expectativas do setor, identifica mudanças de tendência na atividade industrial

    • Segmentação no RS: por porte de empresas (pequenas, médias e grandes)
    • Empresas respondentes (média mensal): 210
    • Empresas contatadas: 375
    • Número de séries geradas: 36
    • Número de questionários aplicados: 210

    Sondagem Construção RS/ A pesquisa, realizada mensalmente, tem como objetivo identificar, na visão empresarial, a tendência passada e futura da indústria, permitindo avaliar a conjuntura atual, bem como as expectativas dos empresários

    • Empresas respondentes (média mensal): 45
    • Empresas contatadas: 92
    • Número de séries geradas: 9 mensais, 
    • 4 trimestrais e principais problemas
    • Número de questionários aplicados: 45

    Índice de Confiança do Empresário da Construção do RS (ICEI-Construção)/ Utilizado para avaliar, mensalmente, na visão do empresário, a situação atual e as expectativas do setor, identifica mudanças de tendência na atividade industrial

    • Empresas respondentes (média mensal): 45
    • Empresas contatadas: 92
    • Número de séries geradas: 9
    • Número de questionários aplicados: 45

    Sondagens Especiais/ Realizada trimestralmente, têm como objetivo avaliar os impactos de políticas ou de acontecimentos específicos sobre a indústria, bem como a opinião dos empresários sobre essas questões. Desse modo, os temas são diversos e variam com a conjuntura e a política econômica. As questões das Sondagens Especiais são incluídas no questionário da Sondagem Industrial no fechamento dos trimestres. A base amostral é a mesma da Sondagem Industrial. Temas pesquisados em 2020: Investimentos - 2019/2020 (divulgada), Impactos da Covid19 (divulgada), Inadimplência-Covid 19 (não divulgada), Mercado de Insumos e Matérias-primas (divulgada), Sondagem Extra - Mercado de insumos e matérias-primas (divulgada) 

    Consulta empresarial

    Sem periodicidade definida, a cada edição, aborda um tema específico de interesse da indústria. Impactos da Covid19, Consulta Empresarial MP936, Consulta Empresarial - Impactos da Covid-19

    Demais publicações

    Balanço Econômico e Perspectivas, Informe Econômico (semanal com 49 edições), Exportações RS (mensal), Custo Unitário do Trabalho-ULC (trimestral), Coeficientes de Abertura Comercial (trimestral), Indústria em Números (mensal), Panorama Fiscal BR e RS (mensal)

    Outras atividades

    • 32 palestras para sindicatos, entidades empresariais e conselhos temáticos/ Balanço Econômico 2019 e Perspectivas 2020, Cenário e perspectivas para a economia, Impactos econômicos da crise do coronavírus e perspectivas, Cenários para a economia pós-pandemia, Correção dos débitos trabalhistas, Indústria do Rio Grande do Sul, Dados da economia argentina, Brasil na encruzilhada: perspectivas para o pós-pandemia, Situação atual e perspectivas para a inflação, Balanço Econômico 2020 e Perspectivas 2021
    • 11 palestras para as Reuniões de Diretorias do Sistema FIERGS/ Custo RS, Impactos do coronavírus na economia, Consulta MP 936/2020 e impactos da Covid-19, Análise dos impactos das Reformas Tributárias Federal e Estadual na arrecadação de impostos, Análise dos impactos da Reforma Tributária Estadual na arrecadação, Situação Fiscal e a “Nova CPMF”, Orçamento do RS para 2021 e considerações sobre a situação fiscal, Os riscos do retorno da inflação brasileira
    • 140 Análises/estudos de suporte à Presidência/ A proposta de um encontro de contas entre os Estados e União, após o período de reformas estruturais; Sugestão de comentário sobre o programa de financiamento para promover o desenvolvimento produtivo, sustentável e social nos três estados da Região Sul: “BRDE Promove Sul”; As perspectivas da Indústria para 2020; O insustentável “Custo RS”; Considerações sobre o preço do aço; Manifesto pela reativação da economia gaúcha; Proposta para o Modelo de Distanciamento Social Controlado do RS; Considerações sobre o pleito que busca oportunizar alternativas de crédito para companhias em RJ; Banco Central regulamenta a compra e venda de ativos no mercado secundário; Reforma Tributária RS; Resultado Orçamentário dos Municípios do RS
    • 12 Pareceres, Notas e Estudos Técnicos/ Suporte técnico para Grupo de Política Industrial FIERGS-CIERGS, Projeções macroeconômicas para o Sistema de Expectativas de Mercado do Relatório Focus do Banco Central, Projeções macroeconômicas para a Agência Estado, Projeções para a arrecadação do Sesi-RS e Senai-RS, Suporte técnico ao Comitê de Investimentos da Indusprevi

    Criada em setembro de 2020, visa fortalecer o elo da FIERGS com os Sindicatos, potencializando a atuação, a representatividade sindical e o fomento ao associativismo


     

    Principais ações 

    Apoio nos Processos Administrativos dos Sindicatos

    • Elaboração de editais, assembleias gerais, atas, dentre outros documentos
    • Condução dos processos eleitorais
    • Atualização de Estatutos Sociais e Regulamentos Eleitorais
    • Processos de instituição e cobrança de contribuições 
    • Organização de assembleias e eventos

    Apoio Jurídico

    • Em negociações coletivas, elaboração e registro de CCTs e processos de dissídios coletivos 
    • Nos processos de incorporação e fusão de Sindicatos
    • Resposta a consultas, elaboração de estudos e pareceres jurídicos
    • Monitoramento e repasse de informações sobre novas legislações, normativas e alterações legais

    Consultoria nos processos de Registro Sindical

    • Regularização de Sindicatos e de Alteração estatutária (SA)
    • Realização, passo a passo com o Sindicato, do processo de registro sindical
    • Elaboração de material com orientações sobre os processos de registro sindical
    • Análise e adequação de documentos afetos aos processos de registro sindical    
    • Auxílio na realização de cadastros necessários nos portais do Governo
    • Monitoramento da base sindical (pedidos de extensão de base e/ou categoria e de registros de novas entidades sindicais)

    Programa de Desenvolvimento Sindical-Prosind

    • Implantação e execução, juntamente com os Sindicatos, do Programa de Desenvolvimento Sindical da FIERGS, que consiste em um conjunto de ações coordenadas que visam à sustentabilidade sindical e o associativismo 
    • Plano de Ação / 25 ações previstas

    Procompi e Ações GEN/CNI

    • Gestão dos Projetos Procompi 
    • Realização das ações propostas pela GEN/CNI
    • Divulgação do ENAI 2020
    • Apoio ao projeto Sapatos do Sul

    Enquadramento Sindical

    • Análise de CNAES e realização de enquadramentos sindicais 

    Apoio Institucional 

    • Apoio à Presidência na realização de Reuniões do Conselho de Representantes da FIERGS e assembleias gerais do CIERGS 
    • Negociações coletivas das categorias inorganizadas
    • Representação da FIERGS nos processos de dissídios coletivos
    • Atuação técnica no Processo eleitoral do CIERGS e da FIERGS

     

    Atividades realizadas de setembro a dezembro de 2020

    Eventos e Reuniões

    • 1º Reunião Sindical – Apresentação da Unisind (FIERGS potencializa atuação sindical)
    • 2º Reunião Sindical: Benchmarking Central de Compras
    • 1º Fórum Sulbrasileiro de Executivos Sindicais-Troca de Boas práticas de Gestão do Desenvolvimento Associativo
    • 2º Fórum Sulbrasileiro de Executivos Sindicais-Central de Compras

    Ciclo de Capacitações em Branding para a Gestão Sindical/ o Ciclo de Capacitações em Branding voltado para a Gestão Sindical, promovido pela FIERGS, por meio da Unisind, o qual integra as ações do Programa de Desenvolvimento Sindical (Prosind), começou em 2 de outubro. Foram seis encontros, por meio de plataforma virtual, ministrados por consultoria especializada.

    • Reuniões semanais do Comitê Executivo Prosind (10 reuniões virtuais)
    • Reunião de Encerramento do Ciclo de Capacitações em Branding
    • Palestra para Presidentes e Diretores Sindicatos: O papel do líder no novo cenário sindical 
    • Encerramento e Aprovação dos 6 projetos Procompi – 
    • Sindicer(2), Sindipan, Sinduscon Vales, Sinmaqsinos(2)
    • Reunião-Almoço Sindical de Final de Ano 
    • Campanha sobre a importância de contribuir com o sindicato e se associar – Evento para os Contadores – “Os Caminhos da Reforma Tributária – Qual o seu papel como contador”

     

    Parceria com conselhos temáticos

    Conselho de Relações do Trabalho-Contrab

    • Dois eventos sobre a LGPD
    • Evento: Acordo Coletivo x CCT
    • Elaboração da Cartilha FIERGS- LGPD
    • Evento: As relações do trabalho pós- pandemia

    Conselho de Assuntos Tributários, Legais e Cíveis-Contec 

    • Reuniões Setoriais sobre a Reforma Tributária

    Conselho de Articulação Parlamentar-Coap

    • Articulações com os Sindicatos: Defesa de Interesses PLs
    • Potencialização da comunicação da FIERGS com os Sindicatos e destes com os seus associados, através da comunicação digital, grupo de WhatsApp , criação do e-mail comunicacaounisind@fiergs.org.br para envio de conteúdos pelos sindicatos (para tratamento e publicação), Criação da página no Facebook: FIERGS Sindicatos

    Reforma da sala de videoconferência para utilização com/dos Sindicatos mediante agendamento

    Instalação da sala de estar com estação de trabalho para utilização dos Sindicato/ Com computador, Internet, Impressora, TV e armário

