AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

CNI

Debater ideias e oportunidades para elevar a produtividade e o acesso a mercados adaptados à realidade das empresas de pequeno e médio porte. Esse foi o objetivo da segunda edição do Seminário da Pequena e Média Indústria, realizado pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), por meio do Conselho da Pequena e Média Indústria (Copemi), nesta terça-feira (22).

O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Gilberto Porcello Petry, foi eleito vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), nesta terça-feira, em chapa única que reelegeu como presidente o empresário Robson Braga de Andrade.   Em votação, realizada em Brasília, o Conselho de Representantes da entidade, composto por delegados das federações das indústrias dos estados e do Distrito Federal, elegeu os integrantes da próxima administração da CNI para o período de 2018 a 2022. A posse ocorrerá em 31 de outubro.

As vantagens da aplicação da nanotecnologia no setor industrial foram debatidas, nesta quinta-feira (3), na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), com a apresentação das possibilidades de sua utilização na melhoria de produtos e processos. “Os sistemas convencionais de produção, gradualmente, estão ficando obsoletos.

O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Gilberto Porcello Petry, que liderou uma missão empresarial à Feira de Hannover, destaca os principais ensinamentos que ficaram da edição de número 70 do evento, encerrado nesta sexta-feira (27), com um público de 210 mil visitantes, 30% de fora da Alemanha. Para Petry, o maior foco este ano foi o da interação da indústria com a tecnologia.

Com o tema Indústria Integrada, conectar e colaborar, a Feira de Hannover, em sua edição de número 70, termina nesta sexta-feira (27), na cidade alemã de mesmo nome. A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) lidera uma missão empresarial ao evento, que levou representantes de 44 empresas, 24 delas gaúchas. Nesta quinta-feira (26), parte da delegação visitou a fábrica da a fábrica da Mercedes-Benz, em Bremen (foto). No último dia, será a vez da Volkswagen, em Wolfsburg.

Os empresários participantes da missão liderada pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) à Feira de Hannover consideram que o setor industrial gaúcho tem condições de absorver a tecnologia 4.0 vista aplicada em diferentes situações ao longo do principal evento de tecnologia do mundo, que termina nesta sexta-feira (27), na cidade alemã. Para o presidente da Máquinas Condor, André  Meyer da Silva, há como empresários e trabalhadores, inclusive de pequenas e médias empresas, tomarem parte nesta nova realidade.

Os integrantes da missão prospectiva à feira internacional de Hannover, organizada pelo Sistema FIERGS, por meio do Centro Internacional de Negócios (CIN-RS), embarcam neste sábado (21) para o principal evento internacional de tecnologia para a indústria. O tema desta edição será Indústria Integrada – Conectar e Colaborar, promovendo a interação entre automação e tecnologia de energia, plataformas de TI e inteligência artificial e ocorre de 23 a 27 de abril. 

A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), por meio de seu Centro Internacional de Negócios (CIN-RS), realiza a missão empresarial ao principal evento internacional de tecnologia para o setor: a Feira Industrial de Hannover. A edição 2018 ocorre entre os dias 23 e 27 de abril. A ação tem parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), Rede CIN e Apex Brasil, e apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-RS) e  Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do RS (Sebrae-RS).

Trinta novos diplomatas formados no Instituto Rio Branco, em Brasília, visitaram a FIERGS nesta segunda-feira (12), como parte do Programa de Imersão na Indústria Brasileira para Diplomatas Brasileiros, uma parceria da Confederação Nacional da Indústria (CNI) com o Instituto. O objetivo é levar aos diplomatas conhecimento e vivência prática a respeito da indústria brasileira e de suas especificidades regionais, fortalecendo o diálogo com o Ministério de Relações Exteriores (MRE). “Este programa é de muita utilidade.

O Senai-RS entregou na última terça-feira (20) certificados para 47 empresas que participaram do programa Brasil Mais Produtivo, iniciativa do Ministério do Indústria, Comércio Exterior e Serviços desenvolvido por meio de consultoria conjunta da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). As empresas participantes, da região de Bento Gonçalves, aumentaram sua produtividade em 44% em média, com redução do retrabalho em 52% e melhora nos processos em 55%.