Você está aqui

Em 30 de outubro de 1941, 22 industriais se reuniram para compor o Sindicato das Indústrias Químicas no Estado do Rio Grande do Sul (Sindiquim-RS) sob a presidência de Ernani De Lorenzi. Entre as empresas que procuravam se unir para ganhar força, havia desde representantes de produção de fósforo a refino de petróleo, da área química à petroquímica. Essa união de duas dezenas de empresários deu origem ao Sindicato, que, 80 anos depois, representa cerca de 700 indústrias em território gaúcho.

Nessas oito décadas, o Sindiquim-RS esteve presente em muitos acontecimentos, na busca de políticas de desenvolvimento para o Rio Grande do Sul, como a criação do Polo Petroquímico de Triunfo – fundamental para a economia do Estado e do setor químico. “Nosso sindicato participou de forma ativa da criação do Polo Petroquímico Gaúcho. Hoje, atuamos em outro desafio em benefício das indústrias e da economia gaúcha”, relembra o presidente do Sindiquim-RS, Newton Battastini.

Imagem do polo petroquímico de triunfo

Ele se refere à concretização do Polo Integrado da Química – área de 700 hectares em Montenegro, localizada estrategicamente junto ao Complexo Petroquímico de Triunfo. “Nosso objetivo, junto com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do RS e outros participantes, é trabalhar pelo Polo da Química. Trata-se de um projeto de Estado no qual trabalhamos há três anos, para trazer novos investimentos. A química participa de muitas das outras indústrias, é muito transversal. Do alimento, passando pela metalurgia – todas fazem uso da química direta ou indiretamente, é um projeto importante para o Estado”, destaca Battastini. 

Sobre a atuação do Sindicato ele ressalta que “nossa preocupação sempre foi com as empresas. O importante é a prestação de serviço e estar atento às necessidades – tanto das pequenas quanto das grandes. Nosso tratamento é igualitário a todas”. Battastini lembra que, em período de negociação coletiva, o Sindiquim-RS negocia com 13 sindicatos laborais de todo o Estado. Outro ponto importante  são os Comitês, que promovem a troca de informações sobre temas de interesse da indústria química: Técnico de Saúde, Segurança e Meio Ambiente; Cosméticos; de Saneantes; Relações do Trabalho; de Tintas e de Saboeiro. “A pandemia não parou a indústria química, mas fomos prejudicados pelo alto preço dos insumos, com alta de até 120%, e matérias-primas, com elevações que chegaram a 60% e 80%. Esse aumento é algo que não vem só do Brasil, é mundial, porque algumas matérias-primas estão faltando. A indústria química precisa agilizar novos desenvolvimentos, novas alternativas. É algo difícil, mas estamos trabalhando nisso”, reflete.

Comemoração
 

Em tempos de pandemia, uma forma encontrada pelo Sindiquim-RS para comemorar seus 80 anos foi a criação da campanha “Solidariedade Dá Química”. A ação envolveu ao longo do segundo semestre deste ano o Sindicato, empresas químicas do Rio Grande do Sul, trabalhadores do setor e a sociedade em geral. A cada um real doado por uma Pessoa Física, o Sindicato colocou mais um real – dobrando o valor arrecadado. O montante foi destinado à compra de cestas básicas distribuídas para a população em situação de vulnerabilidade de diferentes regiões do Estado. 

Neste sábado (30), data oficial de aniversário do Sindicato, serão entregues à Defesa Civil, em Porto Alegre, produtos enviados por indústrias químicas para o combate ao coronavírus. São itens de higiene pessoal, álcool em gel e de uso doméstico, entre outros. “Todos os anos, no Dia do Químico, realizamos o evento Química na Praça, mas por conta da pandemia, é o segundo ano que não ocorre. Assim, a doação será feita diretamente à Defesa Civil”, relata o presidente. 

O Sindiquim-RS comemora 80 anos em defesa das indústrias de seu setor, com a prática da solidariedade em prol da população que mais necessita. 

sexta-feira, 29 de Outubro de 2021 - 19h19

Deixe um Comentário

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
8 + 6 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.