    Atendimentos e outras atividades

    • Monitoramento, análise e envio de legislações, normativas e matérias de interesse dos sindicatos
    • Negociações coletivas das categorias inorganizadas
    • Atualização dos relatórios e prestações de contas final dos projetos do Procompi
    • Suporte técnico e administrativo nas eleições FIERGS/CIERGS
    • Assessoria em processos de registro sindical
    • Monitoramento e envio de publicações relativas à base sindical
    • Enquadramentos sindicais
    • Apoio nos procedimentos de cobrança de contribuições sindicais
    • Suporte técnico e administrativo na Reunião do Conselho de Representantes da FIERGS
    • Atuação em processos de dissídios coletivos e realização de audiências 
    • Elaboração de estudos sobre matéria trabalhista e sindical
    • Respostas e/ou encaminhamentos das consultas dos Sindicatos e suas associadas 
    • Atualização da planilha de acompanhamento das convenções coletivas, em parceria com o Contrab 
    • Nos primeiros quatro meses de atuação da Unisind, foram atendidos mais de 90 sindicatos e realizados cerca de 1.300 atendimentos (presencial, via WhatsApp, e-mail e telefone)
    GESTÃO 2020/2023

    Coordenador: Gilberto Ribeiro, vice-presidente da FIERGS

    Vice-coordenador: Gerson Albano Haas, diretor da FIERGS e presidente do Sinplast-RS

    JANEIRO

    Meio Ambiente > A posição favorável da FIERGS com relação ao novo Código Estadual do Meio Ambiente, sancionado em 9 de janeiro pelo Governo do Estado, se baseia nas mudanças que incluem o aperfeiçoamento e modernização dos mecanismos previstos para gestão e proteção ambiental. “A nova lei traz clareza e segurança jurídica evitando a subjetividade, o que no modelo anterior deixava margem para amplas interpretações causando grave insegurança jurídica”, afirma o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, Gilberto Porcello Petry

    Substituição Tributária > Para falar sobre as questões tributárias estaduais, o ex-secretário da Fazenda do Rio Grande do Sul e atual conselheiro do Conselho de Assuntos Tributários, Legais e Cíveis (Contec) da FIERGS, Luiz Antônio Bins, foi convidado da Reunião das Diretorias da FIERGS e do CIERGS, em 21 de janeiro. Bins, que é advogado e consultor tributário, fez uma análise sobre o tema ICMS: Substituição Tributária e Incentivos Fiscais e Competitividade. Substituição Tributária é o regime no qual a responsabilidade pelo Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) devido em relação às operações é atribuída a outro contribuinte

    Ranking Econômico > O CIERGS, por meio da Unidade de Estudos Econômicos (UEE), terminou em terceiro lugar no Ranking Agência Estado de Projeções Econômicas no último trimestre de 2019. O Ranking AE é o mais tradicional para projeções de variáveis macroeconômicas do Brasil e contempla as previsões para as seguintes variáveis: PIB, IPCA, IGP-M, Taxa Selic e Taxa de Câmbio (R$/US$). Criado pela Agência Estado, leva em consideração as instituições cujas previsões mais se aproximam dos indicadores efetivos. Estão aptos a participar do ranking bancos, corretoras, assets, consultorias, empresas privadas e públicas, além de instituições de ensino e outras que façam, periodicamente, projeções para indicadores econômicos. À frente do CIERGS terminaram a Necton Investimentos (1º) e a Austin Rating (2º) 

    Indusprevi > O empresário Cláudio Guenther, diretor do Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (CIERGS), foi indicado como presidente do Conselho Deliberativo da Indusprevi, em reunião em 21 de janeiro. A Indusprevi – Sociedade de Previdência Privada do Rio Grande do Sul, é mantida por empregados participantes dos Planos de Benefícios vinculados ao CIERGS, Sesi-RS, Senai-RS, IEL-RS, Condomínio Institucional do Sistema FIERGS, empresas do Grupo Paquetá e Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul (Simecs). Atualmente, mais de 2,1 mil são associados à Indusprevi, que mantém 618 aposentados e pensionistas. O novo diretor-superintendente será Luís Alexandre Ribeiro Cure, que há 32 anos trabalha no Senai-RS
     

    FEVEREIRO

    Homenagem > O secretário de Desenvolvimento e Turismo do Rio Grande do Sul, Ruy Irigaray, participou como convidado da Reunião das Diretorias da FIERGS e do CIERGS, em 4 de fevereiro.  Na ocasião, entregou ao presidente Gilberto Porcello Petry uma placa do Governo do Estado como reconhecimento ao trabalho desempenhado por Petry junto à FIERGS e à CNI em favor do desenvolvimento do Rio Grande do Sul. Irigaray falou sobre as iniciativas de sua secretaria para o desenvolvimento econômico do Estado, e as propostas do governador Eduardo Leite em destravar e desburocratizar a economia. O secretário esteve acompanhado da presidente do Badesul, Jeanette Halmenschlager Lontra

    Tabela do Frete > O adiamento de ações que questionam a constitucionalidade do tabelamento do frete rodoviário formulado pela Advocacia Geral da União (AGU) foi recebido com críticas pela indústria gaúcha, que aguardava ansiosa pela decisão. O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, Gilberto Porcello Petry, ressalta que o tabelamento tem causado grandes danos à economia gaúcha e nacional e o não julgamento no próximo dia 19 de fevereiro agravará ainda mais a situação pelos danos que vem causando nas cadeias produtivas

    Gestão TRT4 > A presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, desembargadora Carmen Izabel Centena Gonzalez, disse em 11 de fevereiro, em reunião com empresários na Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, que entre os planos de sua gestão para o biênio 2020/2021 está o de reduzir o excesso de recursos de revista, que objetivam uniformizar as decisões dos tribunais. Atualmente, 40 mil processos se encontram nessa situação, sem definição, segundo a desembargadora. Carmen foi convidada da reunião do Conselho de Relações do Trabalho (Contrab) da FIERGS, que contou em sua abertura com a participação do presidente da entidade, Gilberto Porcello Petry

    Crédito de ICMS > O Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (CIERGS) obteve liminar junto à 6ª Vara da Fazenda Pública garantindo às suas associadas o direito ao crédito do ICMS na aquisição de energia elétrica paga à Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), o que não vinha acontecendo porque a empresa não tem repassado o tributo ao Estado. A decisão foi assinada pela juíza Marialice Camargo Bianchi

    Memorial > O Memorial da Evolução Agrícola será inaugurado no ano de 2022 em Horizontina, noroeste do Estado, pelo Instituto John Deere. O anúncio foi feito ao presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, em 11 de fevereiro, pelo presidente da John Deere Brasil, Paulo Herrmann. A ideia é contar a história da soja, do agronegócio e da região, e sua importância a partir de uma linha do tempo desde os povos primitivos, passando pela colonização jesuítica, e mostrar a saga da agricultura e da mecanização para uma visão de futuro no setor

    Embaixador nos EUA > Depois de ter seu nome aprovado por unanimidade na Comissão de Relações Exteriores do Senado para ocupar o cargo de futuro embaixador do Brasil nos Estados Unidos, o diplomata gaúcho Nestor Forster esteve na FIERGS, em 14 de fevereiro. Foi a primeira entidade empresarial do País que Forster visitou depois de passar pela sabatina dos senadores. Ele foi recebido pelo vice-presidente da FIERGS, Cezar Luiz Müller. Forster afirmou que o objetivo é ouvir o que a indústria tem a sugerir, seus gargalos e pontos de estrangulamento para o mercado americano, para que governo e setor privado possam trabalhar em conjunto na remoção de barreiras

    Liminar CIERGS > A Receita Estadual suspendeu a medida do regime especial de fiscalização-REF da Distribuidora de Energia Elétrica CEEE, um dia após o Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (CIERGS) obter liminar que garantia crédito de ICMS na aquisição de energia elétrica para as indústrias associadas. A suspensão beneficia todas as indústrias do Estado atendidas pela Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D) que voltam a ter direito ao crédito da energia utilizada no seu processo produtivo, destaca o 
    presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, Gilberto Porcello Petry

    Presidente TST > A nova presidente do Tribunal Superior do Trabalho e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministra Maria Cristina Peduzzi, afirmou em seu discurso de posse, em 19 de fevereiro, em Brasília, que o compromisso prioritário de sua gestão será a valorização da Justiça do Trabalho no desempenho das suas funções institucionais de prevenir e pacificar os conflitos sociais. A cerimônia foi acompanhada pelo presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry

    MARÇO

    Custo RS > O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado Ernani Polo, recebeu em 3 de março, durante a Reunião das Diretorias da Federação e do Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS), o documento denominado Custo RS. Elaborado pela FIERGS, ele identifica os 30 maiores entraves à competitividade do setor industrial gaúcho nas áreas de Relações do Trabalho, Tributação e Burocracia, Infraestrutura e Logística, Energia, Comércio Exterior e Meio Ambiente 

    Canadá > País que é o 48º destino das vendas externas do Rio Grande do Sul e o 14º da origem das importações, o Canadá pretende incrementar as relações comerciais com o Estado, bem como manifesta interesse em desenvolver parcerias em ciência, tecnologia e inovação. A garantia foi dada pela embaixadora Jennifer May, em encontro com o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, em 6 de março, na sede da entidade. “A região Sul é muito importante para nós, temos três escritórios comerciais no Brasil, um deles é em Porto Alegre”, destacou a embaixadora, que esteve acompanhada da cônsul-geral do Canadá no Brasil, Heather Cameron

    Encontro com Bolsonaro > O presidente Jair Bolsonaro afirmou, em 9 de março, durante o Seminário Brasil – EUA Relações Comerciais na Flórida, em Miami, que após a Reforma da Previdência, há mais duas a caminho, a Tributária e a Administrativa.  “O Brasil não pode continuar sendo um dos países mais difíceis de fazer negócio. Precisamos simplificar, desburocratizar e desregulamentar”, disse ele a mais de 300 empresários americanos e brasileiros, entre eles o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), Gilberto Porcello Petry, que se encontrou com Bolsonaro 

    Coronavírus > A FIERGS decidiu proibir viagens ao exterior em representação da entidade ou para funcionários com cursos de capacitação em outros países. A determinação abrange também o Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (CIERGS), Serviço Social da Indústria (Sesi-RS), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-RS), Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RS) e a Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais da FIERGS

