Você está aqui

Exportações

Exportações da indústria têm o pior resultado em quatro anos no RS

As exportações da indústria gaúcha começam o ano de 2020 em forte queda. Em janeiro, as vendas externas no setor caíram 39,7% em relação ao mesmo período do ano passado, o pior resultado para o mês nos últimos quatro anos – um total de US$ 754,6 milhões foi comercializado. “O ano de 2019 fechou com um recuo de mais de 11% nas exportações industriais, provocado em grande parte pela crise na Argentina, o nosso terceiro maior comprador.

Exportações industriais do RS fecham o ano em queda

As exportações industriais do Rio Grande do Sul fecharam 2019 com US$ 12,2 bilhões, uma queda de 11,5% em relação ao ano anterior. O resultado fraco é consequência da redução das vendas para parceiros comerciais relevantes no acumulado do ano, com destaque para China (-11,4%) e Argentina (-36,3%). Os setores que mais sofreram com essa queda foram os de Químicos (-9,2%) e Veículos automotores, reboques e carrocerias (-25,3%).

Exportações industriais caem em novembro e continuam estagnadas no RS em 2019

Ao totalizarem US$ 923 milhões em novembro, o que representa um recuo de 2,3% em relação ao mesmo mês do ano passado, as exportações da indústria do Rio Grande do Sul seguem praticamente estagnadas em 2019. A análise por setores de atividades econômicas mostra que, dos 23 segmentos da indústria de transformação que registraram algum embarque no mês passado, 19 tiveram queda sob a base de comparação mensal.

Exportações da indústria no RS recuam em outubro e contribuem para estagnação no ano

Com queda em 18 dos 23 segmentos que registraram algum embarque de produtos para o exterior, as exportações da indústria gaúcha, ao somarem US$ 995 milhões, caíram 12,6% em outubro na comparação com o mesmo mês de 2018. Entre os setores que assinalaram recuo, destacaram-se negativamente os segmentos de Veículos automotores, reboques e carrocerias (-49,3%) e Químicos (-30,9%).

Exportações da indústria gaúcha no trimestre têm o melhor resultado em oito anos

Ao totalizarem US$ 973 milhões em setembro, as exportações da indústria gaúcha aumentaram 19,5% na comparação com o mesmo mês de 2018. Dos 23 setores que registraram embarques, 12 subiram sob a base de comparação mensal, com destaque para Tabaco (+75%) e Celulose e papel (+153,2%), que elevaram as vendas especialmente para a China, mais US$ 129 milhões e US$ 33 milhões, respectivamente. O bom resultado de setembro, somado aos de julho e agosto, produziram a taxa de crescimento mais acelerada (11,7%) para o terceiro trimestre desde 2011.

Exportações da indústria recuam no RS

As exportações da indústria do Rio Grande do Sul totalizaram US$ 1 bilhão em agosto, recuo de 2,7% em relação ao mesmo mês de 2018. Dos 23 setores industriais no RS que registraram vendas externas no período, 17 caíram, especialmente Químicos (-32,1%), Veículos automotores (-30,6%) e Couro e calçados (-16,6%) “A queda nas exportações foi disseminada entre os setores da indústria.

Brasil pode buscar maior participação em exportações de alimentos e bebidas

Até o ano de 2050, a demanda por alimentos no mundo obrigará a se produzir 60% a mais do que atualmente. E o Brasil será um importante protagonista neste processo. O alerta foi feito nesta sexta-feira (23), durante o Seminário Exportagro de Apresentação de Oportunidades para o Agronegócio, realizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) na FIERGS, parceira do evento por meio do Centro Internacional de Negócios (CIN-RS).