Você está aqui

Pesquisa

Ritmo desacelera, mas IDI-RS tem a sexta alta consecutiva

O Índice de Desempenho Industrial (IDI), divulgado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), nesta segunda-feira (14), desacelerou em outubro. Mesmo assim, registrou o sexto crescimento consecutivo: 1% em relação a setembro, feito o ajuste sazonal. Foi a menor taxa desse período, que acumula alta de 31,2%, perdendo força no intenso ritmo de expansão que seguiu à fase mais aguda da crise. O resultado revela que a atividade industrial do RS praticamente recupera o nível de fevereiro, antes da pandemia, faltando somente 0,4%.

Indústria gaúcha começa o último trimestre em ritmo intenso

A Sondagem Industrial RS de outubro, divulgada nessa quinta-feira (26) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), mostra a atividade no setor ainda muito aquecida, com elevação da produção e na geração de emprego, e baixos níveis de ociosidade e de estoques. Apesar de as expectativas dos empresários para os próximos meses terem caído pelo segundo mês consecutivo, permanecem positivas, aumentando a disposição em investir.

Pesquisa da FIERGS indica que indústria gaúcha mantém recuperação

A indústria gaúcha está próxima de retornar ao nível de atividade de fevereiro, mês anterior ao início das medidas de combate à pandemia, aponta o Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS), divulgado nessa terça-feira (3) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS). Ainda que sobre uma base muito deprimida, o IDI-RS cresceu 4,6%, em setembro, relativamente a agosto, feito o ajuste sazonal.

Falta de insumos impede aumento de produção em indústrias gaúchas

Pesquisa Sondagem Industrial Especial RS sobre mercado de insumos e matérias-primas, divulgada nessa quinta-feira (29) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), revela que 46,9% das empresas têm dificuldades para atender seus clientes no país. Dessas, 6,3% admitem que grande parte da demanda não está sendo atendida, e apenas 53% conseguem dar resposta sem dificuldades. A falta de estoques e a demanda superior à sua capacidade produtiva são as maiores causas apontadas para não atender os pedidos, atingindo 59,4% e 45,8%, respectivamente.

Expansão na atividade da indústria gaúcha chega a 4,1%

Com alta de 4,1% em agosto, na comparação com julho, o Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS), divulgado nessa terça-feira (6) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), manteve a trajetória de recuperação, depois do choque negativo de março e abril. Foi a quarta expansão consecutiva, mas precisa crescer ainda 5,6% para voltar ao patamar de fevereiro de 2020, anterior à crise provocada pelo coronavírus.

Produção e emprego estão em alta na indústria gaúcha

Com o índice de produção em 61,8 pontos no mês de agosto (foi de 61,3 em julho), o emprego em crescimento e os estoques abaixo do planejado pelas empresas, a pesquisa Sondagem Industrial, divulgada nessa segunda-feira (28) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), mostra que a recuperação do setor no RS continua. Foi a terceira expansão consecutiva da produção, intensa e disseminada, e bem acima da linha mínima dos 50 pontos, embora amparada por uma base de comparação bastante baixa em julho.

Pesquisa da FIERGS revela que segundo semestre começa com atividade da indústria gaúcha em alta

A atividade da indústria gaúcha em julho, na comparação com junho, cresceu 3,2%, a terceira elevação consecutiva, aponta o Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS), divulgado nessa terça-feira (8) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS). “A pesquisa revela que a indústria gaúcha manteve, no início do segundo semestre, a tendência positiva em meio ao processo de flexibilização do isolamento e à recuperação gradual da economia do país.

Pesquisa da FIERGS mostra forte alta da produção e crescimento do emprego na indústria gaúcha

A Sondagem Industrial de julho, divulgada nessa terça-feira (25) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), embora ainda em meio a incertezas provocadas pela crise do coronavírus, revela crescimento no índice de produção, que chegou a 61,3 pontos, e no de empregados, 52,3. “Decretos que reforçavam as restrições impostas à indústria e ao comércio começaram, aos poucos, a serem flexibilizados, dando mais liberdade ao funcionamento das atividades econômicas. Isso, claro, influencia na produção e no emprego”, afirma o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry.

Pesquisa da FIERGS aponta queda de 10,8% na atividade da indústria gaúcha no primeiro semestre

Mesmo com a elevação de 4,2% de maio para junho, a segunda consecutiva após os 10,2% registrados entre abril e maio, o Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS) permanece em um nível muito baixo, segundo divulgado nessa segunda-feira (3) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS). Para voltar ao patamar de fevereiro haveria a necessidade de uma expansão de 13,7%. O resultado do sexto mês do ano apenas evitou um tombo maior na atividade no primeiro semestre de 2020, cuja queda acumulada chegou a 10,8% na comparação a igual período de 2019.

Pesquisa da FIERGS aponta a demanda interna como o maior problema da indústria

Depois de três meses de queda, a produção voltou a subir em junho, aponta a Sondagem Industrial, divulgada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), nessa segunda-feira (27). Alcançou 55,2 pontos, alta em relação a maio, quando chegou a 45,1, em valores que variam de zero a cem. Foi o melhor resultado para junho na série histórica, mas amparado pela baixa base de comparação do mês anterior. A utilização da capacidade instalada (UCI) aumentou para 62%, mas em compensação o emprego (45,1 pontos) recuou pela quarta vez consecutiva.