    Brasil e Argentina > O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, avalia como positiva a participação de comitiva gaúcha em encontros com autoridades e empresários argentinos em Buenos Aires, em 11 e 12 de março. A agenda incluiu reuniões na embaixada brasileira com o embaixador Sérgio Danese, na Câmara de Importadores Argentinos, na União Industrial e na Câmara Brasil-Argentina de Comércio e Serviços 

    Manifesto de Entidades > A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), juntamente com a Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) e a Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio), divulgou em 26 de março o manifesto “Pela Reativação da Economia Gaúcha”. No documento, as três entidades manifestam sua preocupação com “a ameaça de desabastecimento que poderá ocorrer caso se prolonguem, além de um limite razoável, as proibições de atividades empresariais”, e propõem um retorno gradativo às atividades a partir de 1º de abril

    Carta ao Governador > O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, enviou ao governador Eduardo Leite a carta encaminhada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ao presidente Jair Bolsonaro. Tanto a CNI quanto a Federação propõem a reativação gradual da economia. A FIERGS também está se posicionando em apoio aos prefeitos que, utilizando a flexibilização do decreto estadual, estão permitindo a reabertura de fábricas desde que mantidos todos os cuidados diante da Covid-19

    Medidas Emergenciais > A FIERGS encaminhou ao governador do Estado, Eduardo Leite, sugestões para amenizar os impactos sociais e econômicos provocados pela pandemia de coronavírus. A entidade indica a adoção de dez medidas emergenciais para atenuar as perdas acumuladas à indústria gaúcha. O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, destaca em documento assinado ao governador a necessidade da manutenção das atividades industriais, empregos e renda no Estado. A entidade também analisa com o governo um conjunto de medidas para colaborar no combate à pandemia 

    Marcas > A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-RS) conquistaram o primeiro lugar no Prêmio Marcas de Quem Decide, divulgado em 1º de março, em cerimônia no Teatro do Sesi. A FIERGS, cujo certificado foi recebido pelo presidente em exercício da entidade, Gilberto Ribeiro, ficou como a Entidade Empresarial Mais Lembrada, com 17,3% das indicações, e a Preferida, com 17%. Já em Ensino Técnico, o Senai-RS, cuja premiação foi entregue ao diretor regional, Carlos Trein, obteve 22,2% e 19,8%, respectivamente, das respostas

    FIERGS e BNDES > O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) atendeu a uma demanda da FIERGS e suspendeu por seis meses os pagamentos de parcelas de financiamentos já contratados por empresas. A decisão faz parte de medidas emergenciais anunciadas pelo banco em função da crise provocada pela pandemia de coronavírus. A solicitação de “medidas compensatórias diante da situação emergencial provocada pela Covid-19” havia sido feita pelo presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, em carta enviada ao presidente do BNDES, Gustavo Montezano, em 19 de março

    Hospital de Campanha > O Centro de Exposições da FIERGS poderá ser transformado em hospital de campanha para ajudar no combate ao coronavírus. A oferta foi feita pelo presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, ao governo do Estado. A partir de um acordo, a área de cerca de 20 mil m² poderá ser provisoriamente adequada para se tornar um centro de testagens da Covid-19 ou mesmo ponto de diagnóstico e tratamento de pacientes infectados. Além disso, há a possibilidade de que o Estado também tenha à disposição uma equipe de aproximadamente cem profissionais da saúde do Serviço Social da Indústria (Sesi-RS) para auxiliar na testagem rápida da Covid-19

    ABRIL

    Portal Unificado > No intuito de unificar a informação, prestando um serviço mais direcionado a todos, a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul criou uma página em seu portal onde estão cadastradas todas as notícias, comunicados técnicos e demais ações e medidas contra os efeitos econômicos e sociais da Covid-19. Basta acessar este link e saber sobre os esforços da FIERGS, CIERGS, Sesi, Senai e IEL no combate ao novo coronavírus

    Pesquisa > Pesquisa realizada pela FIERGS indica que 57,4% das indústrias gaúchas paralisaram a produção por causa da pandemia do coronavírus e 15,9% tiveram uma queda intensa na atividade. Além disso, 83,8% perceberam queda na demanda por seus produtos (mais de oito em cada dez consultadas). Há problemas de toda a ordem para se manter a produção. Faltam insumos e matéria-prima, existe dificuldade de logística de transporte, cancelamento de pedidos

    MP Empregos > O Programa Emergencial de Manutenção de Emprego e Renda, divulgado pelo Governo Federal por meio da Medida Provisória 936/2020, é importante porque inclui o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (Beper), que irá socorrer principalmente micro e pequenas indústrias. Estima-se que o RS tenha 28 mil estabelecimentos do setor participantes do Simples e que poderão se beneficiar. Porém, a FIERGS lembra que existem outros custos fixos que continuam pressionando a situação financeira das empresas 

    Liminar STF > A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul encaminhou, em 8 de abril, uma carta ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. Na correspondência, assinada pelo presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, a entidade destaca que se une em apoio à manifestação da Confederação Nacional da Indústria, encaminhada a Toffoli, “no sentido de que seja incluída, na próxima pauta de julgamento do Plenário do STF, a liminar monocrática do ministro Ricardo Lewandowski na ADI nº 6.363”

    Reabertura do Comércio > A decisão  do governo do Estado de manter fechado o comércio das regiões  metropolitanas de Porto Alegre e da Serra Gaúcha até o dia 30 de abril foi recebida com restrições pela  FIERGS. “Ė necessário  que ocorra uma flexibilização  para a reabertura dessas lojas, principalmente  as pequenas, que assim como as pequenas indústrias têm mais dificuldades em cumprir seus compromissos,  já que nem todas possuem facilidade  de acesso a linhas  de crédito. Essas precisam da receita da suas vendas diárias. Estão ficando sem fôlego. A decisão do governo  do Estado deve ser revista”, diz o presidente  da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, ressaltando também a preocupação  dos industriais gaúchos  que não conseguem desovar a produção

    Agenda Legislativa > A FIERGS lança sua Agenda Legislativa 2020. O objetivo é divulgar a opinião e o entendimento da entidade acerca dos efeitos, sobre o setor industrial, de mais de 50 matérias protocoladas pelos deputados estaduais. Além disto, busca reforçar a interlocução com os parlamentares na ação de defesa dos interesses da indústria. A publicação traz o posicionamento técnico que já chega aos gabinetes e assessorias dos deputados estaduais na forma de pareceres das equipes técnicas dos conselhos temáticos da Federação

    Medidas de Flexibilização > A decisão do governador Eduardo Leite de adotar o distanciamento controlado a partir de maio preocupa a FIERGS, que sugere a antecipação dessa medida. O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, propõe a flexibilização já a partir da próxima segunda-feira, dia 27 de abril. “O comércio e a indústria precisam se readaptar nessa retomada. As indústrias já estão   com um fluxo de caixa muito baixo, não adianta continuar a produzir se o comércio  não consegue colocar os produtos  no mercado”, diz Petry 

    Indústria Afetada > Sondagem Industrial Especial do RS, realizada entre 1º e 14 de abril, e divulgada no dia 28 do mesmo mês pela FIERGS aponta que 97,6% das indústrias gaúchas foram afetadas pelo coronavírus, 91% de forma muito negativa. A demanda recuou em 80% delas, sendo que em 43,6% de forma intensa. A pandemia gerou grandes obstáculos às operações. Além da falta de demanda provocada pelo isolamento social e fechamento do comércio, as indústrias tiveram dificuldade em adquirir insumos, matérias-primas e com a logística de transporte de produtos 

    Perdas de R$ 180 Milhões > A indústria gaúcha deixou de comercializar R$ 180 milhões em média por dia como consequência da crise do coronavírus, revela levantamento da FIERGS realizado em 27 de abril. O resultado foi obtido por meio do acompanhamento do valor das Notas Eletrônicas (NF-e + NFC-e) emitidas no Estado e divulgado semanalmente pela Receita Estadual. Isso permite ter uma estimativa das perdas financeiras por conta da queda nas vendas da atividade econômica gaúcha durante a paralisação

    Liberação Positiva > A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul vê como positiva a decisão do governador Eduardo Leite de liberar o comércio na Região Metropolitana a partir de decreto transitório que passa a vigorar em 1º de maio. A decisão final, porém, caberá aos prefeitos dos municípios, de acordo com a realidade local e seguindo rigorosos critérios de segurança e protocolos definidos pela Vigilância Sanitária. “É o início de uma abertura que esperamos aconteça para todo o comércio e vem em boa hora, na semana de vendas de Dia das Mães, o segundo movimento principal do comércio depois do Natal. Desovando os estoques, os comerciantes poderão solicitar novos pedidos às indústrias. O anúncio vem ao encontro daquilo que a FIERGS tem solicitado, esperamos que os prefeitos também liberem”, afirma o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry

    Sugestões à Prefeitura > A liberação da reabertura das indústrias em Porto Alegre, anunciada pelo prefeito Nelson Marchezan, foi considerada positiva pela FIERGS. No entanto, faz algumas ressalvas. “Os horários estabelecidos no decreto do prefeito poderiam ser também flexibilizados, pois há segmentos com transporte próprio que não impactam o transporte coletivo da cidade”, avalia a entidade

    Ações do Governo > A FIERGS considera que o fato de o número de pacientes recuperados pela Covid-19 no Estado ser praticamente o dobro daqueles em recuperação se deve às ações preventivas e a iniciativas do governo do Estado, o que ajuda a manter em patamar baixo o número de vítimas. Segundo divulgado pelo governador Eduardo Leite, com base em levantamento da Secretaria da Saúde, do total de 1.256 pacientes registrados no RS até 28 de abril, 784 foram recuperados, o que corresponde a 62,42%, do total. Ainda continuam 427 em tratamento para recuperação, ou 34% dos pacientes até agora. Em percentual de óbitos, o Rio Grande do Sul está abaixo da média nacional, com 3,58%

    Mercosul > A decisão da Argentina de abandonar as negociações futuras de acordos comerciais dentro do Mercosul gera incertezas dentro do bloco, entende a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul. O país vizinho, em crise econômica interna e diante das incertezas internacionais provocadas pela pandemia do coronavírus, se coloca contra a agenda de negociações em curso com Índia, Singapura, Coreia do Sul, Canadá e Líbano, entre outros. Acordos anteriores, como o da União Europeia, seguem valendo. 

