Menssagem de erro

O arquivo não pôde ser criado.

Você está aqui

Pesquisa divulgada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS) revela a avaliação da sociedade gaúcha sobre o setor industrial no RS. Para 78%, a percepção é positiva por gerar empregos e recursos ao Estado, aumentar o PIB, investir em tecnologia e trazer esperança. “Dentre as citações que justificam a imagem positiva chama a atenção o item que coloca a indústria como um setor que ‘traz esperança’. O significado deste resultado é extremamente importante pelo sentido de futuro para a sociedade. E acreditamos que o futuro, ao trabalho da indústria pertence. As fábricas estão no centro da economia, dando tração ao desenvolvimento”, afirmou o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, nesta terça-feira (16), ao divulgar o resultado do levantamento durante almoço comemorativo aos 85 anos da entidade.

Na análise sobre a influência da indústria no Rio Grande do Sul, 61,9% dos gaúchos acreditam que ela ajuda muito no desenvolvimento econômico. “A indústria, com as suas máquinas e equipamentos, impulsiona os avanços da agricultura de precisão e responde por mais de 60% do agronegócio. Também fabricamos tudo para o comércio eletrônico, que vem crescendo de forma exponencial, além dos equipamentos do varejo físico, através dos sistemas de autosserviço”, disse o presidente da FIERGS. O levantamento foi elaborado, em julho, pelo Instituto Pesquisas de Opinião, e incluiu oito regiões do Estado, com 1,5 mil entrevistas em 52 municípios.

Em 14 de agosto de 1937, era constituída a FIERGS, que atualmente conta com 109 Sindicatos Industriais filiados e representa 50 mil fábricas que geram 850 mil empregos diretos. “Hoje, 85 anos depois, a Federação se orgulha de sua trajetória, mantendo viva a inspiração daqueles pioneiros que buscavam as condições mínimas para o crescimento de suas fábricas”, ressaltou Gilberto Porcello Petry.

Ao saudar a FIERGS pelos seus 85 anos, o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, enfatizou que apenas o setor produtivo, o empreendedorismo, é capaz de fazer a transformação social. Já o chefe da Casa Civil, Artur Lemos, representando o governador Ranolfo Vieira Júnior, chamou a atenção para a relevância da FIERGS junto à sociedade gaúcha. “Sem indústria não há desenvolvimento econômico, e sem desenvolvimento econômico, não há desenvolvimento humano”, discursou.

METAVERSO
Depois de homenagear o passado e analisar os fatos da conjuntura atual, celebrando a imagem positiva da indústria na opinião pública gaúcha, o presidente da FIERGS apresentou uma visita ao estágio da sede virtual da entidade no Metaverso. Através de arquitetura digital, projetada num telão de led de 24 metros quadrados, foi mostrado o prédio institucional e o show room de produtos fabricados no Rio Grande do Sul. “Trata-se de um projeto de longo prazo, mas o importante é desbravar essa tendência para depois compartilhar a experiência com o setor industrial”, disse Petry. Esse projeto de futuro colocou a FIERGS como a primeira entidade do País a ingressar no Metaverso.

Publicado Terça-feira, 16 de Agosto de 2022 - 15h15
30/09/2022
Educação Empresarial
30/09/2022
Institucional