Menssagem de erro

  • O arquivo não pôde ser criado.
  • O arquivo não pôde ser criado.

Você está aqui

Paulo Tigre debate Reforma Tributária

Presidente da FIERGS detalhou a visão da entidade sobre o tema

A Visão da FIERGS sobre a Reforma Tributária foi o tema da palestra do presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, Paulo Tigre, em reunião-almoço promovida nesta terça-feira (dia 22), pela Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Gravataí (Acigra), no Hotel Intercity. Diante de uma platéia de 110 convidados, Tigre destacou a necessidade de agilizar as mudanças, para que o Brasil saia de um "sistema extremamente anacrônico" que trava a competitividade. "Precisamos de um país mais moderno. O próprio governo sabe que não é a Reforma ideal, mas serve como ponto de partida", disse.

O presidente da FIERGS salientou, porém, que o tema tem de ser aprofundado. A começar por um esforço do governo. "É preciso haver redução nos gastos públicos. Reforma Tributária e o nível do gasto público são questões interligadas", afirmou. Além disso, a desoneração das exportações e do investimento são indispensáveis para assegurar crescimento e enfrentar a competição global.

O industrial conclamou a sociedade gaúcha a se unir para defender, no Congresso Nacional, os pontos da Reforma que venham ao encontro dos interesses do Rio Grande do Sul. Para isso, a FIERGS está articulada com a Bancada Federal gaúcha e discutindo com as demais Federações Empresariais do Estado os pontos críticos e a estratégia a ser adotada. "Estamos abertos para recepcionar todas as avaliações setoriais e contribuições que os sindicatos, CICs e ACIs tenham a apresentar", observou Paulo Tigre. Feito isto, a FIERGS está levando os posicionamentos à Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Entre os presentes à reunião-almoço estiveram o prefeito de Gravataí, Sérgio Stasinski, e o presidente da Acigra, Leandro Schäfer.

Publicado Terça-feira, 22 de Abril de 2008 - 0h00
30/09/2022
Educação Empresarial
30/09/2022
Institucional