    MAIO

    Retomada das Atividades > O novo decreto da prefeitura de Porto Alegre, ampliando a retomada gradual das atividades por parte de alguns segmentos econômicos na Capital, foi bem recebido pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul. “A FIERGS pedia que se desse essa oportunidade principalmente ao pequeno comerciante, que precisa de vendas diárias para fazer pagamentos. Isso foi feito, e para a indústria também é importante, pois se ampliam as alternativas para poder desovar sua produção”, afirma o presidente da entidade, Gilberto Porcello Petry, reforçando a necessidade de essa reabertura vir acompanhada das medidas preventivas a serem seguidas

    Custo da Energia > O anúncio do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, de que a forte queda no consumo de energia no Brasil por causa da pandemia do coronavírus pode deixar distribuidoras de eletricidade com sobras contratuais preocupa a FIERGS. O presidente da entidade, Gilberto Porcello Petry, entende que em um caso excepcional como a pandemia as regras do contrato poderiam ser revistas para que o consumidor e as distribuidoras não arquem sozinhos com o custo, podendo dividi-lo também com as geradoras, por exemplo. “Se não há consumo de energia, não é admissível parte desta sobra ser paga por nós, consumidores”, afirma Petry

    Debate com Mourão > O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, Gilberto Porcello Petry, sugeriu, em 15 de maio, ao participar de uma live com o vice-presidente da República general Hamilton Mourão, que o Governo Federal crie um fundo para socorrer diretamente as empresas, com linha direta, de R$ 40 ou 50 bilhões. A ideia, segundo Petry, é “irrigar a economia” brasileira em um momento tão crítico, abalada pela forte crise provocada pela pandemia do coronavírus, sem precisar passar pela burocracia das instituições bancárias. A live foi uma iniciativa do deputado estadual tenente-coronel Zucco, e teve como tema A Crise da Covid-19 – reflexos na economia, na saúde e nas ações do Governo Federal

    Decreto de distanciamento > O novo decreto de distanciamento controlado do Governo do Estado determina cores de bandeiras para cada região com maior ou menor risco de contágio pelo coronavírus. Porém, como continuam as limitações severas ao comércio nos municípios gaúchos, a FIERGS ressalta ser esse um fator a influenciar nas retomadas da indústria e do emprego, que levarão ainda mais tempo 

    Dia da Indústria > A indústria deve tomar a frente na recuperação que o Brasil necessita após superada a grave crise do coronavírus, entende o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, Gilberto Porcello Petry, em manifestação pelo Dia da Indústria, comemorado em 25 de maio. Para essa retomada ocorrer, porém, serão fundamentais medidas que preservem o setor, além da continuidade do ajuste fiscal e das reformas estruturais que o Brasil vinha implementando, entre elas a venda de empresas estatais que não são estratégicas para o País. “A preocupação principal é a de como manter as empresas em atividade, sem muitas dívidas, e as pessoas com renda”, afirma Petry

    Estúdio Inaugurado > O Centro de Eventos FIERGS lança o Estúdio F – Plataforma de Streaming e Conteúdo, um dos primeiros espaços instalados dentro de um centro de eventos no Brasil e equipado para a transmissão pela Internet de eventos corporativos. Ele está numa área de 300 metros quadrados, com pé direito de 3,3 metros, tela de LED curva com 34 metros quadrados, iluminação, sonorização, além de todos os equipamentos e técnicos de vídeo e streaming necessários

    JUNHO

    Projeto Revogado > A decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de manter a revogação da autorização para o projeto da termelétrica de Rio Grande é lamentada pela FIERGS. “A energia disponível em uma região bem como a planta de gaseificação são fatores determinantes à atração de investimentos, dando um impulso para o desenvolvimento econômico do Estado, já que o gás oriundo da Bolívia está com capacidade esgotada”, diz o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry

    Mercopar Confirmada > Uma das maiores feiras de inovação industrial da América Latina, parceria entre a FIERGS e o Sebrae, a Mercopar está confirmada para os dias 6, 7 e 8 de outubro, no Centro de Feiras e Eventos Festa da Uva, em Caxias do Sul/RS. A 29ª edição do evento contará com protocolos de segurança sanitária específicos para o período pós-pandemia, os quais já são estudados pela organização do evento, de acordo com as orientações dos órgãos de saúde competentes. Serão considerados aspectos como controle de acesso, higienização dos espaços, estações de higiene com álcool gel e distanciamento entre pessoas

    Troca de Bandeiras > A FIERGS manifesta preocupação com as mudanças para bandeiras restritivas em função da Covid-19, atingindo diversas Regiões gaúchas. Segundo a entidade, as alterações promovidas como decorrência do modelo adotado pelo Executivo estadual não podem gerar insegurança a empreendedores e empregados por não saberem quando e como poderão trabalhar, desorganizando completamente a economia privada

    Petry Reeleito > Gilberto Porcello Petry foi reeleito por unanimidade para representar 110 Sindicatos e indústrias gaúchas em mais uma gestão, de 2020 a 2023, à frente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS). As eleições, em chapa única, ocorreram em 9 de junho, na sede da entidade, com votação presencial e atendendo aos Protocolos de Contingência diante da Covid-19. “Encabeço essa chapa com muita honra, e agradeço a presença de vocês, estou muito satisfeito que tenham se deslocado até aqui”, disse o 
    presidente, ao se dirigir aos colegas de diretoria

    Presidente do TST > A presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Maria Cristina Peduzzi, afirmou durante live na FIERGS realizada pelo Conselho de Relações do Trabalho (Contrab) da entidade, que as iniciativas adotadas pelo governo federal na crise do coronavírus, como as Medidas Provisória 936 e 927, obtiveram bons resultados, pois o número de acordos e de empregos preservados foram substanciais 

    Insegurança > A ampliação das restrições às atividades da indústria determinada em decreto pela prefeitura de Porto Alegre, em 23 de junho, traz mais perdas ao setor e desorganiza a economia privada, já bastante afetada pela pandemia provocada pelo coronavírus, avalia a FIERGS. A entidade, desde o início da crise, defende o equilíbrio entre os cuidados com a saúde da população e a economia

    JULHO

    Retomada da produção > Manter as práticas de distanciamento social e o uso de equipamentos de proteção. Checar a temperatura dos funcionários. Testar, isolar e rastrear contatos, desinfetar ambientes e restringir viagens de negócios. Respeitando as peculiaridades de cada segmento econômico e de cada região, as indústrias estão retomando sua produção, mas buscando garantir a segurança dos trabalhadores. O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, explica que a elaboração do plano de distanciamento controlado no RS estabeleceu protocolos de prevenção à disseminação do novo coronavírus, e contou com a participação do setor privado. “O governo pediu uma série de informações dos setores produtivos e, antes do plano ser anunciado, fomos consultados para avaliar e apresentar sugestões”, explica Petry, em matéria publicada no portal da CNI

    Reforma Tributária > A FIERGS afirma que o projeto da Reforma Tributária, apresentado em videoconferência pelo governador Eduardo Leite, em 16 de julho, aos deputados estaduais e a líderes empresariais, será analisado detalhadamente pela entidade. “É uma reforma muito grande, discutiremos minuciosamente nos próximos dias os pontos favoráveis e desfavoráveis ao setor industrial, mas também à sociedade como um todo, já que afeta indústria, comércio, serviços e agricultura”, diz o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry 

    Revisão de Protocolos > Os presidentes da FIERGS, Gilberto Porcello Petry; da Fecomércio, Luiz Carlos Bohn; e da Federasul, Simone Leite, solicitaram ao governador Eduardo Leite a reavaliação dos protocolos de funcionamento das atividades econômicas do Plano de Distanciamento Controlado. Um documento assinado pelos três presidentes foi entregue ao governador durante reunião, em 2 de julho, no Palácio Piratini. “Não há segurança para planejar o funcionamento de uma empresa com essas constantes trocas de bandeiras, liberações e restrições de uma semana para outra na indústria e no comércio”, diz Petry, ressaltando que a indústria já atua com protocolos de segurança e de proteção aos trabalhadores em suas unidades, reforçados ainda mais durante a pandemia para evitar o contágio pelo coronavírus

    Posse na FIERGS > Ao tomar posse para novo mandato frente à Federação e o Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS), em 20 de julho, o presidente Gilberto Porcello Petry disse que continua otimista, apesar do momento difícil pelo qual o Brasil passa em função da pandemia do coronavírus. “Acredito na capacidade do homem de fazer frente a grandes desafios. Acredito na força do empresário brasileiro que irá retirar desta adversidade novas experiências a serem aplicadas na sua vida e nos seus negócios. Creio nas soluções da ciência, com a descoberta de uma vacina, que encerrará este período triste da história, onde todas as nossas resistências estão sendo levadas ao limite”, afirmou, dirigindo-se aos integrantes das diretorias por meio de transmissão de vídeo

    AGOSTO

    Primeira Reunião > A FIERGS e o CIERGS realizaram, em 4 de agosto, a primeira Reunião das Diretorias da Gestão 2020/2023, conduzida pelo presidente Gilberto Porcello Petry. Ainda limitada pelos dispositivos legais decorrentes do distanciamento social diante da Covid-19, apenas os vice-presidentes participaram presencialmente no Plenário Mercosul, na sede da FIERGS. Os demais diretores acompanharam a reunião por transmissão ao vivo de suas localidades

    Flexibilização > A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul vê como positivas as medidas de flexibilização da bandeira vermelha tomadas pelo Governo do Estado. Entre elas, a liberação para o funcionamento do comércio e serviços, mesmo que em horário reduzido, pois para a indústria vender e desovar sua produção, o comércio precisa estar aberto

    Estado de Alerta > O anúncio da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que a pandemia do coronavírus “não está sequer perto do fim” é um alerta para a indústria gaúcha. O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, chamou atenção para o fato de que a quarentena (40 dias) já se estendeu para 140 dias e sem perspectiva no curto prazo. “O quadro deixa de ser preocupante e passa a ser grave. Não se trata da questão saúde versus economia, mas de ambas terem o mesmo olhar que passa pelo comprometimento de todos para chegar a um denominador comum, ou seja, a sobrevivência das pessoas e empresas”, diz

