Você está aqui

O industrial Marlos Davi Schmidt foi reeleito como presidente do Sindicato da Indústria de Máquinas e Implementos Industriais e Agrícolas de Novo Hamburgo e Região (SinmaqSinos), na tarde de quinta-feira (28). A eleição e posse ocorreram na Assembleia Geral Ordinária de Eleição da Diretoria, do Conselho Fiscal e dos Representantes do SinmaqSinos junto à FIERGS, realizada em Novo Hamburgo.“Vamos seguir com nossos projetos do Indústria Jovem, com as entregas digitais e na defesa das demandas das empresas. Nosso objetivo para essa gestão é nos aproximarmos ainda mais das empresas, debater ainda mais as demandas, entender e ser assertivos nas entregas para dar relevância ainda maior para nossas ações”, projeta Schmidt.

O diretor Industrial da Indústria de Máquinas ERPS, de Novo Hamburgo, seguirá à frente do Sindicato para a Gestão 2022-2024. Heitor Schreiber, da BKS Ind e Com de Máquinas, Davilson Nogueira, da Mecsul Máquinas e Equipamentos, e André da Rocha, da Master Equipamentos Industriais, integram o Sindicato como vice-presidentes. Hoje, o SinmaqSinos representa cerca de 180 empresas.

 

Confira três perguntas realizadas pelo Blog da Unisind ao presidente do SinmaqSinos, Marlos Davi Schmidt:

– Quais as principais conquistas da gestão do SinmaqSinos finalizada em 2021?

Em uma gestão que foi impactada com as consequências da pandemia da Covid-19, entendemos que agir de forma proativa foi nosso diferencial. Promovendo ações relevantes com o Projeto Indústria Jovem, buscando conectar esses profissionais jovens e valorizar as indústrias de máquinas locais, pensando o presente e o futuro das empresas, com objetivo claro de atrair a entrada de jovens no mundo do trabalho dentro do nosso setor.

Um dos maiores destaques nesse período foi a inclusão digital do SinmaqSinos e das empresas, com foco em entrar com tudo nesse mundo, encarando o desafio de estruturar e preparar nossa equipe de trabalho para fazer isso acontecer. Hoje, contamos com esse serviço no SinmaqSinos para que as empresas possam atuar de forma agressiva no mundo digital – seja pelas redes sociais ou nas conexões digitais que esse mundo virtual nos permite realizar.

Sem deixar de realizar a representação na defesa dos interesses e desafios das indústrias nas questões trabalhistas, tributárias e nas diversas situações demandadas pelas nossas empresas.

– Quais os principais desafios e demandas do setor representado pelo SinmaqSinos?

Os desafios do nosso setor são os mais diversos: ameaças de retrocessos nas questões trabalhistas, a necessidade de uma evolução no País nas questões tributárias, desburocratização, e assim podemos mencionar uma sequência de adversidades que o setor industrial vem enfrentando ao longo dos anos.

Destaco aqui itens mais específicos, como falta de linha de crédito para financiamento dos produtos vendidos por nossas empresas. Um País que não é agressivo nas suas linhas de crédito para melhorar o ambiente fabril, não busca se modernizar e, por vezes, se torna ineficiente.

– Quais os seus planos à frente do Sindicato para o período 2022-2024?

Vamos seguir com nossos projetos do Indústria Jovem, com as entregas digitais e na defesa das demandas das empresas. Nosso objetivo para essa gestão é nos aproximarmos ainda mais das empresas, debater ainda mais as demandas, entender e ser assertivos nas entregas para dar relevância ainda maior para nossas ações.

Mesa com quatro pessoas sentadas durante a eleição e posse do SinmaqSinos
sexta-feira, 29 de Outubro de 2021 - 15h15

Deixe um Comentário

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
9 + 10 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.