    Formação de Liderança > Com o objetivo de desenvolver futuros líderes, e focado no associativismo sustentável com capacidade de diálogo e pensamento crítico, a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, por meio do Conselho de Futuras Lideranças (Conlider), com apoio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RS), iniciou em 5 de agosto o Ciclo Online de Formação de Liderança. A aula inaugural teve a participação dos presidentes da FIERGS, Gilberto Porcello Petry; da Federação da Agricultura do Estado do RS (Farsul), Gedeão Pereira; da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do RS (Fecomércio), Luiz Carlos Bohn; e do governador Eduardo Leite 

    Data Mercopar > Atentos ao cenário atual da pandemia do Covid-19 e comprometidos com a preservação da saúde da população, a FIERGS e o Sebrae-RS decidiram reprogramar a data da 29ª Mercopar  Feira de Inovação Industrial, que aconteceria em outubro. O evento será realizado nos dias 17, 18 e 19 de novembro, no Centro de Feiras e Eventos Festa da Uva, em Caxias do Sul-RS, assumindo papel fundamental para a retomada da economia. A feira contará também com iniciativas online simultâneas à realização do evento

    Medida Positiva > A decisão da prefeitura de Porto Alegre de liberar parcialmente o funcionamento de atividades industriais, comerciais, de prestação de serviços e construção civil a partir de 11 de agosto, observadas todas as regras de higienização e distanciamento, foi bem recebida pela FIERGS. Para a entidade, assim como o governo do Estado, que na semana passada decidiu flexibilizar para comércio e serviços mesmo que em horário reduzido, o decreto municipal permite à indústria vender e desovar parte de sua produção

    Relações de Trabalho > As Federações das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), Santa Catarina (FIESC) e Paraná (FIEP) realizaram uma reunião virtual conjunta das áreas trabalhistas, em 12 de agosto, com a participação de representantes de indústrias e de sindicatos do setor dos três estados do Sul. Na pauta estiveram temas como a correção de dívidas trabalhistas, a perda da validade da Medida Provisória 927/2020, doença ocupacional e a pandemia, contribuição adicional decorrente da exposição ao ruído e negociações coletivas

    Código Florestal > As Federações das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), Santa Catarina (FIESC) e Paraná (FIEP) defendem a aplicação do Código Florestal Brasileiro para as áreas de Mata Atlântica. O assunto foi debatido em reunião on-line, em 11 de agosto, com a participação de executivos e técnicos das entidades. Embora o Supremo Tribunal Federal já tenha reconhecido a constitucionalidade do Código Florestal (Lei 12.651/2012), a corte voltou ao tema em ação que discute qual lei deve ser aplicada à Mata Atlântica: se é o Código Florestal ou se é a Lei da Mata Atlântica (Lei 11.428/2006) 

    FIERGS e EUA > Em 27 de agosto, o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, participou de uma videoconferência com o novo cônsul geral dos Estados Unidos em Porto Alegre, Shane Christensen. O cônsul afirmou que começa o trabalho otimista com a possibilidade de iniciar o fortalecimento das relações entre os EUA e o Rio Grande do Sul, cuja corrente de comércio superou os US$ 2,7 bilhões em 2019 e, para isso, conta com a parceria da FIERGS. “É um Estado tão importante que queremos cada vez mais nos aproximar das entidades e das empresas”, disse o cônsul. O presidente da FIERGS enfatizou a qualidade de vida do RS e a capacitação profissional dos gaúchos

    SETEMBRO

    Salgado Filho > A FIERGS revela preocupação com a possibilidade admitida pela CEO da Fraport, Andreea Pal, de faltarem recursos para ampliação da pista do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, se as obras não forem concluídas até dezembro do próximo ano. A FIERGS entende que os trâmites para a retirada de famílias que ainda ocupam uma área na qual as obras deveriam ser realizadas precisam ser desembaraçados

    Ministro Infraestrutura > Ao participar, em Brasília, na Confederação Nacional da Indústria (CNI), do webinar Indústria em Debate: Infraestrutura & Retomada da Economia, em 3 de setembro, o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, Gilberto Porcello Petry, solicitou ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a conclusão da duplicação da BR-116, facilitando o acesso ao Porto de Rio Grande, e a ampliação da BR-448, em 17 quilômetros, até Portão. “O Ministério da Infraestrutura vem fazendo uma coisa muito importante, terminar as obras que já estavam iniciadas. É o caso, no Rio Grande do Sul, da BR-116, obra de 2012 e ainda não concluída”, reforçou o presidente da FIERGS

    Unisind > A criação da Unidade de Desenvolvimento Sindical da FIERGS (Unisind) foi anunciada pelo presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, durante a Reunião Sindical realizada em 4 de setembro, por meio da plataforma Teams. “Minha primeira gestão serviu para valorizar o empresário industrial e os sindicatos”, disse o presidente da FIERGS em sua manifestação na abertura do evento, lembrando a criação do Conselho de Articulação Sindical e Empresarial (Conase), coordenado pelo vice-presidente Gilberto Ribeiro, e agora também a Unisind

    Abertura do Comércio > Com a melhora da situação de Porto Alegre em relação ao controle da Covid-19 e o retorno da região à bandeira laranja definido pelo governo do Estado, a FIERGS vê como possível uma maior flexibilização para a liberação das atividades do comércio. A FIERGS propõe a ampliação de horários e de dias de funcionamento 

    RS e Japão > Em visita de apresentação ao presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, na sede da entidade, o novo cônsul do Japão no Rio Grande do Sul, Yokoyama Takashi, disse em 10 de setembro que o país asiático olha com bastante interesse para o Rio Grande do Sul. Yokoyama sugere que, assim que passar a crise provocada pela pandemia, uma missão empresarial gaúcha seja organizada para o país, a fim de buscar maior aproximação comercial e oportunidades de negócios 

    Treinamento para Retomada > O Centro de Eventos FIERGS foi o local escolhido para o primeiro teste autorizado pela prefeitura de Porto Alegre após quase seis meses de paralisação no setor por causa da pandemia. O treinamento, em 11 de setembro, exclusivo para profissionais da área, foi coordenado pelo Porto Alegre e Região Metropolitana Convention Bureau (POACVB), que desde maio trabalha em busca de uma retomada gradual dos eventos na Capital, com adoção de normas que garantam a saúde e a segurança dos participantes

    Reforma Tributária > A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul está avaliando os impactos no setor industrial das mudanças que o Governo do Estado realizou na sua proposta de Reforma Tributária enviada à Assembleia Legislativa pelo Poder Executivo. A FIERGS já encaminhou posicionamento contrário à elevação da carga tributária, ressaltando os pontos contemplados na proposta com impacto negativo sobre o setor industrial como um todo

    Retirada da Reforma > As Diretorias da Federação e do Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS) manifestam posição sobre a desistência da Reforma Tributária estadual. Segundo nota oficial divulgada em 23 de setembro, a decisão de retirar a proposta de Reforma Tributária foi tomada por uma avaliação política do Governo do Estado. “Na manifestação pública que a FIERGS fez no último dia 11, posicionamos claramente que a proposta trazia pontos positivos e negativos. Portanto, cabia negociar as correções e aprimoramentos, o que foi feito pelos Sindicatos Industriais, com o apoio técnico da FIERGS, tendo a receptividade da Secretaria da Fazenda a várias alterações sugeridas”, diz a nota oficial 

    África do Sul > O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, e o cônsul-geral da África do Sul no Brasil, Malose Mogale, realizaram uma reunião virtual em 21 de setembro. Mogale reiterou o compromisso de consolidar e aprofundar os negócios já existentes entre o país e o Rio Grande do Sul, ampliando o comércio e os investimentos, entre eles acordos de cooperação técnica e comercial no setor do agronegócio. Gilberto Porcello Petry disse entender como oportuna a realização de uma missão técnica e comercial ao país africano em 2021, e para isso a FIERGS e o consulado realizam levantamento para identificar setores com maior potencial e interesse para concretizar essa iniciativa

    Piso Regional > A proposta do governo do Estado de aumento de 4,5% no Salário Mínimo Regional foi debatida em audiência pública, em 11 de setembro, na Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e do Turismo da Assembleia Legislativa. A FIERGS é contra qualquer reajuste e ressalta que o foco deve ser o da preservação de empregos

    Retomada de Eventos > Depois de mais de seis meses de incertezas, os eventos corporativos e feiras comerciais foram liberados para serem realizados com a formalização do decreto Estadual 55.494 e a Portaria SES Nº 617, de 21 de setembro de 2020. Entretanto, o documento editado coloca algumas restrições que podem inviabilizar a realização de eventos no Estado. Dentre as principais medidas restritivas que precisam ser adequadas estão o teto de ocupação com capacidade máxima de 300 pessoas entre público e trabalhadores e o cancelamento do evento caso haja uma alteração de bandeira

    RS X Chile > Em 2019, a corrente de comércio entre o Rio Grande do Sul e o Chile superou os US$ 655 milhões, uma elevação de 3,3% na comparação com 2018. Mesmo com este crescimento, o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, acredita na possibilidade de potencializar as oportunidades existentes para o incremento dos fluxos de comércio e investimentos, ratificando o Acordo Brasil-Chile, no fortalecimento das relações bilaterais e de investimento em integração logística. Foi o que Petry colocou como desafio ao participar de videoconferência, em 29 de setembro, com o embaixador do Chile no Brasil, Fernando Schmidt. Na ocasião, foram debatidas formas para colaborar com esse processo de reforço comercial entre as duas regiões 

    OUTUBRO

    Evento-Teste > O Centro de Eventos FIERGS recebeu, entre 16 e 18 de outubro, mais um evento-teste em suas dependências. Foi o primeiro corporativo para geração de negócios e com presença de público autorizado pela prefeitura de Porto Alegre após a liberação das feiras e congressos no Rio Grande do Sul. A SindExpo, voltada a síndicos e fornecedores do setor, teve limitação de público em cem pessoas por hora, aferição de temperatura na entrada da feira, distanciamento social e troca de máscaras a cada duas horas, entre outras medidas de higiene

    Falta de Insumos > Pesquisa Sondagem Industrial Especial RS sobre mercado de insumos e matérias-primas, divulgada em 29 de outubro pela FIERGS, revela que 46,9% das empresas têm dificuldades para atender seus clientes no país. Dessas, 6,3% admitem que grande parte da demanda não está sendo atendida, e apenas 53% conseguem dar resposta sem dificuldades. A falta de estoques e a demanda superior à sua capacidade produtiva são as maiores causas apontadas para não atender os pedidos, atingindo 59,4% e 45,8%, respectivamente

    Fórum Lide > O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, vê expectativas de melhora na economia do Rio Grande do Sul, considerando os sinais apresentados pela indústria nos últimos meses. Porém, para que essa perspectiva se confirme, será fundamental a aprovação da Reforma Tributária estadual, que segundo o presidente, irá influenciar ainda mais esses resultados no RS. A declaração de Gilberto Porcello Petry foi feita durante o painel “Os Desafios para o crescimento do Estado do Rio Grande do Sul”, realizado no Fórum de Desenvolvimento Lide Gramado/Canela 2020, em 17 de outubro

    Debate na CNI > O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, participou da live Indústria em Debate: O que fazer para o Brasil voltar a crescer?, em 22 de outubro, na CNI, em Brasília. Ao lado do líder do governo na Câmara de Deputados, Ricardo Barros; e do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, foram discutidas as medidas necessárias para acelerar a retomada do crescimento na economia brasileira. O debate contou também com os presidentes de Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), Carlos Valter Martins; e da Associação Brasileira de Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Humberto Barbato

    Embaixador da Argentina > O novo embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, se reuniu, em 30 de outubro, com o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, Gilberto Porcello Petry, e industriais gaúchos, na sede da entidade. Scioli abordou as posições oficiais sobre a economia de seu país, política e comércio da relação bilateral. O embaixador também ouviu propostas dos diferentes setores industriais presentes. “Temos tudo para construir e desenvolver uma boa relação e estamos aqui para colaborar”, ressaltou Petry

    Entrega de Condecorações > O Comando Militar do Sul entregou, em 29 de outubro, condecorações do Exército Brasileiro. O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, recebeu a Medalha do Pacificador do Comandante Militar do Sul, general Valério Stumpf Trindade.  As distinções são para militares, autoridades e integrantes de instituições que tenham prestado serviços relevantes em prol do Exército. O vice-presidente da FIERGS, Gilberto Ribeiro; e o diretor do CIERGS, José Luiz Bozetto, receberam os diplomas de Colaboradores Eméritos do Exército

    NOVEMBRO

    Líderes e Vencedores > O diretor-presidente da Weco S/A e presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, recebeu o Troféu Magis, a honraria oficial do Prêmio Líderes e Vencedores, em 10 de novembro. Pela primeira vez, a cerimônia de entrega ocorreu de forma híbrida, com a presença no Teatro Dante Barone apenas dos vencedores, convidados e dirigentes da Assembleia Legislativa e da Federasul, que concederam o prêmio. O público acompanhou pela TV Assembleia, Youtube e redes sociais

    Mercopar 2020 > A solenidade de abertura da 29ª Mercopar, em 17 de novembro, no Centro de Eventos da Festa da Uva, em Caxias do Sul, destacou o evento como um importante marco simbólico para a retomada da economia e remobilização do setor produtivo. Estiveram presentes o governador do Estado do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite; o prefeito de Caxias do Sul, Flávio Cassina; o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Ernani Polo; o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae-RS e presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry; o diretor técnico do Sebrae Nacional, Bruno Quick, que representou o presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles; entre outras autoridades e lideranças empresariais
     
    Embaixador dos EUA > O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, destacou em encontro na FIERGS, em 19 de novembro, a relação madura do seu país com o Brasil, mas que há espaço para ampliar o lastro econômico e de desenvolvimento entre as duas nações. Chapman disse ser necessário fazer vingar um acordo comercial, desafio que, segundo ele, foi lançado em março durante visita de Jair Bolsonaro a Donald Trump, viagem que na comitiva contou com a presença do presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, para participar do Seminário Empresarial Brasil-Estados Unidos, na Flórida. “Precisamos apoio do setor privado brasileiro, formar uma relação benéfica para os dois lados”, afirmou o embaixador 

    Trajetórias de Sucesso > O presidente da FIERGS e do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae-RS, Gilberto Porcello Petry, participou, em 17 de novembro, do  primeiro painel da 29ª Mercopar – Feira de Inovação Industrial, cujo tema foi A Inspiração. Segundo Petry, um momento importante da sua carreira foi a decisão de pedir demissão de um cargo concursado. Após, atuou como consultor até que resolveu comprar parte de uma empresa com a promessa de deixá-la com a contabilidade em dia em apenas dois anos

    Feira Bate Recorde > Realizada no Centro de Feiras e Eventos Festa da Uva, em Caxias do Sul/RS, a 29ª Mercopar concretizou a expectativa de ser um marco para a retomada econômica do setor. Promovida pela FIERGS e pelo Sebrae-RS, a feira registrou um volume de negociações transacionadas de R$ 78 milhões, com um crescimento de 20% em relação ao ano anterior. Única feira industrial a acontecer no Brasil em 2020, reuniu, entre 17 e 19 de novembro, 7.184 visitantes presenciais. A Mercopar respeitou o teto de circulação de 1,7 mil pessoas simultaneamente, imposto pelo protocolo de segurança sanitária –, e um adicional de 5.038 acessos em sua plataforma online 

    90 Anos CIERGS > Os 90 anos do Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (CIERGS), comemorados em 7 de novembro, foram registrados na Reunião de Diretorias de 17 de novembro. O vice-presidente Gilberto Ribeiro lembrou que no dia 7 de novembro de 1930, representantes de 25 indústrias gaúchas, liderados por Antônio Jacob Renner, fundaram o Centro da Indústria Fabril do Rio Grande do Sul (CINFA), cuja denominação original foi substituída pela atual: Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, que deu origem ao Sistema FIERGS/CIERGS. Em alusão à data, foram confeccionadas reproduções fotográficas da Ata de Fundação do CINFA para distribuir aos diretores e Sindicatos Industriais

    ENAI > Os desafios enfrentados com a quarta revolução industrial e a transformação digital, sob o ponto de vista da educação e de setores importantes para o desenvolvimento do país, pautaram o último painel do 12º Encontro Nacional da Indústria (ENAI). O encerramento ocorreu em 18 de novembro, com mediação do diretor de Desenvolvimento Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Carlos Eduardo Abijaodi

    Top of Mind > O Centro de Eventos FIERGS foi o mais lembrado na Categoria Centro de Eventos do prêmio Top of Mind – Porto Alegre, da Revista Amanhã. A cerimônia de premiação ocorreu em 16 de novembro, no Porto Alegre Comedy Club, em formato híbrido, com apenas um terço da capacidade do local ocupada, e o restante do público acompanhando por YouTube. O Centro de Eventos FIERGS recebeu 36,5% das indicações na pesquisa, contra 9,7% do segundo colocado.  O prêmio foi recebido pelo superintendente geral do Sistema FIERGS/CIERGS, Carlos Heitor Zuanazzi

    Proteção de Dados > A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), sancionada em 2018, entrou em vigor em setembro de 2020, e estipula uma série de obrigações e regras a empresas e instituições em relação à proteção de dados pessoais. A lei regula sobre coleta, armazenamento, tratamento e compartilhamento desses dados, seja on-line ou em meio físico, e prevê a aplicação de eventuais condenações em razão do descumprimento da legislação que preserva a privacidade do indivíduo, titular das informações. Para melhor orientar as empresas no processo de adequação à LGPD, a FIERGS e o CIERGS elaboraram um material que de forma objetiva e simplificada apresenta diretrizes a serem seguidas

    DEZEMBRO

    Uruguai e RS > O embaixador do Uruguai no Brasil, Guillermo Valles Galmés, e o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, destacaram, em 2 de dezembro, que o país vizinho e o Rio Grande do Sul têm muitos pontos e projetos em comum que precisam ser trabalhados conjuntamente, com o objetivo de ampliar o mercado entre as duas regiões. Galmés se reuniu com o presidente da FIERGS na sede da entidade, quando também trataram sobre a Hidrovia do Mercosul, que une Brasil e Uruguai por meio da Lagoa Mirim

    Relações Trabalhistas > Para debater o futuro do trabalho e a necessidade de as empresas se adequarem às mudanças ocorridas nos últimos meses em função da crise provocada pelo coronavírus, a FIERGS promoveu, em 3 de dezembro, o evento As Relações do Trabalho Pós-Pandemia. “Chegamos ao último mês do ano e, em vez de uma comemoração pelo crescimento econômico que era previsto, estamos reunindo elementos para projetar as relações do trabalho após a pandemia. O desenho desse cenário é muito importante para o planejamento das nossas indústrias”, disse o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry

    Polo da Química > O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, disse, em 10 de dezembro, ao participar da videoconferência de lançamento do Polo Integrado da Química RS, que a entidade apoiou desde o início a ideia de uma solução setorial para a localização de empresas. “Lembro que nosso Estado na década de 70 já desenvolvia uma política pública de implantação de distritos industriais. Mais adiante, surgiu o conceito de eixos industriais. Todas essas soluções ao longo da nossa história econômica agora se unem quando o poder público do Rio Grande do Sul e a iniciativa privada da indústria química atuam em conjunto, criando uma iniciativa privada e pública”, destacou

    Balanço e Perspectivas > Após a grave crise da pandemia em 2020, que deverá provocar uma queda de 4% no PIB brasileiro e de 6,8% no gaúcho, a perspectiva é para as atividades econômicas estarem normalizadas no País entre março e abril de 2021, segundo a FIERGS. A expectativa foi revelada, em 8 de dezembro, durante a entrevista Balanço 2020 e Perspectivas 2021, apresentada por transmissão on-line. Como consequência disso, para 2021 a projeção é de crescimento de 3,2% para o PIB do Brasil e de 4% para o do RS, mas ainda insuficientes para recuperar as perdas. “O setor industrial puxou o serviço e a recuperação do PIB no país no terceiro trimestre deste ano, a indústria de transformação cresceu 23% e a indústria como um todo, 14%, para o PIB conseguir subir 7,7%. Isso mostra que a indústria de transformação é o setor mais rápido para ajudar na retomada”, disse o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry 

    Educação Ambiental > O Senai-RS, por meio do Instituto de Tecnologia em Couro e Meio Ambiente, de Estância Velha, fará a capacitação de multiplicadores de educação ambiental para a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). Após oficialização do contrato, o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, recebeu na sede da entidade, em 10 de dezembro, o presidente da Corsan, Roberto Barbuti, quando falaram sobre o futuro da parceria. Gilberto Petry garantiu a Barbuti que a companhia estará muito bem atendida pelo Senai-RS, que ficará responsável por sete cursos de Educação Ambiental para nove turmas ao longo de um ano. O diretor regional do Senai-RS, Carlos Trein, acompanhou a reunião

    ICMS > A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul entende que a redução da alíquota geral do ICMS de 18% para 17,5% no próximo ano melhora o projeto de lei enviado para votação na Assembleia Legislativa. Contudo, o presidente da entidade, Gilberto Porcello Petry, avalia ser necessária uma redução escalonada em quatro anos da alíquota de energia, telecomunicações e combustíveis, que foi majorada para 30%

    Agente de transformação social, por meio de indução da competitividade industrial e melhoria das condições de vida dos trabalhadores


    AÇÕES
    • 400 mil pessoas atendidas 
    • 18.393.550 atendimentos nas modalidades presencial e digital
    • 9.884 mil indústrias atendidas
    • 73.304 matrículas totais
    • 48.997 matrículas gratuitas
    • 433 municípios atingidos

    EDUCAÇÃO

    • Educação Infantil e Contraturno Escolar/ 8.763matrículas
    • Ensino médio/ 1.190 matrículas
    • Educação de Jovens e Adultos/ 9.664 matrículas 
    • Educação Continuada/ 34.197 matrículas

    SAÚDE

    • Atendimentos/ 329.579 trabalhadores da indústria
    • Serviços odontológicos/ 75.376 consultas
    • Campanha de vacinação contra a gripe / 208.771 pessoas atingidas
    • Cursos de Normas Regulamentadoras/ 19.490 matrículas 

    DESTAQUES

    • Lançamento da Sipat Virtual e NRs
    • Virtualização dos Serviços de Atividades Físicas e Nutrição
    • Virtualização do Ensino
    • Assessoria técnica para elaboração do Plano de Contingência para Controle e Prevenção da Covid-19
    • Desenvolvimento de Autodiagnóstico de Boas práticas de Segurança e Saúde no Trabalho para as Indústrias
    • Elaboração de Guia de Prevenção da Covid-19 na Indústria

    Lançamento de Serviço de Gestão de Casos de Covid-19 > O serviço de testagem foi iniciado nas indústrias no dia 25 de maio. A ação contempla 5 etapas (Orientação, Triagem, Testagem rápida, Retestagem e Acompanhamento) que evidenciam um olhar de consultoria em saúde com o objetivo de contribuir para o processo de retomada das atividades das indústrias

    Lançamento dos Serviços SOS Psicossocial e da Plataforma de Sáude Mental On-line > Foi criado um canal especial de atendimento para oferecer apoio psicossocial aos trabalhadores da indústria neste momento. A Saúde Mental On-Line é um sistema inteligente que auxilia as empresas na gestão da saúde mental por meio de análise de informações, desenvolvimento de indicadores e atendimento aos trabalhadores

    Lançamento da Plataforma de Educação Continuada > O Sesi Educação Continuada oferece um modelo de aprendizagem para desenvolver competências de forma integrada para as empresas e comunidade em geral por meio de cursos, palestras e trilhas

    Capacitaçoes EAD >  Mais de 60 opções de cursos à distância foram disponibilizadas para acesso gratuito. Entre as temáticas disponibilizadas temos: Desenvolvimento Pessoal e Profissional, Idiomas, Informática, Frigoríficos, Mineração, entre outros 

    Sesi contra Covid-19 > Além dos serviços realizados para as indústrias, o Sesi-RS participou da ação em parceria com o Senai e GM para consertar respiradores mecânicos, viabilizando a esterilização dos equipamentos. Além disso, equipes da instituição vacinaram 1.200 médicos associados ao Simers e mais de quatro toneladas de alimentos das escolas do Sesi foram doadas ao Banco de Alimentos e outras entidades
     

    Focado na educação profissional e tecnológica, em inovação e transferência de tecnologias industriais, contribui para elevar a competitividade da indústria brasileira


    AÇÕES

    > TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

    • 7.830 atendimentos 
    • 207.560 horas técnicas 
    • 1.751 indústrias atendidas 
    • 56 projetos em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação contratados e desenvolvidos ou em desenvolvimento entre as unidades do Senai (editais e Embrapii) 
    • Acreditações: o Instituto de Tecnologia em Petróleo Gás e Energia foi reconhecido, em maio/2020, pelo Inmetro como laboratório habilitado para realizar o controle metrológico legal de medidores de gás do tipo rotativo e turbina (Portaria Inmetro nº 114:1997
    • Laboratório de Ensaios Microbiológicos do Instituto de Tecnologia em Alimentos e Bebidas, sediado em Porto Alegre, foi acreditado junto à Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE) do Inmetro conforme requisitos da norma ISO/IEC 17025
    • Programa de Proficiência em Substâncias Restritas teve participação de 17 empresas para 15 substâncias diferentes analisadas em 139 ensaios
    • 73 intenções inscritas para Edital Gaúcho de Inovação para a Indústria e 38 ideias aprovadas

    > EDUCAÇÃO

    • Matrículas/ 61 mil
    • Educação a Distância/ 14 mil matrículas
    • O Senai-RS modernizou 42 unidades, com o alinhamento de suas estruturas às indústrias da região
    • Portfólio foi adaptado para o momento com 126 cursos de Iniciação e 291 de Aperfeiçoamento e 56 de Qualificação, totalizando 473 cursos.
    • Foram revisados 13 títulos técnicos presencial e incluídos mais nove títulos do técnico semipresencial, totalizando 14 títulos na modalidade semipresencial.  Os cursos correspondem aos segmentos de Automação e Mecatrônica; Automotivo; Calçados; Gestão;  TI-software; Fabricação Mecânica; Manutenção Mecânica; Soldagem; Eletroeletrônica; Energias Renováveis; Cozinha e Panificação e Confeitaria

    PREMIAÇÕES

    • Desafio Senai de Projetos Integradores/o 2º lugar, na categoria Aprendizagem Industrial Básica, com o Fixador de Cabedal para Montagem de Calçados
    • 3º lugar, na mesma categoria, com o Sistema Automatizado de Corte de Correntes para Joias e Bijuterias
    • Seletivas WorldSkills Shangai
    • Tecnologia de Midia Impressa - ouro com o aluno Carlos Augusto Corrêa Junior 
    • Manutenção Industrial - ouro com o aluno Luan Gottens
    • Modelagem de Protótipos - bronze com o aluno Joacir Oliveira

    Senai contra Covid-19 > Outro fator importante de 2020 foi a luta do Senai no combate e prevenção ao coronavírus. Por meio de voluntariado e parcerias com empresas o Senai fabricou e entregou 3,7 mil protetores faciais; 7,5 mil uniformes hospitalares, 132 mil máscaras de TNT, 4,6 mil máscaras de tecido e 1,9 mil unidades de álcool glicerinado 80%.  O Senai gaúcho participou da frente que integra a rede nacional que está auxiliando na manutenção de respiradores/ventiladores pulmonar hospitalar já existentes, também formada por empresas e universidades. No RS, o Instituto Senai de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica conduziu a ação que consertou e entregou 119 aparelhos

    Busca formar lideranças que promovam o crescimento da indústria por meio da gestão da inovação e desenvolvimento do potencial humano


    AÇÕES
    • Gestão da Inovação/ 1,6 mil pessoas capacitadas
    • Gestão empresarial/ 2,2 mil capacitações
    • Indústrias/empresas atendidas/ 438  
    • Programa de estágio/ 1.744 alunos cadastrados e 224 estudantes colocados

    EVENTOS

    • Transformação Digital na Prática – A Liderança Adaptativa/ uma série de três webinares, que foram construídos em parceria com a Escola Insper 
    • Diálogos para o Agora/ teve o tema “Comunicabilidade”, “Trabalho Remoto”, “E-Commerce” e “Diversidade – uma alavanca para a competitividade das indústrias”
    • Jornada 4. 0/ Foram três webinares e um seminário presencial, durante a Mercopar. O evento foi realizado em parceria do IEL-RS e do Conselho de Inovação e Tecnologia (Citec), com o apoio da Rede RS Indústria 4.0, do Sebrae RS, da Abimaq e da Abinee
    • 14º Seminário de Telecomunicações/ Com enfoque nas transformações na cultura de uso de tecnologias e a infraestrutura necessária para estas mudanças, foi realizado pelo IEL-RS e o Sebrae-RS, em 3 de dezembro. Ocorreu de forma 100% virtual, analisando a importância da conectividade na produção industrial de bens cada vez mais interativos
    • Pesquisador Gaúcho/ Ao completar 10 anos, o prêmio Pesquisador Gaúcho 2020 foi apresentado em formato diferente a partir de 18 de outubro. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs) promoveu a premiação por transmissão nas redes sociais, com reconhecimento aos pesquisadores de todas as áreas do conhecimento que contribuem significativamente para o desenvolvimento do Estado e são fundamentais no trabalho contra o coronavírus. No primeiro dia, ocorreu a solenidade de abertura da premiação, gravada no Estúdio F da FIERGS, que apoia o evento por meio do IEL-RS

    CURSOS

    • Ciclo de Formação Conlider que visa desenvolver o associativismo nos empresários da linha sucessória dos seus respectivos empreendimentos.Os temas abordados foram Futurismo, Governança Corporativa e Familiar, Novos Modelos de Negócios, Gestão Ágil, Diálogo, Negociação e Persuasão, Criatividade e Liderando a Si
       
    • Sindicato da Indústria de Adubos no Estado do Rio Grande do Sul – Siargs
    • Sindicato da Indústria da Alimentação de Bento Gonçalves
    • Sindicato das Indústrias da Alimentação de Caxias do Sul
    • Sindicato das Indústrias de Alimentação de Dom Pedrito – Sia
    • Sindicato das Indústrias da Alimentação e Bebidas do Estado do Rio Grande do Sul – Siab RS
    • Sindicato da Indústria da Alimentação de São Borja
    • Sindicato da Indústria do Arroz no Estado do Rio Grande do Sul
    • Sindicato da Indústria de Arroz de Pelotas – Sindapel
    • Sindicato das Indústrias de Alimentação de Bagé – Sindab
    • Sindicato das Indústrias de Artefatos de Borracha no Estado do Rio Grande do Sul – Sinborsul
    • Sindicato das Indústrias de Artefatos de Couro de São Leopoldo – Sindartcouro
    • Sindicato das Indústrias de Artefatos e de Curtimento de Couros e Peles de Estância Velha – Siccpev
    • Sindicato das Indústrias de Artefatos e de Curtimento de Couros e Peles de Novo Hamburgo – Sidartcouro
    •  Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado do Rio Grande do Sul
    • Sindicato da Indústria de Biodiesel e Biocombustíveis do Rio Grande do Sul –  Sindibio RS
    • Sindicato da Indústria de Calçados de Campo Bom
    • Sindicato das Indústrias de Calçados de Dois Irmãos
    • Sindicato das Indústrias de Calçados de Estância Velha – Sicev
    • Sindicato das Indústrias de Calçados de Farroupilha
    • Sindicato da Indústria de Calçados, Vestuário e Componentes para Calçados de Igrejinha
    • Sindicato das Indústrias de Calçados de Ivoti – Sici
    • Sindicato da Indústria de Calçados de Novo Hamburgo – SIC/NH
    • Sindicato das Indústrias de Calçados de Parobé – Sindicap
    • Sindicato da Indústria de Calçados do Estado do Rio Grande do Sul
    • Sindicato da Indústria de Calçados de Sapiranga
    • Sindicato da Indústria de Calçados, Componentes para Calçados de Três Coroas
    • Sindicato das Indústrias de Carnes e Derivados de Pelotas e Capão do Leão
    • Sindicato das Indústrias de Carnes e Derivados no Estado do Rio Grande do Sul – Sicadergs
    • Sindicato das Indústrias de Celulose, Papel, Papelão, Embalagens e Artefatos de Papel, Papelão  e Cortiça do Rio Grande do Sul – Sinpasul
    • Sindicato da Indústria da Construção Civil de Caxias do Sul – Sinduscon Caxias
    • Sindicato das Indústrias da Construção Civil de Pelotas – Sinduscon Pelotas
    • Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Rio Grande
    • Sindicato das Indústrias da Construção Civil no Estado do Rio Grande do Sul – Sinduscon/RS
    • Sindicato da Indústria da Construção Civil de Santa Maria
    • Sindicato das Indústrias da Construção, Mobiliário, Marcenarias, Olarias e Cerâmicas para Construção, Artefatos e Produtos de Cimento e Concreto Pré-Misturado do Vale do Taquari – Sinduscom-VT
    • Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Bento Gonçalves – Sindmoveis
    • Sindicato da Indústria da Construção e do Mobiliário de Erechim – Sinduscon Erechim
    • Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Lagoa Vermelha – Sicom
    • Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Novo Hamburgo – Sinduscon NH
    • Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Passo Fundo
    • Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Santa Rosa – Sinduscon/SR
    • Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de São Leopoldo – Sinduscom/SL
    • Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Tenente Portela
    • Sindicato da Indústria da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral no Estado do Rio Grande do Sul – Sicepot/RS
    • Sindicato da Indústria da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral de Caxias do Sul – Sincoter
    • Sindicato das Indústrias de Curtimento de Couros e Peles de Pelotas – Sindcouros Pelotas (Rs)
    • Sindicato da Indústria de Curtimento de Couros e Peles de Portão –Siccpp
    • Sindicato da Indústria de Doces e Conservas Alimentícias de Pelotas, Morro Redondo e Capão do Leão – Sindocopel
    • Sindicato da Indústria da Extração de Mármore, Calcário e Pedreiras no Estado do Rio Grande do Sul – Sindicalc
    • Sindicato das Indústrias de Fiação, Tecelagem e Malharia da Região Nordeste
    • Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem de Farroupilha – Siftf
    • Sindicato da Indústria do Fumo da Região Sul do Brasil
    • Sindicato das Indústrias Gráficas da Região Nordeste do Rio Grande Do Sul – Singraf
    • Sindicato da Indústria Gráfica de Pelotas
    • Sindicato da Indústria Gráfica no Estado do Rio Grande do Sul – Sindigraf/Rs
    • Sindicato das Indústrias de Joalheria e Lapidação de Pedras Preciosas do Nordeste Gaúcho (Guaporé) – Sindijoias RS
    • Sindicato da Indústria de Joalheria, Mineração, Lapidação, Beneficiamento, Transformação de Pedras Preciosas e Semi-Preciosas do Estado do Rio Grande do Sul – Sindipedras
    • Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados no Estado do Rio Grande do Sul
    • Sindicato da Indústria de Máquinas e Implementos Agrícolas no Rio Grande Do Sul – Simers
    • Sindicato da Indústria de Máquinas e Implementos Industriais e Agrícolas de Novo Hamburgo e Região
    • Sindicato da Indústria da Marcenaria no Estado do Rio Grande do Sul
    • Sindicato das Indústrias de Mármores, Granitos e Pedras Ornamentais do Rio Grande do Sul – Simag
    • Sindicato da Indústria do Mate no Estado do Rio Grande do Sul
    • Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho
    • Sindicato das Indústrias de Material Plástico no Estado do Rio Grande do Sul – Sinplast
    • Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Vale dos Vinhedos – Simplavi
    • Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Bento Gonçalves – Simmme
    • Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Cachoeira Do Sul – Sinmetel
    • Sindicato das Indústrias Metal-Mecânicas e Eletro-Eletrônicas de Canoas e Nova Santa Rita
    • Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias Do Sul – Simecs
    • Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Pelotas – Simep
    • Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico e Eletrônico do Estado do Rio Grande do Sul – Sinmetal
    • Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Santa Maria – Simmmae
    • Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Santa Rosa – Simmme/SR
    • Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico e  Eletrônico de São Leopoldo – Sindimetal
    • Sindicato da Indústria da Mineração de Brita, Areia e Saibro do Estado do Rio Grande do Sul – Sindibritas RS
    • Sindicato das Indústrias do Mobiliário, Construção e Olarias de Cachoeira do Sul
    • Sindicato das Indústrias do Mobiliário da Região das Hortênsias
    • Sindicato das Indústrias de Olaria e de Cerâmica para Construção no Estado do Rio Grande do Sul – Sindicer RS
    • Sindicato da Indústria de Óleos Vegetais no Estado do Rio Grande do Sul – Sioleo
    • Sindicato das Indústrias de Panificação, Confeitarias, Massas Alimentícias e Biscoitos de Pelotas – Sindippel
    • Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria e de Massas Alimentícias e Biscoitos no Estado do Rio Grande do Sul – Sindipan RS
    • Sindicato da Indústria da Pesca, Doces e Conservas Alimentícias do Estado do Rio Grande do Sul – Sindipesca
    • Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Rio Grande do Sul – Sipargs
    • Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos do Rio Grande do Sul – Sindifar
    • Sindicato da Indústria de Produtos Suínos no Estado do Rio Grande do Sul – Sips
    • Sindicato das Indústrias Químicas no Estado do Rio Grande do Sul –  Sindiquim/RS
    • Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios no Estado do Rio Grande do Sul – Sindirepa/RS
    • Sindicato das Indústrias Têxteis do Estado do Rio Grande do Sul – Sitergs
    • Sindicato da Indústria do Trigo no Estado do Rio Grande do Sul – Sinditrigo/RS
    • Sindicato das Indústrias do Vestuário do Alto Uruguai
    • Sindicato das Indústrias do Vestuário do Estado do Rio Grande do Sul – Sivergs
    • Sindicato das Indústrias do Vestuário e do Calçado do Nordeste Gaúcho
    • Sindicato das Indústrias do Vestuário de Santa Cruz do Sul
    • Sindicato das Indústrias do Vestuário e do Calçado de São Leopoldo – Sindivest
    • Sindicato das Indústrias do Vestuário da Zona Sul – Sindvest-Sul
    • Sindicato das Indústrias de Vidros, Cristais, Espelhos, Cerâmica de Louça e Porcelana no Estado do Rio Grande do Sul – Sindividro
    • Sindicato da Indústria do Vinho do Estado do Rio Grande do Sul – Sindivinho RS
    • Sindicato Intermunicipal das Indústrias Madeireiras, Serrarias, Carpintarias, Tanoarias, Esquadrias, Marcenarias, Móveis, Madeiras Compensadas e Laminadas, Aglomerados e Chapas de Fibras de Madeira do Estado do Rio Grande do Sul – Sindimadeira
    • Sindicato das Empresas de Refeições Coletivas da Região Nordeste do Estado do Rio Grande - Sindercol
    • Sindicato das Empresas de Serviços em Concretagem do Estado do Rio Grande do Sul – Sisecon
    • Sindicato Nacional da Indústria do Cimento – Snic
    • Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores – Sindipeças
    • Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal – Sindan
    • Sindicato Nacional da Indústria da Extração de Carvão – Sniec
    • Sindicato Nacional da Indústria de Máquinas – Sindimaq
    • Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal
    • Sindicato Nacional da Indústria de Tratores, Caminhões, Automóveis e Veículos Similares – Sinfavea
    • Sindicato Nacional da Indústria do Aço
    • Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários – Simefre